ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

04 julho 2013

Catfish: amor só se for com gente magra, gordos jamais





                       
Nev se apaixonou por Meg (esquerda), mas ela era Angela (direita)



O amor não se define nem se explica, só quem sente sabe o que acontece ali.
De longe alguns amores parecem meio estranhos, difíceis de entender.
Um programa de televisão americana, Catfish resolveu unir casais separados. São pessoas que se conhecem pela internet, a maioria pelo Facebook, mas por diferentes razões nunca conseguem se encontrar, alguns passam até dez anos teclando com a outra pessoa e falando pelo telefone, mas sem se ver, outro passam, um, dois, três anos, cada relacionamento tem seu tempo, a única coisa em comum é que nenhum deles se conheceu ao vivo, então o apresentador Nev, que também já passou por uma experiência dessas de se apaixonar pela internet, resolveu fazer um programa sobre isso, devido ao sucesso do seu documentário, que mostrava sua história (fracassada)de amor.

Internet é um meio complexo, mas a maioria de nós já aprendeu a navegar aqui, até em questões de amores, por isso eu nunca duvido de quem se apaixona pelo Facebook.
Mas por curiosidade alguém me mandou o link e acabei assistindo cinco episódios desse programa e vi lá uma coisa que me incomodou, na verdade quebrou meu coração, muitas coisas superei na vida, mas outras ainda quebram meu coração.

Um rapaz se apaixona por uma menina e chama o programa para poder arrumar um encontro com a moça. Na entrevista ele garante que nunca foi bem sucedido com as mulheres, mas essa menina, Abby, é tudo o que ele sempre quis. Quando ele está mal com uma ligação dela ele consegue se animar, Abby é um apoio para uma vida tão cheia de altos e baixos, ele garante amar a moça e já pensar em morar junto. No perfil de Abby ela aparece loira, linda e magra.

A equipe leva o rapaz para ver Abby. Mas quem abre a porta da casa é Melissa, uma menina gordinha, de cabelo preto e óculos. Ela se identifica e assume ser Abby, se desculpa, mas fica tão nervosa, que ao abrir a porta logo diz:


-Esta sou eu, não sou nenhuma Barbie.

O rapaz que minutos antes jurava que a aparência não importava, que amava a moça pelo seu jeito, muda de ideia, se diz confuso, se sente traído pela mentira da imagem. Eles até tentam conversar, mas não dá certo. O programa procura eles um mês depois e eles ainda são amigos,mas o namoro nunca rolou porque o rapaz não quis, a moça queria e garantiu que sua única mentira foi colocar outra foto.

Fiquei perdida. Em um capítulo anterior uma menina se apaixona loucamente por um rapaz, ao chegar na casa dele descobre que foi uma menina da escola que odiava ela que resolveu se vingar e montou um perfil falso para seduzir a moça e tirar sarro. Em outro caso uma menina também é seduzida por um perfil falso, criado por uma vizinha, também para tirar sarro. Entendo o choque da pessoa em uma situação dessas, se fosse eu ficaria paralisada, mas não entendo como alguém pode amar ou dizer amar e ao abrir a porta esse amor morrer porque a pessoa pesa vinte quilos a mais.

Mas a pessoa mentiu! Tá bom, essa parte eu entendo, também não gosto, mas não acredito que o amor morra dessa maneira. Um episódio mostrou uma moça apaixonada por um rapaz de físico perfeito, mas ao abrir a porta o rapaz era gordinho e tinha quatro filhos. Nesse caso tinha tanta mentira no meio que o peso era o de menos.
Já vi dois episódios onde a história é a mesma, a pessoa chega lá e uma gordinha ou gordinho abrem a porta e o amor morre.

Não entendo isso. Só consigo ir até o ponto da mentira, de abrir a porta e ver uma pessoa que mentiu em tudo ou alguém que quis se vingar, mas ver uma pessoa constrangida pelo seu peso, que colocou outra foto não me parece o suficiente para fazer o amor morrer. No caso do rapaz que jurava amar Abby, não parecia ser tão superficial o amor dele, pelo contrário ele mesmo disse várias vezes como aquele amor era a base de sua vida, contou sobre suas dificuldades e a profunda ligação que tinha com Abby, ele jurava que era a mulher de sua vida.

