ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

04 agosto 2013

Qual de vocês dois é a mulher? (Post só para maiores)







Uma vez aconteceu uma história comigo tão constrangedora que eu nunca quis contar pra ninguém, mas ontem vendo uma cena de novela percebi que não falar disso apenas alimenta o preconceito e as idéias tortas que tanto agridem a todos.

Um conhecido me pediu um trabalho de tradução, eu fiz, mas meu computador deu um problema, não consegui enviar por e-mail, então ele me pediu para ir a casa da irmã e deixar o cd do trabalho. Chegando lá encontrei a moça na portaria, muito gentil, cheia de tatuagens usando um vestido tipo anos cinqüenta. Ficamos um pouco ali conversando sobre várias coisas e ela me convidou um café, então  subi ao seu apartamento.

O marido dela abriu a porta, um rapaz de quase dois metros e gordinho, muito educado, fez o café e a conversa continuou, mas depois que ele trouxe o café ficou ajoelhado ao lado dela que estava sentada no sofá. Então eu percebi que ele usava uma espécie de coleira, que ela puxava o tempo inteiro. Fiquei tão sem graça de perceber que não conseguia disfarçar meu espanto, comecei a ter medo e dei uma desculpa para sair correndo de lá. Então ela me explicou que eles eram praticantes de sei-lá o que, não lembro do nome, mas é uma espécie de jogo amo-escravo. Eu na minha ignorância achei que isso era coisa que casais brincavam na cama, mas ela me disse que era um ''estilo de vida'', ou seja, o rapaz era seu escravo 24 horas por dia. E ele tirou a camisa e me mostrou as marcas dos saltos, das coisas que ela usava para bater nele quando ele não obedecia. Nunca fui puritana mas fiquei chocada, pensei mesmo que era coisa que casais faziam na cama, não fora dela.

Ele se levantou e me trouxe água, mas deixou em uma mesinha, a mulher não gostou, ela disse que ele tinha que me dar o copo na mão, então ele como um cachorrinho abriu a mão e ela enfiou o salto agulha na palma da mão do rapaz.

Eu disfarcei e sai de lá. Não disse nada ao meu amigo, mas comentei que tinha subido por um café e ele me perguntou se eu conheci o ''trouxa'' do marido da irmã, eu confirmei e ele me disse que o cara era tão banana que se a moça não batesse nele, a coisa não ia. Perguntei então se a família sabia, e ele disse que sim, que nos almoços de família ela não deixava ele sentar na mesa, ele ficava ajoelhado ao lado dela e caso ela estivesse de bom humor ela jogava restos de comida pra ele comer no chão. Não aguentei e perguntei qual era a reação dos pais dele e o rapaz me disse que normal, que no começo não gostavam, mas se o rapaz não se sentia ofendido, pelo contrário, até gostava, qual o problema?
Achei tudo ali constrangedor, se fosse na minha família eu me sentiria mal de ver o marido da minha irmã comendo no chão.

E ontem na novela ''Amor à vida'', o Doutor César fica sabendo que seu filho Félix é gay e ao saber que o rapaz tem um caso com outro homem ele pergunta ''Qual de vocês dois é a mulher?''.

Bom, por matemática nenhum dos dois seria a mulher, porque são dois homens juntos, mas essa pergunta asquerosa é mais comum do que parece.
Uma pessoa da minha família ao saber que o filho era gay gritou na frente de todos ''Mas é passivo ou ativo?''.

Alguém disse que isso não fazia diferença e ele argumentou ''Faz toda a diferença, uma coisa é dar, quem faz isso é a mulher, mas se meu filho não é o que dá ele não é viado!''.

É uma coisa perversa pensar assim, é ignorante demais, mas muitos pensam. Isso que me intriga, a hipocrisia das pessoas, fiquei pensando ontem na família dessa moça que eu conheci, o que eles fariam se o filho fosse gay?Aceitariam do mesmo jeito que aceitam a filha e suas escolhas?

