ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

21 janeiro 2014

Amor à vida: Félix e Niko são reais

Niko e Félix, já fiz isso também

Ontem uma pessoa me disse que as cenas de Niko e Félix na novela "Amor à vida'' não eram reais.

Ela falava de uma cena onde Niko estava jantando com Félix e rolava um clima entre eles, Niko tentava convencer Félix de dormir na casa dele e Félix mesmo morrendo de vontade não cedia.

Eu não disse nada porque fiquei com vergonha, mas posso garantir que as cenas são reais porque eu fiz isso durante anos, fazia exatamente como o Félix, eu gostava de alguém, ficava perto, ajudava, mas se a pessoa chegasse perto e me falasse que gostava de mim, eu gelava e criava caso, mesmo morrendo de vontade de namorar a pessoa eu fazia de tudo para a pessoa sair correndo.

Fiz isso durante anos sem perceber, vivia envolvida nas mesmas discussões que Félix. Quando vejo aquelas cenas onde ele resolve ir visitar o Niko e chega lá e começa do nada a discutir com ele, depois entra no carro e se arrepende, eu quero morrer, porque sei que fazia a mesma coisa.

Isso é um grande acerto do autor e talvez o motivo do público amar tanto o casal, porque parecem reais. O principal casal da novela, Bruno e Paloma são desenhados, os dois vem de níveis sociais diferentes e isso nunca gerou nenhum conflito, nem briga pelo banheiro, já que ela foi morar em uma casa minúscula com ele depois de crescer em uma mansão. Nada ali gerou atrito, por isso o público rejeita os dois.

Já Félix e Niko arrebatam todo mundo porque souberam dar uma naturalidade as cenas e mostram que isso é mais comum do que parece, o amor que dá medo, que congela, que assusta.

Eu lembro de uma pessoa me dizendo que  gostava de mim e eu apenas respondi: Problema seu.
O que eu queria era pular nele e encher de beijos, mas fiquei gelada e fui capaz de dizer essa besteira.

E a gente repete tanto essas besteiras que eventualmente a pessoa vai mesmo embora e ficamos ali parados sem entender nada, nos perguntando porque ela não entendeu que quando eu digo ''eu não gosto tanto assim de você''  o que realmente eu quero dizer é "te amo loucamente''.

Não sei da onde vem o medo de amar, não sou psicóloga, mas sei que é mais comum do que se imagina e se manifesta de um jeito que poucas vezes conseguimos controlar.

Eu sou uma garotinha corajosa, já fiz coisas que nem acredito, mas em matéria de amor já perdi muitos Nikos pela vida e até hoje lamento isso e mais ainda, lamento ter magoado quem gostava de mim, teria sido mais honesto da minha parte dizer que tinha medo e ficava gelada, mas nem sabia isso, levei anos para entender porque eu era desse jeito e o pior é que em muitos casos ainda sou, hoje pelo menos aprendi a segurar a boca, não falo nada, mas ainda fico ali paralisada e congelada na cena. 

Ainda lembro da minha tia dizendo sobre um rapaz, que já mereceu um post aqui, dizia que ele me olhava e derretia, eu também, mas cada vez que eu via ele e o assunto vinha à tona eu começava a dizer um monte de besteira e ele acabou se afastando, crente de que eu queria '' curtir a vida sem homem no meu pé'', isso é verdade, eu queria curtir a vida sem nenhum homem no meu pé porque estar com ele me bastava, mas eu nunca tive coragem de terminar a frase.

Não superei totalmente isso, mas pelo menos hoje eu aviso, digo que sou disléxica emocionalmente, quando digo ''não sei se gosto'' é porque '' amo apaixonadamente''.

E a quem faz isso só posso dizer, tente não fazer mais, porque a ressaca é a pior coisa que existe no mundo, acordar e perder a pessoa por ter dito uma coisa que não sentimos é um pesadelo. Olhos de amor como Niko têm ao olhar Félix são imagens que vão nos perseguir a vida inteira, dos canalhas que me magoaram eu nem lembro, mas do que me amaram sinceramente e eu corri tenho até hoje este momento uma vontade enorme de chorar de frustração e tristeza.

Amor não vivido é como deixar a vida ir pro ralo, o amor é a única emoção que não precisa de medo, precisa apenas de coragem, mas ao mesmo tempo é a única emoção que vale a pena viver, ter medo para o amor é viver de uma maneira rasa e superficial, preso a emoções que não transcendem.

Pena que eu descobri isso quando meu Niko já estava longe. Espero então que apareça outro, mas dessa vez eu não corro.

Iara De Dupont

Um comentário:

Suzana Neves disse...

Eu era tão fechada para essas coisas se alguém um dia gostou de mim nem me falou, eu me cago de medo de confiar demais como se fosse uma doença ainda acho que se não bebesse tanto na adolescência nem teria namorado alguém um dia, porque ela fazia minhas barreiras caírem ainda hoje me pego me sentindo desconfortável e falando coisas que eu não quero também, mas acho que é sempre por medo mas vai lá saber do que medo é.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...