ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

25 setembro 2013

Fiquem atentas, o patriarcado não descansa....

Será que a natureza é tão burra assim e ia inventar uma coisa que não precisa?

Quando eu era mais jovem eu engolia qualquer discurso como se fosse água. Se estava lá, era oficial e carimbado, eu aceitava como verdade suprema. E não me faltaram discursos, cresci em uma casa machista e misógina, então sei de cor todos os discursos que confirmam quem é a mulher neste mundo sexista.

E nos últimos dias recebi várias vezes o link de uma página ''Viva sem menstruar''.

Tenho uma tia que sofreu demais com sua menstruação, tanto que tinha licença médica para faltar nesses dias, que ela ficava dopada na cama. Vi o sofrimento dela alguns vezes e parecia coisa de outro mundo.

Isso acontece com várias mulheres e eu não sou médica, mas acredito em qualquer coisa que acabe com o sofrimento físico, pra mim vale tudo nesse aspecto.

Essa ideia de viver sem menstruar é recente, não tem nem vinte anos. Isso é um risco, porque para saber se a ideia deu certo ou não, estudos têm que ser acompanhados durante 25 anos, para saber bem as conseqüências de qualquer tratamento.

Eu não sei o que está por detrás dessa página, mas não compro mais discursos nem levo de graça. Li ela inteira e posso dizer uma coisa, se eu começar a mencionar fatos históricos em uma página posso usar os dois lados, posso tanto achar o lado que apóia, como o lado que condena, porque a história está sempre dividida por isso.

Eles colocaram um vídeo explicando porque menstruar é uma coisa recente, é fato isso, bem recente, mas usam argumentos que parecem apoiados na história, mas história é a página que a gente lê e ela pode ter muitas.

É engraçado ver como eles ignoram outras fontes. Os indígenas americanos consideram a menstruação um presente dos deuses, porque as mulheres trabalham tanto e são tão dadas a comunidade que a menstruarão é considerada uma forma de agradecimento da natureza, durante o período que elas estão menstruadas as mulheres ficam isoladas e os índios levam a comida a elas, que não podem nem receber a visita dos filhos. Mas isso é para que elas descansem, quando foi visto pelos olhos dos brancos escreveram que os índios isolavam as mulheres por nojo, mas não é isso, elas tem um período de descanso de tantas obrigações.

Pra quem sofre com a menstruação a melhor coisa mesmo é procurar ajuda. Mas quem não sofre deveria procurar saber o que está atrás desse discurso, finalmente a natureza é tão burra assim? Ela inventaria um processo orgânico a troco do quê?

E dá mesmo para viver cortando tudo? Eu bebo muito água e isso me faz correr em muitos lugares, porque tenho que fazer xixi, então é uma coisa ruim? O corpo não é uma máquina e mulheres têm que ficar atentas, primeiro queriam as mulheres com peito de plástico, depois sem pelos e agora sem menstruar? Isso seria pra mim uma boneca inflável, não uma mulher.

Não existem boas intenções em nenhum discurso que venda algum produto.
E não é de hoje que a menstruação incomoda a sociedade. Nem comercias de absorventes reais podemos ver na televisão, o líquido que aparece ali é sempre azul. E existem linhas de trabalho que garantem que esse mito da TPM (tensão pré-menstrual) foi criado de propósito, pra limitar o ingresso de mulheres no mercado de trabalho. Já foi provado que homens sofrem mais oscilações hormonais que as mulheres, tanto que perdem a cabeça e matam mais do que as mulheres. Tudo isso de TPM e coisas assim vem sendo derrubado, porque o sofrimento é inventado até que vira uma neurose coletiva, todo mundo sente a mesma coisa, apenas porque foi educado para sentir. Eu não tinha nem quatro anos de idade e como eu falava muito já me diziam que ia ser terrível quando chegasse na TPM. Tudo isso é dito tantas vezes que vira verdade.

Uma vez conheci um médico maia, e fui lá com uma amiga, mas ela não passou a consulta, disse a ele que ia voltar porque sofria de TPM e queria um tratamento. Ele explicou para ela o mesmo que eu tinha lido sobre os índios americanos, que a menstruação é um momento sagrado de descanso, quando a terra se recupera e a TPM e problemas menstruais estavam ligados a isso, a mulher se recusava a parar, a sumir, e a natureza reagia, deixando ela com dores. Ele aconselhou minha amiga a diminuir o ritmo de trabalho nesses dias e ficar mais em casa, recolhida pensando na vida. No fim deu certo, ela melhorou demais, começou a fazer os exercícios que ele mandou, ficava jogada na grama sem fazer nada, porque ele dizia isso, as mulheres modernas não se permitem ficar sem fazer nada e o corpo ressente isso.

A quem sofre que procure amenizar sua dor, mas é importante entender que a natureza tem seus tempos e seus ciclos, não é essa coisa sem sentido que parece ser.

O machismo e essa cultura de extermínio da mulher já mexeu demais com seu corpo, não tem porque mexer com a alma e seus ciclos. Antes de fazer qualquer coisa é bom analisar e tentar entender se aquilo é um discurso positivo ou apenas outro truque do patriarcado para nos reduzir a bonecas infláveis.

Iara De Dupont

Um comentário:

Dani Zanelato disse...

Iara, quanto mais leio mais fico fã do seu blog!

Eu já ouvi isso de ginecologista: "Pra que mestruar? Pode tomar direto a pílula. Ou vc acha que as médicas ginecolistas mestruam? Claro que não!". Achei (e continuo achando) muito estranho vc simplesmente interromper um processo biológico assim. Eu tb não sou super fã de mestruar, mas daí a dizer que não serve pra nada são outros 500...

Fui ver a página que vc sugere e já de cara lá em baixo vi uma postagem falando de chá para emagrecer ... (além de não mestruar vc tb não deve engordar ?!)... e não tem uma seção falando sobre quem faz a página, nem um "Quem sou eu" sabe? alguma coisa "olha nós somos fulanos e temos essa bandeira de não mestruar por esses motivos". Nada. Achei isso suspeito. (ou fui eu que não achei???)

Por fim uma sugestão de um ótimo texto da Lígia do blog "Cientista que virou mãe": http://www.cientistaqueviroumae.com.br/2014/02/menstruacao-precisamos-falar-mais-sobre.html

beijo!



Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...