ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

04 fevereiro 2014

Infanta Cristina: vai amar esse homem assim lá na pqp

Iñaki, Cristina e os filhos: vale tudo para salvar seu homem

Em 1997 a  Infanta Cristina de Bourbon, filha do rei Juan Carlos da Espanha se casou com um jogador  de handebol consagrado, Iñaki Undargarín, estrela máxima na Espanha e medalhista olímpico. Alto, loiro, lindo e com uma presença simpática logo virou queridinho de todos, parecia o genro ideal e o simpático pai de quatro crianças.

Depois de se casar levou um tempo ainda para abandonar o esporte e assumir seus deveres reais, mas acabou fazendo isso.

Um pouco antes de 2003 foi fazer um MBA em Administração de Empresas e conhece seu professor, Diego Torres, que além de dar aulas tinha uma consultoria Nóos. Iñaki se une a ele no que parece ser uma jogada boa, Diego tinha a experiência nos negócios e Iñaki tinha a imagem real.

Até 2005 ninguém sabia bem o que a empresa fazia, parecia um instituto ligado a projetos de esporte que fazia convênios com as cidades para levar eventos esportivos. Mas em 2006 alguém olhou os contratos de uma cidade e questionou porque o prefeito tinha dado tanto dinheiro para um projeto que não tinha saído do papel.

Devagar outras coisas começaram a vir à tona, projetos esportivos vendidos em várias cidades que não aconteciam, tudo isso pago com dinheiro público. Panfletos, vídeos, tudo mostrando grandes projetos e construção de ginásios para incentivar o esporte na Espanha, tudo isso com dinheiro dos cofres públicos.

Em 2009 a casa real espanhola é avisada que Iñaki está envolvido em um questão de desvios de dinheiro público. Imediatamente a casa real afasta o casal, Iñaki e Cristina e manda os dois viverem em Washington até a poeira abaixar.

Mas o esquema já tinha sido descoberto e ele foi obrigado a voltar a Espanha porque foi acusado de crime de corrupção e desvios de verbas.

Desde  o começo que essa bomba explodiu, advogados, pessoas da casa real, pediram a Infanta Cristina que se divorciasse do marido e fizesse pose de coitada, foi orientada pelos melhores advogados do mundo, inclusive tem uma equipe de americanos, os mais sedentos, para amenizar o escândalo. A Espanha é um país que ainda não se recupera de uma recente crise, pessoas perderam suas casas e passam fome, saber que alguém da família real estava envolvido em um esquema de corrupção e desvio de dinheiro público revoltou o país.

Quanto mais a situação apertava, mais ela se recusava a se separar. Pessoas ligadas a família descartaram que fosse chantagem, acharam mesmo que ela se recusa a abandonar ele por amor, já disse a pessoas próximas que jamais vai largar seu marido sozinho no meio do furacão.

E se for isso não tem nada de nobre, é um gesto egoísta e terrível, porque salvar o marido exigiu dela sacrificar os filhos e isso deveria ser crime. Os filhos são reais, mas no momento que o pai  vai ser julgado, as crianças perdem o acesso a eventos reais e são afastadas, já que são filhos do homem que '' quase derrubou a monarquia''. Perdem títulos e privilégios, tudo porque mamãe quer salvar papai, aquele idiota.

E compromete o futuro dessas crianças, que são podres de ricas desde que nasceram, mas como todos os nobres cobram por aparição pública, na hora que viram filhos de um ladrão vão crescer marcadas por isso e não serão consideradas da família real.

A corda apertou tanto que eles tiverem que entregar a casa onde moravam, um palacete de 6 milhões de euros, foi um gesto simbólico, porque não perderam a propriedade, mas tiverem que fingir que ficaram pobres. Se mudaram para Suíça e tentam se esconder por lá, vão a Espanha apenas quando Iñaki tem que depor, já que foi acusado formalmente de crime de corrupção e desvio de verba pública.

