ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

31 janeiro 2014

O que tenho em comum com a Globeleza?

Globeleza e eu: toda a nudez será vigiada


Antes de ter consciência do machismo que me cercava sentia alguma coisa errada, me sentia indesejada no mundo, mas depois procurar um pouco e ter um conhecimento maior sobre o assunto as coisas mudaram e ainda estou naquela fase de aprender a lidar com o assunto.

Uma das coisas que mais me atormenta é que ainda não sei lidar com homens machistas, antes eu escutava mas não via o quadro inteiro, a tragédia, então ficava quieta, mas depois comecei a ficar muito irritada.

Estar na mesa com amigos que falam de mulheres e dizem''fulana é gostosa, já peguei beltrana'', antes me dava raiva, mas hoje não tolero escutar isso, na hora começo a explicar o perigo que existe em ficar perpetuando uma maneira depreciativa ao se referir as mulheres.

E só fiquei assim de falar porque sei que é violência, se vejo alguém espancando uma pessoa vou lá dizer alguma coisa, então se escuto alguém ''espancando uma mulher'' verbalmente, por que vou ficar quieta?


Se estou em um bom dia mando um link com a explicação, nem todos os dias tenho saco de explicar para alguém o que é violência verbal e machismo, até porque a maioria dos homens reagem mal diante de uma correção.


Já a parte dos Romeus é mais complexa, são homens que crescem em um país machista, em uma cultura machista e aprendem a se expressar no machismo, pedir a eles menos do que isso equivale a arrancar a pele do moço. Já conheci seres evoluídos e mesmo conscientes das suas limitações e do machismo davam suas mancadas.


Tento explicar, até porque não fiquei sabendo das coisas por telepatia, alguém se deu o trabalho de me orientar e educar e tenho a firme certeza que o feminismo é a luta pela igualdade e uma sociedade igual é a melhor coisa para todos nós, homens e mulheres. Mas ainda me surpreendo tanto que me pego pensando se um dia a igualdade vai ser uma realidade ou continuar no papel, como um sonho distante.


Tirei umas fotos e publiquei aqui no blog, onde estava de toalha indo para o banho. As mulheres foram generosas nos seus comentários, mas alguns homens acharam que seria melhor me puxar em um canto e me dar conselhos, tenho leitores homens aqui e falo com eles, então se sentiram à vontade para me dizer que ''não era legal'' colocar fotos assim, porque meu blog não tinha esse perfil. Um disse que eu estava ''seminua'', coisa que não é verdade, só se for na imaginação dele, outro disse que '' qual era o objetivo de aparecer pelada?'', também não apareci.


Adotaram uma postura paterna, querendo orientar a filha perdida que teve a loucura de aparecer nua no seu blog. E um ex-namorado, que ainda é meu amigo, resolveu me ligar e parabenizar pela dieta, não sei qual exatamente, mas com seu jeito meigo disse '' Tira do blog aquelas fotos que você está nua, o corpo é teu, pra que ficar mostrando assim?''.


Coisa não entendo, coloquei no Facebook um foto minha, o que também gerou uns comentários, inclusive um engraçado de um amigo que me mandou vestir uma blusa. Bom, sem querer incomodei ali e fiz amigos me verem como a menina que precisa de ajuda, mas me pergunto, por que isso não vale para outras mulheres? Que divisão é essa?

Me incomodo profundamente quando vejo o anúncio onde aparece a moça dançando nua, a Globeleza, fico constrangida por tudo o que representa, o racismo e o sexismo. Tenho vontade de sumir debaixo do sofá quando lembro a crueldade com a qual este país tratou as mulheres negras quando chegaram aqui para se tornarem escravas sexuais. Ainda está aberta a ferida, o número de mulheres negras que são enviadas como produtos para fora do Brasil para fins escravos é tão vergonhoso que tenho vontade de chorar. 


Isso não incomoda os homens, pelo contrário, na minha casa quando a Globeleza aparece eles começam a urrar pelo lugar, como animais enlouquecidos. Já vi garçons babando na frente da televisão absolutamente hipnotizados.


Mas se apareço de toalha no meu blog, marmanjos correm para me cobrir, para evitar o meu constrangimento.


Qual é a diferença entre uma coisa ou outra? Tanto eu como a Globeleza somos donas do nosso corpo e fazemos o que queremos dele. Parece que a nudez feminina está dividida em pedaços, para os homens existem as ''safadas'' que tiram a roupa, as '' histéricas feministas'' que fazem protestos nuas e as ''musas do carnaval''.


O ponto é o mesmo, não importa quem, mas o corpo feminino não pertence a nenhum homem, nem ao sistema, nem ao Estado, nem a Igreja. Quem quiser tirar a roupa que tire, se quiser, mas esse patrulhamento é asqueroso, levando em conta que nem tirei a roupa, mas fiquei com tanto ódio que cogitei essa possibilidade, já que o corpo é meu.


Sou ingênua em pensar e sei disso, que homens poderiam entender o horror que representa uma mulher negra dançando nua pra um público de brancos elitistas, mas o machismo é assim, têm todos eles doutrinados e  fechados na ideia de que mulheres ficam nuas conforme os interesses deles.


Reclamei disso para um amigo e ele respondeu:


-Você queria o que? Ficou nua lá provocando!

Dá para continuar a conversa? Não deu, já sei bem a próxima frase e me dá arrepios.


Quando essas coisas acontecem me sinto em um mar de solidão, por questões de matemática sei que a luta pela igualdade só vai ser possível quando os homens entenderem isso e virarem aliados nela, caso contrário não podemos avançar. E como eles vão virar aliados se estão patrulhando uma foto de toalha e condenando ou babando na frente da televisão com a Globeleza? 


É um patrulhamento seletivo, porque se eu tiro a roupa não é problema de ninguém, já a Globeleza representa uma parte da história brasileira que ainda nos deve explicação, é terrível ver uma mulher negra nua dançando para os coronéis que assistem televisão, isso só reforço aquela ideia cretina de que negras são escravas sexuais de brancos. É inacreditável que uma emissora como a Globo ignore tudo o que essa imagem representa e continue todos os anos mostrando a mesma coisa.

Toda vez que a Globeleza aparece na televisão sinto a mesma coisa, penso que o Brasil ainda não entendeu como o machismo e o racismo são um veneno social que nos impede de avançar para uma sociedade mais justa.



Iara De Dupont



Nenhum comentário:

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...