ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

14 agosto 2013

Meu blog não é Friboi






Tudo o que chega nas minhas mãos cheio de lacinhos e algodão eu não gosto, principalmente agora que carrego a sensação de desconhecer o mundo e o que acontece nele. Não suporto frases que são ditas para esconder alguma coisa, ainda prefiro não saber do que ser tratada como debilóide.

Eu não como carne há mais de vinte anos, mas de vez em, uma vez por ano, escorrego em um pastel de carne, sozinha não como porque fico lembrando de vídeos que já vi sobre abatedouros, mas se estou com alguma pessoa e fico distraída, eu como um.

Um dia desses minha mãe teve um problema e me pediu para comprar carne moída. Eu entrei no açougue, sem olhar pra os lados e pedi carne moída e o rapaz do açougue me disse- De que parte do boi você quer a carne moída?

Minha visita acabou ali. Não quis escutar sugestões nem saber que partes podem ser moídas, avisei minha mãe e ela desistiu de me pedir a carne.

Não discuto muito esse assunto, porque pessoas próximas a mim, como a minha mãe, morreriam se não comessem carne, ela precisa de carne, seu organismo precisa. De tanto ver e ler sobre a questão de ser vegetariano cheguei a conclusão que cada corpo é um corpo e cada um sabe.

Não curto carne, mas acredito que pessoas podem tentar consumir menos e a indústria orgânica deveria ser incentivada. Ter o animal livre, crescendo de maneira saudável, sem medicamentos, esperar o animal a chegar a idade adulta para ser sacrificado sem dor e rapidamente.

Pra mim isso é o fim do mundo, acho terrível e sou contra, mas se têm gente que precisa de carne, paciência, a única coisa que deveria ser obrigatória seria cuidar e preservar o animal, que morresse sem dor.

Mas não é isso que acontece, eles são criados em campos de concentração, a base de remédios para engordar e sofrem para morrer. Tudo isso pra mim cruza todos meus limites éticos, acho terrível. Já vi vídeos de animais espancados até morrer e outros choram na fila ao ver a cena.
Animais são seres vivos e sentem frio, fome e dor. E não adianta a propaganda querer inventar outra coisa, eles são seres vivos, não objetos.

Recentemente uma propaganda virou uma febre, a da empresa de frigoríficos Friboi, onde o ator Toni Ramos aparece no supermercado quando vê alguém comprando uma carne e diz - Você perguntou se é Friboi?

Então a pessoa responde que não e Toni diz que é importante perguntar, porque Friboi é uma empresa idônea, que  garante a origem e procedência da carne, vem com selo de inspeção federal e seus funcionários são treinados e termina dizendo-Produzindo com seriedade.

O texto está bom, se fosse um comercial de refrigerantes, mas a parte importante, os animais, é totalmente ignorada, como a empresa trata os animais? Eu não sei, porque no comercial nada é dito e a carne é tratada como garrafa de plástico, que vêem com todos os selos necessários e os funcionários são treinados.

A propaganda garante a origem e procedência, como se fossem lanternas chinesas. Como o animal vive? Não sei. Como ele morre? Não sei. O animal, a origem da carne, é ignorado, como se não fosse um ser vivo, é apenas uma garrafa de plástico que fica no supermercado.

Sei que a empresa não pode colocar imagens do Toni Ramos mostrando os abatedouros, mas é cretino demais mostrar a empresa como se fossem produtos de plástico. Se querem garantir que a empresa é idônea então deveriam mostrar que respeitam os animais e mostrar como eles são abatidos, mas assim colocando como se eles não existissem é patético.
Até porque muitos sabem que esse contrato do Toni envolve milhões e o desespero de uma empresa em desviar a atenção, tenho certeza que foram eles mesmos que fizeram o comercial estourar nas redes, vale qualquer coisa para esconder a situação real dos animais.

No fundo as pessoas preferem assim, quem come carne não quer ver da onde vem nem do sofrimento que envolve.

Não é culpa da Friboi que a sociedade é desse jeito, gosta de acreditar que tudo o que come vem da floresta e são os duendes da Xuxa que ficam com suas cestas pegando as frutas e os pedaços de carne bem cortados. Somos uma sociedade debilóide, capaz de comer carne, mas incapaz de lidar com o sofrimento que causa ou de enfrentar as responsabilidade que incluem matar outro ser vivo. Deve ser complexo de realeza, todos querem a comida na mesa sem saber da onde vem.

Já é triste ignorar todo o sofrimento, mas ver uma propaganda mil vezes por dia com o mesmo texto retardado é demais. Se o ser humano é capaz de todas as atrocidades contra um ser vivo deveria começar a ser capaz de assumir, porque de conversa mole já deu.

Iara De Dupont

2 comentários:

Danilo MM disse...

A venda do Toni Ramos de sua imagem é um bom retrato de como tudo funciona neste país. Independente do que ele acredita, sem dúvida não questiona uma série de coisas antes de ganhar um dinheiro né.

Não sou vegetariano, mas concordo que o mundo precisa de equilirio. Milhões de plantações de soja por exemplo acabam com o solo por alguns anos. E a irracionalidade ao tratar os animais, sem freio e em larga escala, também está destruindo o ecossistema.

O homem nunca aprendeu com o índio, e segue a não entender a sua filosofia, de harmonia da natureza de tirar e caçar apenas aquilo que necessita. O europeu chegou aqui, e teve que abandonar seus talhares que enferrujavam pelos de barro daqueles que aqui encontraram, mas parece que este ser tão inteligente que pensamos ser, só aprende o que quer.

leaveinsilence disse...

cadê vc , iara?

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...