ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

04 dezembro 2013

O poderoso castiga: o Brasil ele castigou

Tati Neves e Eduardo Sterblitch

Escrever sobre o programa ''Pânico'' para mim sempre
significa perder  tempo. A única coisa que defendo no programa é o direito que eles têm de existir, é importante um programa como esses ir ao ar todos os domingos em horário nobre, para provar a todos os brasileiros como vivemos com um Estado ausente e em um país onde os direitos humanos não valem nada. Também prova que não existe Ministério Público, o programa apenas confirma, somos órfãos de leis.

Mas nas últimas semanas por uma coincidência dessas acabei vendo um quadro que nunca tinha visto, o ''Poderoso castiga''.

Todo mundo sabe e também é dito, não dá para discutir o talento de Eduardo Sterblitch, o único ali ao lado do Carioca que realmente tem talento.

O quadro é uma síntese de mentalidade da equipe, é grosseiro, rude e escatológicos. Mas eu assisti justo os dois quadros onde Eduardo entrevistava duas moças, uma delas Tati Neves, que filmou Justin Bieber na cama com ela e a outra Andressa Urach, a Miss Bumbum.

Havia uma intenção clara de Eduardo de constranger e incomodar as duas, então sem insinuar nem dar voltas perguntou direto a uma quanto ela cobrava. Ela disse que poderia processar, porque ele estava insinuando que era uma prostituta, ele disfarçou mas carregou na ideia, com Andressa fez a mesma coisa, apertou, humilhou, tudo para que ela confessasse que fazia programa.

Aos olhos de um produtor e diretor, Eduardo pode ter sido muito ousado, não se segurou e perguntou o que muitos queriam saber, mas aos olhos do feminismo a maneira com ele tratou as duas foi inaceitável, não são criminosas e não existia nenhum motivo para humilhar as duas.

E me pergunto, como pode alguém como Eduardo ser tão conservador? Parece pertencer ao grupo TFP (TRADIÇÃO,FAMÍLIA E PROPRIEDADE) ou a algum grupo religioso, qual seria o problema se elas fossem garotas de programa? As duas negaram ser, mas e se fossem qual o problema? A vida é delas e fazem o que quiser com isso.

E o outro lado da prostituição é mais sombrio do que parece, só existem mulheres se prostituindo porque existem homens depravados procurando por isso, senão fosse assim a prostituição não teria chegado no nível que chegou e posso garantir que pela mente sórdida da equipe desse programa muitos ali devem frequentar inferninhos, esses que exploram e abusam das mulheres.

Em algum momento da entrevista de Eduardo eu achei que ele ia colocar fogo nelas, tamanho o nojo e o conservadorismo dele.

Eduardo deveria ter estudado um pouco mais sobre o assunto, se queria insinuar que elas eram prostitutas poderia ter lido um pouco sobre o tema e então iria descobrir que prostitutas são seres humanos, são mulheres que trabalham e tem seus motivos e tragédias para estar nesse mundo, não são animais, nem seres de algum esgoto, são pessoas como todo mundo, que acabaram em uma máquina de carne moída, tentando trabalhar para satisfazer as perversões masculinas e  grande parte da culpa  da prostituição ser a desgraça que é vem de gente como Eduardo, esses meninos brancos, mimados, ricos, nojentinhos que acreditam que todo mundo é inferior a eles e que mulheres não passam de brinquedos.



A prostituição em si já  é um problema para ser analisado de perto, complexo demais, mas é assustador a maneira como  Eduardo tratou as duas, apenas por supor que eram garotas de programa, imagino que se uma das duas tivesse confirmado a história ele faria o que? Daria uma surra nelas? Com certeza que faria isso, o nojo dele com a suposição da prostituição mostrou com o programa pode ser maléfico, tudo ali está disfarçado para parecer popular e um programa de 
''manos e minas'', mas não é, quem manda ali e faz acontecer é branco e rico e sempre deixam bem claro o que pensam do resto do mundo. Pelo menos já se sabe o nojo que a equipe tem de prostitutas. Ainda vamos ver esse programa colocar fogo em mendigos ao vivo. Mas na ausência de Estado é isso que acontece.


Iara De Dupont

8 comentários:

Escritor em treinamento disse...

Bom texto, estava esperando que alguém comentasse o ocorrido, assim confirmando se tinham visto o que vi, se não era ilusão..

A realidade do lixo cultural da tv brasileira em que está inserido o programa e a sociedade machista que o envolve já deveria ser por si só prova de que algo assim seria possível, mas, mesmo assim...

