ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

27 setembro 2013

Quando um stalker cruza teu caminho.....

Só quem já foi perseguida sabe o horror que se sente
Dizem que tudo é reflexo e o que mais odiamos e criticamos nos outros é o que mais fazemos, reconhecemos neles nosso próprio comportamento. Já escutei isso até de religiões, odiamos nos outros o que nós somos e sabemos. E sempre falo aqui da guru de Oprah Winfrey que dizia a ela -
Quando alguém te mostrar quem é, acredite.

Pensando nisso lembrei de uma história, onde reflexos pareciam se misturar, mas no fundo eles vinham apenas de uma pessoa. Um tempo atrás conheci um rapaz e me encantei com ele, tínhamos em comum alguns amigos. Não estávamos firmes em nada, acho que era puro rolo e encantamento mesmo.
Um dia ele me ligou e disse que não queria mais conversar comigo, que não tínhamos nada a ver e desligou. Dei um tempo e voltei a ligar, e o que aconteceu depois quase estourou meus tímpanos. Ele disse aos berros que já tinha terminado qualquer rolo entre os dois e eu não tinha mais o direito de ligar para ele, também que sabia ser um bom cafajeste para se livrar de mulheres como eu, psicóticas, malucas e que não aceitaria ser perseguido por uma mulher, que eu nunca mais voltasse a ligar ou ia me arrepender, que ele sabia muito bem como sumir com uma mulher. Fiquei muda.

Até esse ponto da história eu conhecia um cara gentil, educado e culto. Cheguei a pensar que naquele dia estava usando drogas. Isso aconteceu em uma terça-feira. Na quarta -feira acordei com uma ligação de um amigo, me perguntando sobre o email que tinha recebido. Corri para o computador e descobri que esse rapaz, não sei como, tinha entrado na minha conta de Orkut e começou a mandar emails para todos os homens que estavam na minha lista dizendo que eu era uma prostituta e cobrava por programa.
Levei horas para apagar tudo o que ele fez e não foi nem o começo. Ele começou a me deixar recados na secretária eletrônica, invadiu meu email, fez horrores, se revelou um maluco. Foi a primeira vez que  senti medo de alguém, me sentia vigiada todo o tempo. Nunca tinha passado por essa situação de ter um stalker, como são chamados esses malucos que perseguem as mulheres. Fui na delegacia e lá fui informada que não podia fazer nada.

Eu já estava surtando de medo quando uma amiga minha se lembrou que tinha estudado com a irmã dele, ela ligou pra moça e contou tudo. Não sei o que aconteceu depois disso, mas ele sumiu. Até hoje  gelo se escuto o nome dele. Troquei de telefone, de email, de tudo o que  pude. E por isso me vi obrigada durante uns anos a manter meu blog anônimo, porque tinha medo que ele chegasse aqui.
O irônico da vida foi aquela ligação que ele fez no começo, me dizendo que não ia tolerar uma maluca pegando no pé dele, ele apenas me avisou de um jeito estranho que ia infernizar minha vida, o louco da história era ele. Sei por um amigo em comum que ele ainda pergunta por mim, mas eu sempre peço para meu amigo dizer que eu estou em um mosteiro no Tibet, que é impossível qualquer contacto comigo.

Hoje consigo até ter pena dele, imagina que a única lembrança que você pode deixar em uma pessoa é medo, que coisa mais deprimente. Ele passou pela minha história como um maluco que não quero nem lembrar. E ao me dizer histérica e louca, estava apenas me dizendo quem ele era. E acertou.

Iara De Dupont

Um comentário:

Anônimo disse...

Teoria da projeção, ele acusa os outros daquilo que está dentro dele e que de alguma forma acha errado.
Que medo! Ainda bem que o maluco saiu do seu caminho.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...