ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

09 julho 2013

Evolução espiritual agora é estar bem malhado


O ator Chris Pratt: nos meus tempos evoluir era outra coisa



Dependendo da hora até dou risada de algumas coisas, não me incomodam tanto. Mas se for em uma hora ruim aquilo me enche o saco.
Vi um dia desses um programa sobre a doutrina espírita. Falaram da importância do controle das emoções, da evolução espiritual, da consciência e da maneira como todos devem tratar uns aos outros nessa breve passagem que é a vida na Terra. Mudei de canal e passava um programa sobre evangélicos, falando sobre Jesus e sua obra.
Eu não aprendi nada disso na escola, nem na rua. De tudo o que me foi dito não houve nenhuma ênfase na evolução espiritual, no controle da minha alma, ninguém me disse nada, sobre meu espírito e como tratar e desenvolver ele não recebi orientação.

Então quais seriam meus objetivos espirituais neste mundo? Eu não sei, não pensei nisso ainda, vou indo em outras coisas, às vezes leio bastante sobre a educação espiritual, escuto algumas coisas, mas não é o centro do meu mundo e pelo que vejo não é o centro do mundo de ninguém.

Ao abrir um portal hoje de notícias estava o rapaz da foto acima, um ator, Chris Pratt, mostrando suas fotos recentes, porque perdeu muito peso e definiu o corpo, depois de seis meses malhando e deixando de lado a cerveja.
Ele é um raro caso de pessoa que consegue ser atraente tanto gordinho como malhado, mas essa nem é a questão.

O caso dele é igual a milhões de casos, deve ter um empresário, alguém deve ter dito que perfis de atores gordinhos estão presos a comédia e não se consegue emprego tão fácil, mas se ele emagrecesse e mudasse o perfil, poderia competir com atores malhados e jovens com ele.

Eu sempre escuto que deveria frequentar uma academia, malhar bastante, assim emagreço. Como quem me conhece já cansou de dizer isso e eu não dou bola, mudaram o discurso, é bom eu frequentar uma academia para não ser sedentária e prejudicar meus ossos no futuro.
Já escutei isso tantas vezes que perdi a conta.
E por isso não me interessa mais, se estou em um dia ruim, me irrito, caso contrário não, tenho horror a lugares cheios e com gente suando, me dá nojinho, não conseguiria encostar em aparelhos que alguém ficou suando em cima.

Com a parte física todo mundo se preocupa e sempre tenta me alertar, mas não tenho nenhuma cobrança em relação a parte espiritual. Os objetivos que minha alma tem não interessam a ninguém, porque não perguntam nada. Não sofro perseguição pelas minhas crenças religiosas e ninguém vem me contar sobre a beleza da vida espiritual, mas a vida terrena sempre é lembrada, malhar é bom, é o que dizem.

Não me pedem, não me exigem nenhum comprometimento espiritual, nem me perguntam se entendo e trabalho bem o perdão, a compaixão, a humildade, mas todos me perguntam se eu sei contar calorias. Ah, isso eu sei! E posso jurar que é mais fácil do que perdoar alguém.

A minha evolução espiritual não parece interessar ninguém, não tenho nem com quem dividir isso, tenho dúvidas e ninguém se aproxima para conversar sobre isso, mas se o assunto for perder peso, todos têm endereços de academias para me indicar.

Esse é o mundo que se vive, sólido, material, fútil, raso e frio. O espírito não vale nada, mas o corpo vale ouro e se for malhado então é ouro com diamantes cravejados.

Se minha alma está no meio de uma tempestade e morre de dor, ninguém sabe, ninguém pergunta, mas todos podem me contar as vantagens de malhar.
Parece que se comprometer com alguma coisa espiritualmente não interessa a ninguém, pelo contrário, comprometimento é com a academia e suas regras. Mais pessoas neste mundo sabem de cor as regras de um personal trainer do que as coisas que Jesus disse.

Se eu começar a parar pessoas nas ruas elas são capazes de me contar milhões de truques para emagrecer e se eu pedir um truque para aprender a perdoar? E se eu perguntar a alguém como posso sentir compaixão por pessoas que foram ruins comigo? Quem vai saber responder?
É só isso que queremos das pessoas? Elas só podem contribuir com o que sabem sobre malhação e calorias? Não tem nada mesmo que possa nos interessar além disso?

Por que quase ninguém sonha em evoluir e se tornar uma pessoa melhor, mas a maioria sonha com acordar malhado e tirar uma foto em frente ao espelho? Parece difícil aceitar viver em um mundo onde as pessoas enlouquecem com a parte física e não trabalham nada além disso, esquecem de todas as coisas que temos que exercitar espiritualmente, que são muito mais complexas e doem mais do que malhar o dia inteiro.