Os advogados jogaram durante meses na mesa o mesmo pedido, para que Cristina se separasse e alegasse inocência, até porque o futuro da monarquia dependia disso, estão com um rei doente e um país falido, uma mistura que poderia ser fatal para  uma monarquia ultrapassada e cada dia mais cara para os espanhóis.
Ela se negou e perdeu um tempo precioso para sair da situação e deu espaço para que uma nova coisa aparecesse e mudasse o rumo da história. Quando Iñaki abandonou a empresa Nóos, para ir aos Estados Unidos foi tão burro que se esqueceu de limpar o computador e deixou ali dois mil e-mails e informação necessária para comprometer todo mundo, inclusive sua mulher. O sócio para se defender entregou a procuradoria o computador e e-mails foram publicados pela imprensa

O mais importante que aconteceu é que até os e-mails saírem a luz, Cristina era uma mulher inocente e funcionária da Caixa Espanhola, mas depois se revelou que ela sabia do esquema do marido e acompanhava tudo de perto, eles tinham empresas fantasmas para desviar todos os impostos e roubar dinheiro de onde pudessem, tinham empresas apenas destinadas a seus gastos pessoais, tudo tão detalhado que aparece na lista até aula de salsa particular e jogo de jantar de 117 mil euros e despesas de festas e mais festas, já que o casal adorava botar para quebrar no seu palacete, tudo pago pelos famintos espanhóis.

De novo disseram para ela se divorciar e alegar que assinou todos os papéis sem saber, não lembro qual, mas existe uma lei que protege quem assina papéis na boa fé sem saber exatamente para onde vão.

Ela se manteve na posição, a família apertou, foi afastada de todos os eventos reais e não pode aparecer em fotos com seus sobrinhos.

Foi indiciada por crime de corrupção e vai responder  por isso, será a primeira pessoa nobre, filha de um rei, que vai ser interrogada por um juiz. E todo esse processo vai custar fortunas ao povo espanhol, que já banca os advogados dela e ainda banca o sistema judiciário espanhol, que faz sua parte.

Tudo isso começa o dia sete de fevereiro e os espanhóis estão sedentos de justiça, querem ver se a lei é igual para todos.

E por que Cristina está fazendo tudo isso? Por que sacrificou os filhos, seu futuro na monarquia e aguenta tanta pressão? Virou uma figura odiada por um país inteiro, colocou seus pais, o Rei Juan Carlos e sua mãe a Rainha Sofia em uma posição comprometedora, atrapalha a sucessão do seu irmão, o  Príncipe Felipe e levanta um país inteiro contra ela e seu marido.
Qual o motivo de tudo isso? Dizem que é amor e do mais puro e forte.

Se for ela deveria também ser indiciada por isso, porque é um absurdo uma mulher de 48 anos sacrificar tanto para salvar um homem, ela quase derrubou a monarquia para salvar seu amor.

E ainda bem que ela não lê meu blog, porque senão ia ficar chateada, sou mais nova do que ela e já sei a grande verdade do mundo: Nenhum homem vale a pena.

Não duvido que depois que tudo acabar ele peça o divórcio e vá embora com uma estagiária de direito de vinte anos. Ia ser justo, porque nenhuma mulher pode ser tão otária assim, tão tapada, se negar a ver a realidade, ela tinha que pensar em salvar os filhos, podia ter se divorciado e continuar com o marido às escondidas, não precisava se afastar dele.

Especialistas na área dizem que se ela tivesse se separado, os juízes poderiam ser mais duros na pena com o seu marido, que até agora responde em liberdade e não corre risco de prisão, mas sem ela e com mais pressão pública poderia acabar a prisão.

Mas não é lindo? A mulher está quase sendo linchada para evitar que o benhê acabe na prisão!

Bom, se for amor é otária mesmo, pior do que eu. E eu sei o fim dessa história real, um dia ela vai perceber como todas as plebeias do mundo já percebemos, que nenhum homem vale a pena e muito menos o sacrifício. E sinto dizer que um dia ela vai saber disso de um jeito ou de outro. E nem a coroa vai ter sobre a cabeça, vai chorar  sozinha na calçada como todas nós.


Iara De Dupont






Um comentário:

Anônimo disse...

Post antigo porém muito bem escrito! Já fui a Espanha diversas vezes e posso afirmar que lá sou monárquica. Eu acho que os Borbón tem muitas figuras simpáticas como a Infanta Elena, Juan Carlos, Sofía e Felipe, e acho uma pena que a Cristina ainda seja considerada nobre.
Li uma entrevista do Jaime Peñafiel (um homem que é amigo íntimo do rei Juan Carlos e conta segredos da família real) que disse que Cristina na verdade é cúmplice de Iñaki, que ela sabia do esquema e ainda ajudou. Tem até boatos que o secretário das Infantas ajudou Iñaki e sabia de tudo. Apesar de ser monárquica, acho que se a Cristina fez, ela deve pagar!

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...