O mesmo rapaz que criou o programa, Nev, também se enrolou. Ele se apaixonou por uma moça linda e magra, Megan, e quando chegou lá o nome dela era Ângela e ela era gordinha.
Ele também mudou de ideia e o amor morreu.

Tenho uma amiga psicóloga que diz que não tem nada a ver com o peso, é o choque de realidade, alguma coisa acontece ali depois de tantas expectativas e o amor que parecia uma coisa concreta derrete.
Alguns casos de amor ali conseguem superar esse choque e acabam namorando, mas a maioria não dá em nada.

É um fator comum a questão do peso, é só assistir a temporada e contar nos dedos quantos casos não envolvem uma gordinha ou gordinho ali e sempre são os que se escondem e no fim são rejeitados.

Parece perseguição da minha parte,mas quanto mais presto atenção, mais vejo o preconceito inserido no dia-dia, como se fosse uma coisa natural odiar os gordos. Mas em novelas e programas de televisão não parece isso, pelo contrário, parece que toda essa rejeição ao gordo é apenas uma coincidência, não parece o que é, preconceito. Pode ter o nome que quiserem, mas é a mesma coisa, preconceito, esse que pode ser tão forte que derruba até o amor ou o começo dele.

Iara De Dupont 

9 comentários:

Anônimo disse...

Eu fugiria do rapaz do "físico perfeito" só pelos quatro filhos...

Anônimo disse...

Oi, vim parar no seu blog por acaso, mas preciso comentar esse post. Não discordo que há sim muito preconceito contra gordinhos e gordinhas, mas do ponto que você abordou no seu texto.

Assisti alguns episódios da série Catfish, que por sinal acho muito interessante, e não acredito que as pessoas desistam dos seus 'amores' apenas pelo peso. Você tentou se colocar no lugar da pessoa que foi enganada? Imagina você passar um ano inteiro, às vezes dois, três, conversando com uma pessoa e descobre, dessa forma, que ela esteve usando uma foto falsa! Acho que um pensamento recorrente nesse caso é: se ela mentiu sobre isso, sobre o que mais mentiu? E, ok, a pessoa pode garantir que apenas a foto é falsa, mas como confiar em alguém que te enganou por tanto tempo? Eu não conseguiria.

No caso do rapaz que se apaixonou pela Abby, eu lembro que ele já havia tentado se encontrar com ela algumas vezes. Teve um dia que eles marcaram de se ver e ela cancelou porque tinha acontecido um problema de família, se não me engano, um parente dela havia falecido. Olha, a Melissa poderia muito bem ter usado essa oportunidade para esclarecer as coisas com ele, né? Essa e outras, semelhantes. Mas foi o Ned que teve que interferir, com um programa de televisão, para que ela finalmente decidisse contar. Imagino que passe pela cabeça do rapaz algo como "caramba, se não fosse por isso, talvez ela NUNCA tivesse me contado". Sensação horrível, não? Eu acharia mais fácil entender alguém que fez algo do tipo se a pessoa, por conta própria, escolhesse abrir o jogo comigo e se explicar.

Agora, você fala que na maioria dos episódios que viu, gordinhos e gordinhas estão insatisfeitos com a própria aparência, 'envergonhados', e se escondem atrás de fotos de pessoas 'bonitas' para serem aceitos. Acho que esse é o ponto, sabe? Por que não focar nisso? No fato da sociedade ser tão cruel que leva pessoas a se odiarem de tal forma que precisam esconder a própria identidade, o próprio rosto, pela simples oportunidade de conseguirem, finalmente, a aceitação do outro? Seria interessante ver um texto abordando esse aspecto, ao invés de taxar a pessoa que, pega de surpresa ao descobrir que a outra não é quem ela pensava, recusa um relacionamento construído com base em mentiras.

Anônimo disse...