Não entendo porque tanta compreensão de um lado e tanta intolerância de outro. A questão da vida íntima dos gays levanta polêmicas como se fosse coisa do outro mundo, mas muitas coisas ligadas ao universo hétero que são questionáveis, como a apologia a violência no sexo, ninguém diz nada, então parece anormal dois homens juntos, mas é normal uma menina jogando comida no chão para o namorado? Ou mulheres apanhando e sendo estupradas em filmes?


E o conceito de ''normalidade'' é bem discutível, nem gosto de usar a palavra ''normal'', mas se aproxima do que as pessoas entendem como um comportamento socialmente aceitável.


Não entendo em que momento as pessoas perdem a lógica e tudo que envolve os héteros é considerado ''normal'', mas se envolver os gays é ''anormal'', como se o corpo humano não fosse o mesmo, o desejo não fosse igual. Não entendo porque é tão difícil das pessoas aceitarem, mas a sexualidade do ser humano é igual, todos são movidos por uma alguma coisa, não tem nada nos gays diferente dos héteros, a base da sexualidade de todos é a mesma, as pessoas sentem desejo por outras, vontade de estar com elas e experimentar. Gays não são alienígenas e não fazem nada que um hétero não faça, é tudo a mesma coisa, estão todos exercitando sua sexualidade com as suas preferências e pronto, isso não é novidade pra ninguém.

O exercício da sexualidade é uma coisa pessoal, íntima e intransferível, que corresponde apenas aos que estão ali.
É coisa de gente conservadora e medieval ficar dizendo horrores de dois homens juntos, como se fosse uma coisa proibida.

Isso me dá muito revolta, porque a sexualidade humana é um território desconhecido e algumas vezes perigoso e querer colocar etiquetas no que as pessoas pensam que os outros fazem é agressivo demais e mostra o grau de hipocrisia que vivemos. As pessoas se horrorizam se pensam em dois homens juntos na intimidade, mas a realidade é que cada um sabe do que gosta e quem fica enojado em pensar em casais gays juntos, então que desapareça da terra, antes que eu comece a contar histórias do que são capazes casais héteros.

Conheço gente que frequenta lugares que nem o diabo entraria e são pessoas ''de respeito e héteros'', tanto mulheres como homens. Tem um clube aqui em São Paulo onde só casais héteros podem entrar e lá dentro é uma espécie de labirinto, a pessoa entra nua e vão todos com todos. Isso não parece horrorizar a ala conservadora, a que mais frequenta esses inferninhos, mas se um deles tiver um filho gay, o mundo explode para eles.

Então para essas almas retrógradas e medievais o que dois homens juntos podem fazer na intimidade é uma coisa condenável, mas putaria de todos contra todos tá valendo, se for ''coisa'' de hétero não choca ninguém. E se for a filha lésbica nunca vi um pai gritar a ela e sua namorada ''Quem é a mulher da relação?''.

Porque vamos ser honestos, os papéis são muitas vezes trocados e muitos pais ficariam chocados de saber o que suas filhas fazem na intimidade com seus maridos. Mas isso pode, porque é hétero! Ah, me desculpem, esqueci!

E na eterna dúvida de quem é a mulher em um casal de homens, só posso dizer uma coisa: se perguntem isso a vocês mesmos, porque o mercado do sexo tem mais brinquedos para homens do que para mulheres, na cama todo mundo troca de papel e é hipocrisia demais dizer que só existe um meio para a relação e ele está na mulher.

Ser gay não é ser um pervertido, nem doente. Mas quem fica perguntando essas coisas revela uma alma doente, libidinosa, quem quer detalhes é porque no fundo sonha em experimentar.

E espero mesmo que um dia façam isso e experimentem tudo, para ver se assim entendem que a sexualidade é território de experiências livres, as pessoas devem fazer o que querem e com quem quiserem, isso não é da conta de ninguém, não forçando ninguém nem com menores de idade, então vale tudo.

