ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

06 dezembro 2013

Sorteio da Copa do mundo: padrão FIFA na cor da pele

Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert, a cara da Suécia

Hoje vai ter o sorteio da Copa do Mundo, na Bahia e os apresentadores serão Fernanda Lima e seu marido Rodrigo Hilbert.
Todas as redes sociais surtaram com isso, segundo o que se diz isso mostra todo o racismo que existe no Brasil, dois apresentadores loiros representando toda a diversidade brasileira.

Eu só me pergunto qual é a bagagem dos dois, para mim modelos não são apresentadores, mas essa sempre é uma conversa larga.

Quanto ao racismo não entendo porque as  pessoas ainda acreditam que as coisas mudaram. Faz pouco tempo que os médicos cubanos chegaram no Brasil e teve gente dizendo que eles  pareciam ''com o pessoal da manutenção de um hospital''.

O Brasil é aquele país racista que adora dizer que já superou isso e respeita os direitos de todos, mas ainda manda Miss branca para competir no Miss Universo, ainda não tem apresentadores negros na mesma quantidade que tem brancos e as emissoras ainda colocam os negros em alguns programas como se estivessem fazendo um favor.

E nunca tivemos um presidente negro e rara vez alguma protagonista de novela negra, a única que trabalha é a Taís de Araújo. Já outras atrizes negras sempre são as amigas das amigas da protagonista e isso se repete na propaganda, primeiro as atrizes brancas e na hora de anunciar o creme para cabelos cacheados colocam uma negra.

Revistas de moda ignoram modelos negras, dizendo que elas são direcionadas a outro público, não o que eles trabalham, a classe A branca.

Esse racismo no Brasil é bem organizado, eles querem a Fernanda e seu marido apresentando o sorteio, mas os negros podem jogar o futebol e dar o show, assim pensam os diretores, cada um no seu lugar.

E isso acontece porque não sabemos como país parar essa barbaridade, porque antes de qualquer coisa o racismo é uma coisa  e bárbara, mas os brasileiros ficam quietos, levam tudo na boa e o país continua com a mesma mentalidade do século XIX.

Como brasileira acho vergonhoso ter dois apresentadores sem preparo para um evento desses, com uma aparência nórdica e ainda por cima a moça é magra, todos os valores que eu abomino.

Mas o padrão FIFA é esse e se encaixa perfeitamente em um país de apresentadoras loiras. Se ninguém reclama não é a FIFA que vai se mexer, não é problema deles a moleza dos brasileiros.

Se ninguém  quer mudar nada, paciência, os coronéis já determinaram, negros jogam futebol e fazem os brancos ganharem bastante dinheiro e negras podem ser rainhas de bateria ou uma Globeleza. Mas apresentar não podem, isso só mulheres brancas e bem casadas com um branco podem fazer.

Não adianta cair matando a pau em um evento da Fifa, isso não representa o Brasil. O racismo daqui está em cada esquina, em cada suspiro, não aparece apenas em uma apresentadora. O racismo mostrado ao escolher esse casal é um exercício que acontece todos os dias neste país, onde brancos ganham mais do que negros.

A FIFA não gostou da polemica e já mandou dizer que tudo isso é bobagem, claro, como não são eles o lado que sofre racismo ficam com essa opinião de coronel que qualquer reclamação é birra de escravo.


E não é culpa da FIFA isso, é culpa de todos os brasileiros que empurraram essa questão para debaixo do tapete, rezando para desaparecer, mas ela não desapareceu. Somos um país de negros, pardos, índios e uma minoria branca. Quando Fernanda e Rodrigo subirem ao palco eles vão fazer isso, representar sua minoria, aquela que pensa que manda em  tudo. E parece que manda mesmo.


Iara De Dupont

3 comentários:

Anônimo disse...

Iara,
Seu texto me faz ter animo,não digo fé que a coisa mude,pois como voce disse a moleza nao deixa,mas houve um tempo em que eu pensi que ninguem mais se importava,sabendo que alguem mais se importa já me anima,deve haver mais inconformados por aí,não o suficiecte para mudar alguma coisa,mas pelo menos nao estou sozinha.Fiquei muito espantada uma quando comecei a observar os garçons das churrascarias bacanas que eu frequentava no Rio e nunca encontrei sequer um garçon negro,senti um bolo no estomago,um nó na garganta,comentei com parentes e amigos,me olharam e continuaram a comer somo se isso não fizesse a minina diferença,realmente não faz para a grande maioria.
BJs
Anna Lara

Suzana Neves disse...

Essas coisas não mudam não,não de verdade isso só mostra a imbecilidade do ser humano que é tão primitivo e ainda não aprendeu o básico , que somos todos iguais.Enquanto fotografia de criança linda for uma loirinha de olho azul ou uma moreninha de olhos verdes vai ser assim.

Alessandra Tofoli disse...

Complicado mudar, principalmente quando uma candidata à Globeleza declara em rede nacional "Que esse é o sonho de toda menina negra no Brasil, virar Globeleza".
Muito difícil.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...