Eu assisto o Programa Catifh não sei se todos os casos são reais ou montados, mas enfim...Acredito que na sociedade em que vivemos em que a midia frisa que ser MAGRO é sinonimo de beleza, muitas pessoas que não estão neste padrão se sentem rejeitados e na verdade são!
Puro preconceito! Não somente casos do Catfish mas no dia a dia podemos ver .
Um rapaz não se aproxima de uma gorda para paquerar (somente os que gostam de gordas (os)). Se um amigo diz vou sair com uma amiga e ela vai levar uma amiga, o cara ja pergunta ela é gorda?....é mais ou menos isso...
Nestes casos do Catfish as pessoas se dizem apaixonadas, e qdo se encontram o amor acaba....é estranho isso!, lógico tem aquele choque de não ser a pessoa da foto, mas pq não tentar conhecer a pessoa , ver se realmente o interior dela é o mesmo ? Afinal eles dizem ser apaixonados pelo interior ja que nunca viram a pessoa pela cam mas depois pq ela é gorda o amor acaba? que espécie de amor é este! Afinal ser gordo não é motivo de feiura, pode emagrecer...E se vc ama alguem ama pelo jeito que a pessoa é .
Vi um episódio em que a garota postava foto dela mesmo mas ela manipulava no Photoshop, deixando ela magra...ai ela começou a se relacionar com um cara do facebook, ( ele postou fotos dele quando ele era magro), e se diziam apaixonados... Então marcaram de se encontrarem , dai qdo ela o encontrou no real ele era bem gordo , ela olhou com cara de nojo e de raiva, nem queria falar com o cara , o Nev ate disse mas voce tambem mentiu, ela disse nao menti sou eu mesma , mas ele disse vc emagreceu as fotos da no mesmo...é mentira do mesmo jeito...O cara ficou feliz quando a viu, e ela nem quis falar com ele...no segundo dia ate conversou... passou um tempo , ela refletiu melhor , o nev entrou em contato com ela e ela disse que tinha dado uma nova chance e ia ver no que dava, o cara ate pagou passagem para ela ir visita-lo acho que no natal.....O Nev ficou feliz pela atitude dela...e depois de um tempo o cara morreu...ele só tinha 26 anos, esta estória foi muito triste....
Este lance de dizer que esta apaixonado pelo interior não existe! , pois o que existe e a beleza exterior sempre! ...A pessoa pode ser futil, totalmente idiota, mas é bonita..então todos querem...

Infelizmente as pessoas são assim....Eu tenho uma amiga que conheceu um cara no face, ficaram acho que 5 anos na internet, ela o via na cam, mas ela nunca mostrou o rosto, mandava fotos de uma garota da net. Ele se dizia apaixonado por ela, e assim foram 5 anos, ela tentava contar sempre a verdade mas o cara se mostrava irredutivel, totalmente apaixonado pela foto que dizia nao quero saber , nao conta nada..no fundo ele estava obscecado pela garota da foto...então um belo dia ela mandou o link das fotos da garota, pois ela estava cansada de tentar contar a verdade e ele não querer saber...Então o cara entrou em contato com a garota da foto, começaram a conversar ele contou tudo a ela o que tinha acontecido com ele....até os presentes que ele comprou para minha amiga, ele deu tudo para esta garota do link, sem ao menos conhecer, só que esta garota é oportunista e recebeu todos os presentes, e pior ela é casada e continua com ele na internet...como pode isso! O cara preferiu correr atras da garota das fotos do que tentar conhecer minha amiga...E ficar com a casada...só pq ela é a garota das fotos...
Eu digo a ela, não foi vc que o perdeu e sim ele que perdeu voce!
Resumindo a minha amiga é uma garota bonita ate mais bonita que a garota do link, ela é modelo, ela queria que alguem se apaixonasse pelo interior dela...por isso se escondia sempre.
Ja vi muitos casos de pessoas que se encontram e mudam de roupa não vao com a roupa que disseram que iam ficam de longe e se a pessoa for gorda ou feia nem vao conversar vão embora...é complicado..mas em suma acho que todas as pessoas tem o direito de uma segunda chance!

Bruna Melo disse...

Concordo que mentir é errado...mas essas pessoas mantinham relacionamentos por anos! ANOS!!! nesse ponto a pessoa se apaixonou não pela foto, pq se não tivessem nada em comum, não manteriam conversas por tanto tempo, parou de ser um interesse somente pelo físico.
Se abrissem a porta e fosse outra pessoa, porém dentro dos padrões de beleza, magras e de cabelo liso aposto que perdoariam a mentira no mesmo minuto e ficariam juntos! Achei um absurdo tbm!

Anônimo disse...

O grande problema é que as pessoas de fato não sabem amar, amar na definição de amar a essência, o modo de ser da pessoa, as sensações que ela te desperta, a felicidade que compartilham, o apoio nos momentos difícies, a amizade, o carinho, a troca. Isso tudo independe de gênero ou físico, mas as pessoas são visuais, são superficiais e egocêntricas. Não amam o sentimento, amam a projeção do que querem encontrar na outra pessoa. Se o importante de fato fosse o sentimento não importaria o físico ou o gênero, pois o que nos moveria seria a emoção. No final, amamos somente nossa visão de mundo perfeito, o resto é só literatura romântica e ficcional. É triste ser humano num mundo assim.