E quando um ser humano está com outro na cama, ele não é o homem nem a mulher, é uma pessoa completa, exercendo um lado fundamental, que traz equilíbrio e felicidade. Na cama não existem regras nem papéis, quem faz questão de levar essas coisas têm uma sexualidade mutilada e não consegue ser feliz, mas quem entende a importância se de libertar de toda essa hipocrisia e estar feliz com a pessoa que escolheu conhece as belezas do sexo e elas não têm gênero, nem etiquetas. Quando o sexo é bom se pensa em tudo, menos na hipocrisia dos outros, porque sexo é uma sensação, não uma etiqueta medieval.

Iara De Dupont

2 comentários:

Mensagens Abençoadoras disse...

Oi minha querida Iarinha estava passeando pela net e achei essa sua publicação.Eu convivo com pessoas de todas as religiões filosofias de vida, forma de viver talvez um pouco "estranhas" para a maioria e para mim também.Sou professora e discipuladora em minha igreja. Sobre as questões sexuais somos bastante abertos em ensinar os casais.as pessoas que ali chegam. tendo como base a palavra de Deus; Para isso usamos o que chamamos de "manual de vida" que procuro seguir,a Bíblia Sagrada, não colocamos em prática os mandamentos da Bíblia em nossa força, seria impossível mas na força de deus, na dependência Dele. E a Bíblia afirma tanto no velho quanto no novo testamento em várias passagens,que tanto o homem como mulher trocaram o uso natural do sexo por costumes que
entristecem a Deus.Por isso o sexo anal não é aceito por Deus nem entre pessoas do mesmo sexo nem em um casamento hétero.Por isso na denominação onde sirvo a Deus, aprendemos Iarinha, me permite uma linguagem mais explícita, nosso ânus é para defecar apenas e não para outros fins hehe Isso não impede carinhos, isso não impede uma vida sexual completa e satisfátória para nenhum casal, mas o que é certo é certo, e o que é certo para mim é seguir a palavra de Deus. Que pede também que nos amemos uns aos outros e devemos amar.Amamos todas as pessoas, amamos os homossexuais, muitos deles frequentam nossa igreja e são tratados com todo amor. Mas amar não quer dizer concordar com o que se sabe através da palavra de Deus não ser o correto.Iarinha tenho um carinho especial por vc, sempre venho por aqui, gosto do seu jeitinho mei "escrachado" hehe de ser,mas senti que devia colocar minha opinião a respeito desse assunto, Bju Abaixo uma das passagens da Bíblia Sagrada onde fala sobre esse assunto :
>>>Por isso Deus os abandonou às paixões infames. PORQUE ATÉ AS SUAS MULHERES MUDARAM O USO NATURAL, NO CONTRÁRIO A NATUREZA.
E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, SE INFLAMARAM EM SUA SENSUALIDADE UNS PARA COM OS OUTROS HOMENS COM HOMENS. cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.
E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm;
Estando cheios de toda a iniqüidade, fornicação, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade; Romanos 1:26-29

Anônimo disse...

Antes eu também pensava que era apenas um jogo entre o casal mas vi que é realmente um estilo de vida, chama-se BDSM [Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo]. Conheci o termo através de um blog de uma praticante, se é que é o termo certo. BDSM é uma coisa que me interessa, apenas do fator psicológico, fico pensando em como alguém pode sentir prazer numa situação como é essa. Longe de mim discriminar, acho interessante mesmo. Voltando ao assunto passivo/ativo eu realmente fico pasma com a classificação de "coisa pior" em ser gay. Uma vez um taxista que me levava ao trabalho comentou que jamais aceitaria um filhO gay e que seria mais facil aceitar uma filhA gay por causa das coisas "que eles fazem" (palavras dele), porque homem faz... e gaguejou e não terminou a fala mas ficou bem subentendido, ser penetrado. É uma coisa sem lógica, pra mim não existe meio gay, ou vc é ou vc não é.

As pessoas tem a idéia errada de que Gay é pervertido, não é não. Homens sempre estão disponíveis para o sexo, as mulheres não, ou ao menos não a maioria. Mas imagine dois homens disponíveis para o sexo? Imagine se cada vez que o homem quisesse sexo a mulher cedesse com boa vontade? Homens heteros fariam mais sexo. Gays não são pervertidos.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...