ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

11 fevereiro 2014

As mil Iaras




Fiquei surpresa ao ver teu e-mail hoje. Não sei exatamente quanto tempo faz que o namoro terminou, foi em 2007 ou 2008?
Sei que você escreveu debaixo de um frio terrível, do outro lado do mundo e eu respondo torrando em um calor infernal. Tua frase final foi clara:

-Se você gosta tanto de escrever Iara, me conte porque a gente não deu certo.....

Voltei a memória o dia inteiro, é mesmo, por que a gente não deu certo Tom? Achei uma resposta...


Você sempre gostou do meu cabelo solto, mas odiava o óleo de amêndoa que eu usava nele, dizia que era ''grudento''. Era fã do meu bolo de chocolate com tequila, mas reclamava que eu fugia do churrasco dos teus amigos. Me agradeceu tudo o que eu disse para seu amigo no dia da morte da sua mãe, mas dois dias depois reclamou quando um estojo de cds caiu no meu pé e eu xinguei muito, você disse que parecia boca de torcedor revoltado. Amava minha independência, mas odiou quando te pedi ajuda para trocar o chuveiro. Comia minha comida sem reclamar, mas ficou dias sem falar comigo depois de descobrir que votei em outro candidato, não no teu. Ficava feliz porque eu contornava tua mãe, aquela que você odeia, mas se irritava quando eu discutia política com seu pai.


Assistiu minhas peças e aplaudiu, mas reclamava que não tinha um fim de semana livre para você. Dizia que não fazia diferença que eu gostava da Shakira, mas nunca me deixou colocar um cd dela. Me deu todo o apoio quando mudei de faculdade, mas não achava boa ideia a que eu tinha escolhido. Dizia que era lindo me ver brincando com seus cachorros, porque eles gostavam de mim, mas me criticava porque eu tinha nojinho do hamster do teu irmão.


Se dizia a favor da igualdade, mas ficou louco da vida quando fiz aqueles cartazes na tua casa para a marcha das feministas. Falava que eu era linda sem maquiagem, mas podia usar um batom antes de sair de casa. Que eu era inteligente e brilhante, mas não precisava ficar falando sobre tudo. Cansou de dizer que jamais sairia com uma mulher que não fosse inteligente, mas dizia que eu era burra por não querer fazer mestrado. Me dava apoio nas dietas, mas comprava chocolates e trazia na minha casa. Ficou feliz porque pintei meu banheiro sozinha, mas no dia que derrubei aquela parede na reforma ficou revoltado, me chamando de ''machorra''. Falou que eu era a única mulher que não tinha tpm, mas saia do sério quando eu discutia com alguém, dizia que isso não era coisa '' de mulher educada''.


E acho que a lista acabou, não lembro de mais nada. É isso, nós não demos certo porque você nunca me aceitou completa, inteira. Você queria de mim pedaços, fases, momentos. Quem eu era não te interessava. Eu  inteira na tua frente não era o que você queria. O teu sonho era a Iara fazendo teu bolo favorito de chocolate e driblando tua mãe. A Iara que eu podia ser antes, durante ou depois, nunca te interessou. As peças soltas te seduziam, a figura inteira te irritava.


Quando eu agia ou pensava do jeito que você considerava certo, eu era amada. Quando agia de outro jeito, eu era odiada. Você nunca me amou inteira, apenas alguns pedaços, que você escolhia cuidadosamente. As saídas, subidas, descidas, emperradas, nunca te interessaram.


Eu devia ter dito naquela noite que você me mandou uma poesia e me pediu em namoro, esqueci de te avisar, não sou uma Iara, sou mil. Não escondi isso de você, talvez naquela época nem  eu sabia disso, nunca tinha feito minhas contas. É apenas o que eu posso fazer hoje, avisar. Não sou uma, sou mil. Me desculpe por não ter te dito que junto com a Iara que você gostava iam mais 999 Iaras.


Mas quer saber? Vou ser honesta, quem perdeu foi você. Ficou míope pensando na Iara do bolo de chocolate  e que gostava dos mesmos filmes que você e nunca percebeu que era apenas a entrada para todas as outras. E te digo mais, pode chorar à vontade hoje ao ler minha resposta, porque eu te amava, você tinha mil mulheres te amando ao mesmo tempo e não percebeu isso. Achou que eu era uma, uma Iara te amando loucamente, mas eram mil. Perdeu.



Iara De Dupont


2 comentários:

Suzana Neves disse...

Perdeu vacilão kkkkkkkkkkkkkkk não resisti rs

Michele R. disse...

Você escreve com tanta lógica e sinceridade que fica difícil não me identificar em algumas partes. Acho que a maioria das pessoas têm dificuldades em aceitar o outro como ele realmente é e não como ele ACHA que deveria ser... No fim das contas, todo tipo de relacionamento é mesmo muito complexo.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...