ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

19 janeiro 2014

No Brasil pobre rouba, rico "erra''


Algumas coisas  acontecem neste país e ninguém faz questão de disfarçar, aparecem a luz do dia como se pertencessem a paisagem urbana.


Já me envolvi em muitas discussões com estrangeiros por essas coisas estranhas, mas hoje eu não seria mais capaz de discutir porque nem eu entendo a naturalidade que envolve algumas situações que vemos todos os dias.


A dona de um spa, HARA SPA, aqui em São Paulo, um dos mais caros e frequentados por celebridades, foi a falência. O problema é que mesmo ela sabendo que o barco ia virar vendeu um pacote de fim de ano de drenagem linfática, onde cada uma custava quase trezentos reais. Fez isso depois do Natal e quando as clientes chegaram no começo do ano para fazer  seus tratamentos estéticos ficaram sabendo que o lugar estava fechado e a dona tinha ido embora com o dinheiro de todo mundo.


Agora ela resolveu dar entrevistas e disse a Monica Bérgamo na Folha que foi vítima de magia negra e que as pessoas são muito materialistas ao exigirem seu dinheiro de volta. Em outra entrevista disse que as clientes deveriam ''drenar suas mágoas''.



Se diz vítima da inveja e de sócios. E chora pitangas ao dizer que vai ter que vender sua casa, mesmo assim mantém sua espiritualidade intacta, como muitos pelo mundo é um espírito que entende que os outros estão sendo mesquinhos ao exigir um serviço que já foi pago, se diz surpreendida de ver como as pessoas são materialistas.


O horror da situação é que pode ter mil nomes, mas ela vendeu um serviço e esse não foi dado. Mesmo assim fica imune, o máximo que vai acontecer com ela é ser alvo de chacotas no Facebook, fora isso seu suposto dinheiro imuniza seus erros.


No Brasil funciona assim, pobre rouba, rico erra. Pobre é cheio de má fé e planeja estafar as pessoas, ricos são vítimas de sócios e clientes chatos. Pobre que vira bandido é macumbeiro, rico é vítima de magia negra.


Muito me surpreende que as delegacias ainda recebam os dois grupos, de ricos e pobres, porque se a lei é diferente, então por que usar o mesmo lugar? Ricos são frágeis e inocentes, pobres são malvados e ladrões.


Uma pessoa que rouba um pacote de pão é levada aos fundos do supermercado, onde apanha dos seguranças, depois vai a delegacia e sente a mão da lei, pelo menos uns anos de cadeia e maus tratos. Rico que engana outros ricos têm espaço na imprensa para se explicar, desculpar e dizer que as pessoas são muito materialistas.


Já vi gente sendo arrastada para uma delegacia apenas por uma suspeita de ter roubado alguma coisa, mas também já cansei de ver pessoas ricas estafando o mundo inteiro e depois chorando ao dizer que são vítimas dos outros.


Essa é uma coisa que eu não posso defender porque eu não entendo, um país com duas medidas, dois pesos e duas leis. Rico se desculpa, pobre apanha e é punido. 


Parece brincadeira, mas essa linha de pensamento é a base de nossa falência moral como país, se não somos capazes de aplicar a mesma lei para o mesmo crime não temos mais para onde ir. No momento que alguém rouba comida e diz ''Tenho fome'' e apanha por isso, enquanto alguém rouba seus clientes e diz "Sou uma falida, mas não caloteira'' e ainda recebe espaço na imprensa então chegamos ao fim da linha. 


Não é só o uso de duas leis, mas é a mentalidade que quebrou, levou consigo qualquer rastro de justiça e sem isso nenhum país consegue sair da lama. E deve ser esse o motivo pelo qual ainda não podemos dizer que o Brasil é um país, ainda é um fazenda enorme, cheia de coronéis e escravos e a lei que vale para a senzala não é a mesma lei que vale para a casa grande. Para o mundo inteiro parecemos ser uma coisa boa, um país em desenvolvimento, mas quem mora aqui sabe como são as regras, a lei não é igual e depende da onde você vem, se for da senzala vai apanhar muito a vida inteira, se for da casa grande a vida é só alegria, qualquer besteira  feita é só dizer que foi vítima de pessoas com más intenções. 


Deve ser por isso que às  vezes olho o horizonte  e fico pensando como seria bonito de ver o progresso chegando, ver esta fazenda gigante virar um país. Mas então eu acordo para a realidade e penso que nenhum lugar com duas leis pode um dia virar um país. E sinto uma tristeza enorme, mas um dia talvez, eu me mude para um país de verdade e fique para sempre longe deste fim de mundo e dessa vida no sítio.



Iara De Dupont



Um comentário:

Suzana Neves disse...

Enquanto as pessoas não souberem pensar e não se derem conta que o poder está na mão da maioria vai continuar essa merda, mas acho que as pessoas tem bebido tanto e não conseguem nem pensar.
Talvez se eu não tivesse caráter ia trabalhar mais também.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...