ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

01 agosto 2013

Tubarão capturado e morto: justiça humana não falha


O ser humano gosta de justiça, se o animal matou, ele morre
Semana passada aconteceu uma tragédia na Praia da Boa Viagem, em Recife, uma estudante foi atacada por um tubarão e morreu. Desde esse dia vários tubarões já foram caçados e hoje retornou a costa uma expedição que marca animais, três foram capturados, mas dois não resistiram a captura e morreram, já o outro tubarão sobreviveu.

É assim que o ser humano entende sua passagem por este mundo, fazendo justiça, se um tubarão se atreveu a matar uma menina, então todos deveriam ir ao mar, até matar o animal que fez isso.

O tubarão vai ser caçado, não vai ficar impune. E se for capturado vivo vai ter que responder a todas as acusações.
A sorte dos homens é que tubarão não tem R.G., caso contrário podia complicar se fosse um tubarão menor de idade e ninguém protege os direitos deles, então ele vai apanhar bastante na viatura pelo assassinato da moça.

Porque o planeta é das pessoas, não dos bichos. O ser humano se acha mais inteligente, mais esperto que qualquer animal, acredita que dominou o mundo e as coisas são como ele quer.

Quando o tubarão for capturado ele já era, vai pagar por tudo. Ninguém vai defender ele e lembrar que a mordida que ele deu a menina na perna foi simples, mas a menina foi socorrida na praia de maneira equivocada segundo os médicos que operaram ela, depois foi levada para um posto de saúde, apesar da grande perda de sangue. Quando ela chegou ao hospital suas chances já tinham sido reduzidas, o tubarão vai ser culpado disso também, de que não havia na praia nenhuma ambulância nem ajuda médica, os salva-vidas avisaram a ela e seus primos sobre a corrente da água, mas não sobre os tubarões. Também é culpa do tubarão que as placas que avisavam da presença de tubarões estavam distantes e não eram claras. O tubarão vai pagar por tudo isso, porque o ser humano quer justiça, tanta que agora estão mexendo um projeto de redes submersas, uma espécie de muro, como uma rede, que impediria os tubarões de se aproximarem muito da costa e atacarem os seres humanos.

Lugar de gente não é no mar, é na terra, mas como o mar é das pessoas são os tubarões que estão atrapalhando a vida de todos.
Sobre as experiências que a Petrobrás faz debaixo do mar, com umas frequências que causam barulhos que assustam e dispersam tubarões, baleias e golfinhos ninguém fala. Sobre a devastação e poluição causada pelo ser humano que empurra esses animais a costa onde a maioria morre encalhado ou envenenado, ninguém fala, mas isso é porque eles não têm direitos. Eles não estão cruzando nosso caminho, faz tempo que somos nós que cruzamos o deles, para azar de todos os animais na terra.

A menina deu azar, o mar não é das pessoas, mas a culpa da morte dela não é do tubarão, ele não é responsável pela falta de atendimento médico, nem pelo fato dela não ter sido levada direto a um hospital quando já estava agonizando.

Se um homem tivesse assassinado a moça, ninguém ia sair catando ele com tanta fúria e sangue nos olhos, correndo atrás pra fazer justiça, mas como foi um tubarão a sociedade exige uma resposta e essa resposta é ver centenas de tubarões mortos, na frente de todos, provando que a justiça foi feita e o animal não saiu impune.

Isso até Deus sabe, nenhum animal sai impune da presença humana, para eles encontrar com as pessoas é a mesma coisa que encontrar com o demônio, não sabem se vão morrer logo ou serão torturados por meses.

O ser humano acha que é rei e manda, acredita que pode colocar redes e afastar todos os tubarões e os que não forem afastados serão mortos, acha que a praia é das pessoas e se um ser humano quer curtir o mar, animais devem ser mortos. O problema é que o mar não é das pessoas e qualquer movimento ele pode nos lembrar disso.

Lamento pela menina, até porque eu adoro mar e não sou de ficar no raso, teria feito a mesma coisa que ela, teria ido um pouco afastada, a garota não teve culpa do que aconteceu, mas ela estava no território dos tubarões e coisas assim acontecem com qualquer um. E ela não morreu pela mordida, morreu pela lentidão do atendimento e a confusão de não levarem ela direto ao hospital. Não se pode culpar um tubarão pelo descaso do Estado na saúde pública.

O que se esquece muito facilmente é que o planeta é um ser vivo, no limite de sua paciência e de sua dor, o mar não precisa de tubarões para dar uma lição a todos, é só agitar um pouco as águas e começar a cobrir toda a terra que encontrar pela frente, como dizem que vai ser no dia do juízo final. Eu estou tão cansada de ver tanta crueldade com os animais que acho pouco o mar engolir a todos, ainda acho que o ser humano merecia castigo pior do que isso, mas é um bom começo e não parece que vai demorar muitos...um dia as águas sobem e tudo acaba, o mundo voltará a quem pertence, a quem merece ele, os animais, aí sim, longe dos humanos eles serão finalmente livres.


Iara De Dupont 

Nenhum comentário:

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...