É incrível ver o raso do mundo, o raso da mente humana. Parece que nada importa além de um físico perfeito. E o pior de tudo é que sobram livros, filmes, peças, músicas, todas dizem a mesma coisa, estamos aqui para melhorar como pessoas, para evoluir, para crescer espiritualmente, não estamos aqui em uma guerra física, apenas para malhar e sair com o corpo perfeito. E ninguém se interessa por isso,agem como alienados, que só entendem a linguagem do corpo.

Mas o corpo tem que ser bem cuidado! Concordo e também faço o que posso pelo meu, sou agradecida a ele por tudo que aguentou no caminho, mas ele não é meu único valor nem meu cartão de crédito para uma vida espiritual melhor.

Tem horas que tudo me sufoca de um jeito que eu acabo concordando, já pensei em fazer isso, passar horas na academia e focar no dia de tirar fotos na frente do espelho, já pensei em fazer isso para ver se acalmo minha alma atormentada. Talvez as pessoas estão certas, ao focar no corpo esquecemos a alma e com isso todas suas dores, pode ser, vou pensar no caso, porque cansei de estar na contramão, todos ali malhando e eu pensando crescer espiritualmente e deixar de sofrer. Talvez se dedicar só ao corpo apague todas as minhas dores.

E meu crescimento espiritual? Bom, não sei, não me falaram dele antes e não sei se é tarde demais para falar disso, de qualquer modo estou pensando em mudar isso, talvez quem viva em função do corpo seja mais feliz do que eu. Pode ser uma boa ideia.

Iara De Dupont 

2 comentários:

Anônimo disse...

Iara,
Ja me fiz varias vezes essa pergunta,se quem foca tanto no corpo e mais feliz do que as pessoas "normais",e posso te garantir que nao sao,uns fingem,outros querem acreditar,mas nao nao sao,até porque sempre tem muitos que estão melhores que eles. Vi a frustação de algumas amigas que emagreceram e achavam que suas vidas iriam mudar, ninguém muda por estar mais ou menos bonito,e quem disse que se a pessoa emagrecer vai ficar mais bonita ou mais desejavel? Acreditaram na farsa do corpo perfeito,que se emagrecessem seriam aceitas,serian consideradas,seriam respeitadas,tive pena,a vida [e mais que isso,por mais que repitam como um mantra que os magros valem mais,na vida real nao e assim,pode ser util pra teste de modelo,de atriz,pra conseguir algum trabalho,mas no final do dia,ah é a maneira com que lidamos com nossas emocoes que nos define,se nao fosse assim as mulheres lindissimas seriam as mais felizes,todas elas. Eu ate ja acreditei que a vida delas fossem mais faceis que a nossa,mas nao é,elas se deprimem,choram sem motive,se descabelam,se sentem muitas vezes a ultima das criaturas,como qualquer uma de nós.Elas nao sao endeusadas por quem elas amam,sao trocadas,traidas,olhando de perto sao como qualquer uma de nos,a beleza abre portas pra fora,nao facilita pra dentro. Quanto a parte spiritual,o mundo nunca foi tao superficial,como se o corpo fosse o eterno e o espirito voltasse ao pó e nao o contrário.Pra quem cobra que os outros cultuem o corpo,meu conselho é só um,ignore.
Bjs
Anna Lara

Anônimo disse...

Tenho 30 anos de casada,35 anos de namoro e muito amor.Estou gorda e já fui magra,depois gorda,depois magra e depois gorda de novo,agora já desisti não faço mais dietas vou vivendo.Tenho 50 anos e estamos juntos desde que eu tinha 15,nosso amor é o mesmo,e ele é magrinho.Mas ultimamente venho ouvindo comentários sobre nossa diferença de peso,até de pessoas que nunca me criticaram.Meu marido tem uma tia ridícula de 65 anos que se veste como uma periguete, não para com homem nenhum, e agora está com um de 39 anos.Pois outro dia ela me viu abraçada com meu amor e falou assim:O magro e a gorda.Na hora fiquei muda de raiva e nem respondi.Mas ela estava com inveja pois não consegue amar nem ser amada apesar de viver fazendo lipo e regime,com o cabelo pintado de loiro,vestida de mini-saia com bota, a cara cheia de botox.Eu nunca ri das roupas dela apesar de achar ridículo,e não falei olha a velha e o novinho.Detalhe que me fez comentar aqui é que ela é espírita e vive falando de crescimento espiritual e tal, mas nem por um momento me avaliou pela minha alma,ou seja,quem está precisando evoluir e muito é ela,coitada.Enquanto isso eu e meu magrinho vamos nos amando cada dia mais,pois não amamos apenas o corpo um do outro,nosso amor vai bem mais além de aparência.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...