Anônimo disse...

A situação é muito simples!
Quando você se apaixona por alguém na net você associa todas aquelas conversas de carinho,amor,atenção com a pessoa da foto você idealiza aquela pessoa,quando a porta se abre é não sai aquela pessoa que você idealizou é um choque de realidade.
Aquela pessoa simplesmente vai se torna uma estranha para você,não me parece nem um pouco absurdo ou preconceituoso eu consigo entender o lado da pessoa enganada porque por tempos ela associou seus sentimentos aquela pessoa da foto,não a que abriu a porta,não importa se interiormente é a mesma pessoa e as pessoas se esquecem que para ter sentimento por alguém tem que haver atração física também amor é um conjunto de atração física e mental.

Anônimo disse...

Concordo com você sobre a questão da aparência. Sem dúvida.
Mas é só assistir o programa para entender como é complicado para quem foi "catfished". As mentiras vão, na maioria das vezes, muito além das fotos e do nome. Alguns chegam a inventar mortes, cânceres, entre outras situações graves. São redes de invenções complexas, que mostram claramente que uns 90% dos "catfishers" possuem algum tipo de distúrbio psicossocial. A maioria esmagadora é de mentirosos compulsivos e muitos apresentam certo grau de sociopatia (pessoas manipuladoras que não sentem um pingo de remorso pelo sentimento alheio). Ok, há muita coisa por trás das vidas dessas pessoas para agirem dessa forma. Mas não há justificativa! O caso da Caroline e do Mike é um exemplo. Ela inventou que estava com câncer no intestino, exatamente o mesmo câncer de cólon que matou a mãe dele! Isso é cruel!

Ana Caroline disse...

Olá. Bem, devo concordar em partes com teu texto. Por experiência própria posso dizer que é impactante saber que a pessoa que você gostou/amou é uma farsa. Vou contar como aconteceu: Na escola uma amiga me apresentou uma amiga virtual. Bem, ela tinha 17 anos e eu 18. Até então, éramos apenas amigas mesmo. Mas acabamos nos apaixonando. Nunca desconfiei e apesar de sempre eu pedir a webcam, acontecia algo que impossibilitava. Mas sempre falávamos pelo telefone e MSN. Bem, acho que ela ficou com peso na consciência e resolveu me contar. Na hora, fiquei sem chão. É como se eu tivesse amado uma mentira, algo inexiste. Bem, o perfil que ela usava era de uma garota de 17 anos, loira, alta e corpão. Daí perguntei qual a real idade dela e ela disse que tinha 38. Na hora, fiquei tão magoada que não quis nem saber quem era e o que fazia. Nem vi a foto dela de verdade. Ocorre que, para resumir a história, ela me adicionou no facebook, já com o perfil verdadeiro. Eu sentia muita falta dela, mas apesar disso recusei. Passado um ano, resolvi chamá-la para conversar. Bem, ela não era mais a loira linda de antes, mas tinha a mesma personalidade que eu amava. Acabamos voltando a namorar de novo. Mas, com o passar do tempo, minha cabeça foi mudando. Descobri que aquilo era só uma fase para mim. Eu gosto é de homem mesmo.. Hoje não somos tão amigas, mas nos falamos as vezes. Ela abandonou o fake, eu acho, e tem uma namorada na cidade dela. O que quero dizer? É difícil para quem é enganado dessa forma. O amor resistir a um impacto tão grande como esse é difícil, independente da aparência da pessoa. No meu caso, resistiu.

Anônimo disse...

Eu concordo com você e se não fosse a questão estética do sobrepeso, se fosse alguém ainda sim padrão de estética usando foto fake, será que o padrão se repetiria? Se a menina usasse a foto de uma loira padrão e fosse uma morena padrão? Acho que eles até deveriam testar, pq eu acho que o "amor" se manteria.

O problema é que o tal de amor é uma construção discursiva, você ama uma pessoa também pela atração estética e na sociedade em que vivemos a aparência é um cartão de visita, não quer isso seja bom, mas é a realidade. Fora que vivemos sim em um mundo gordofóbico.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...