Custei a acreditar.

Era um escracho público digno dos membros mais execráveis da sociedade e vem ocorrendo a duas, três semanas? Não tenho certeza, mas essas "entrevistas" ganharam popularidade suficiente para se firmarem como atração principal de um quadro, e um personagem, que já esgotava suas possibilidades.

O humor tem disso, precisa de um repertório comum (do humorista e do público) pra provocar a subversão de expectativas, o chiste, a graça. E o machismo é suficientemente comum pra levantar o brio de um humorista com talento, é verdade, mas sem saída procurando um número novo pra manter a plateia cativa.

O que me causou espanto foi o grau e a intensidade do machismo propalado, se tornou agressivo demais.. ou talvez eu tenha sido ingênuo de achar que havia face inofensiva em um preconceito que legitima relações de poder.

Uma campanha de ódio em pleno horário nobre do dito santo dia de descanso do trabalhador.. e se tantos digerem todo esse rancor no que eu supunha ser o momento de maior fragilidade, cansaço e passividade dos expectadores, o melancólico domingo! Se é tão simples devorar o ódio que não se sente pontadas no estômago como senti, qualquer proposta de sentimento de solidariedade nessa sociedade doente está fadada ao fracasso

Anônimo disse...

Ola Iara,
Concordo com voce,a maneira como tratam as mulheres é lastimavel,mas elas são inocentes? Sao vitimas? Elas se prestaram ao papel de ir a um programa como esse para se promover,estao ganhando fama ou dinheiro,ou os dois,por incrivel que pareça se acham prestigiadas,eu ja comentei uma vez aqui que elas ganham alguma coisa se prestando a isso,mulheres de maneira geral continuam perdendo,mas elas e milhares de outras mulheres insistem nisso,em se expor a todo tipo de humilhacao e sorrir para as cameras.Diante dessa palhacada toda ó caso só se seria amenizado se elas respondessem a pergunta do entrevistador,cobro normalmente 5 mil,mas se for alguem asqueroso como voce não faço programa por menos de 10.O estado é ausente sim,mas vamos esperar até quando,precisamos fazer algo.

Bjs

Anna Lara

Anônimo disse...

Engraçado como isso te comoveu né?? Mais quem mandou a Andressa urach mostrar a Buce.ta dela no programa?? Tem certeza que ela não quer ser chamada de p.uta? então pq age como uma?? Tudo que o poderoso castiga fez, foi muuuuuito bem feito e falado.. Vc perde seu tempo defendendo os que não se importam com a própria imagem! E outra, espero que meu comentário seja postado, pq é mt facil pra voce só postar os que te defendem

Iara De Dupont disse...

Tente ler o texto de novo, não defendo Andressa, defendo o respeito que as pessoas tem que ter que pelo, eu falava na questão de ser prostituta, não digo que ela seja, mas se for o caso ela como qualquer um merece respeito.
E meu único critério aqui com os comentários é não publicar os que vem cheios de palavrão, o resto eu publico, mas sou uma pessoa de muita sorte e meu blog atrai pessoas inteligentes que deixam comentários inteligentes, por isso a maioria dos comentários são ótimos.

Alexandre Nascimento disse...

Poderia ter explicado e elucidado trechos no qual você o considerou conservador, ou com mente conservadora. Vale lembrar de que o personagem a qual o Eduardo esta fazendo era em um quadro antigo de um pastor que expulsava demônios de coisas em geral e essa analogia de religião comumente está atrelada ao conservadorismo o que da origem a sátira do autor. Apenas o texto que escreveu sem algo específico como o que o autor disse, eu não consigo formar opinião (concordar ou não)a respeito do ocorrido.

Alexandre Nascimento disse...

Poderia ter colocado um trecho no qual você considerou conservador. Lembrando que o personagem 'Poderoso' surgiu em um antigo quadro em que o personagem expulsava 'demônios' das pessoas e de outras coisas, essas cenas certamente satirizavam religiões que também dizem expulsar 'demônios', o personagem portanto faz uma clara analogia a personalidade estereotipada do religioso que tem como principal característica o conservadorismo. Sem o trecho específico que você considerou conservador, não consigo definir uma posição clara a respeito do que foi transmitido (se acho conservador ou não).

Anônimo disse...

O cara é bom pra caralho!!! o melhor comediante do brasil!
e eu creio que vocês sempre estão atentos no panico na band!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Meus parabens , disse tudo mano , na moral um quadro como aquele e dificil de se ver hj em dia em programa de rede brasileira o humor dele sem palavras... sem palavras..

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...