ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

16 fevereiro 2014

Assaltante só se for magro


Eu ia subindo a rua com uma amiga quando vi um cara estranho. É uma rua conhecida pelos seus assaltos, por ser um pouco escura e nas costas de um grande shopping. Disse a minha amiga que era melhor dar a volta, o cara parecia estar esperando alguma coisa, mas como vestia um moletom escondendo a cara, desconfiei na hora e disse isso a minha amiga.

Ela começou a rir e me disse- Iara, o cara é gordo, você já viu ladrão gordo? Como vai correr  da polícia?

Poucas vi uma conclusão tão boba, mas é o que eu venho dizendo, gordofobia é uma coisa que está na sociedade e ninguém esconde isso. Se ele fosse negro minha amiga teria sido racista e teria me dito que com certeza era um assaltante, mas como era gordo ela concluiu que ele não era de perigo.

Em outro  POST já tinha falado disso, uma doce e meiga mulher fez da vida do meu primo um inferno, mas ninguém acreditava nisso, porque ela era gorda e pessoas gordas, mulheres gordas são ótimas, incapazes de serem filhas da puta com alguém.

O problema do gordo é esse, as pessoas veem a gordura e já rotulam, a vida inteira me disseram que eu não tinha disciplina, caso tivesse seria magra, porque gordas são indisciplinadas. 
E acho tudo isso tão invasivo que deveria ser crime se meter na vida alheia. Já passei por situações absurdas, como caminhar em um parque todos os dias e sempre vai alguém que também tem a mesma rotina, me cumprimentar, me dizer que se continuo assim vou emagrecer. Mas eu não carrego nenhum cartaz na mão dizendo que vou caminhar para perder peso ou preciso de incentivo. Caminho porque eu quero, me faz bem e ninguém tem nada com isso.

Já passei por situações de pedir um prato mais leve em um algum lugar e o garçom dizer-  Faz bem se cuidar, vai ficar linda magra!

Ora, mas o que eu tenho no rosto que todos querem dar opinião? Pensam que sou uma menina de três anos que precisa de incentivo?

E o outro lado também é perigoso, quando as pessoas cruzam minha linha em um dia errado, eu explodo, então tenho que escutar que sou mal educada, uma grossa, uma estúpida que não sabe escutar os conselhos que recebe e muito menos agradecer. Mas eu não agradeço porque não pedi e porque me sinto agredida, meu peso é meu problema, meu corpo não é público.

Disse para minha amiga que seu comentário tinha sido preconceituoso, que ideia mais absurda achar que não existe assaltante gordo e ela respondeu- Aff, Iara, vai começar com aquela paranoia de gordofobia?

Mas não é que vou? Ainda tenho pilha pra explicar, começo tudo de novo, dá pra olhar para uma pessoa e tentar adivinhar o que ela faz parada em um canto da calçada sem pensar no seu peso?

Minha amiga não desistiu- Iara, você tá chata demais com isso, se eu  falar que o cara vai fazer gordice, você vai encher meu saco também? Aff, desencana, o mundo não persegue os gordos!

Também pensaria como ela se fosse magra e tivesse vivido longe dessa linha de tiro, quem é magro nem pode sonhar com a perseguição que um gordo sofre durante sua vida.

Mas eu canso de tudo isso, acho que olhar alguém e julgar já é péssimo, mas vivemos em um mundo que isso pode ser a diferença entre viver ou morrer, o que eu nunca vou entender é esse julgamento em relação ao  peso de alguém como se isso afetasse o mundo. Fica difícil para quem é preconceituoso perceber, mas o peso das pessoas não muda em nada o planeta, já esse ódio, essa gordofobia, isso atrasa a humanidade em séculos.


Iara De Dupont

2 comentários:

C.Belo disse...

Mas olha rapaz...que PATÉTICO o pensamento dessa sua amiga hein! Ela tem que ter muitas outras qualidades pra vc mesmo assim se relacionar com ela.

Eu penso o seguinte: talvez APENAS quem é ou já foi gordo sabe se desprender desses julgamentos infundados, portanto, somos pessoas MELHORES.

Iara De Dupont disse...

Mas sabe amizade de infância? A pessoa também já aguentou tuas coisas sem noção? Reconheço que o comentário dela cruzou o limite do tolerável, mas amigos são assim, a gente escuta cada coisa...mas não se preocupe, o pessoal que me conhece já sabe, deu mancada vira post!

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...