ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

16 junho 2013

Quando uma pergunta não acha sua resposta...


Quem não procura uma resposta?
Conheci uma garota em um grupo de teatro. E por ela conheci seu irmão, que também era ator. Um rapaz lindo, com uma das melhores formações em artes cênicas que eu já conheci, ótima pessoa, doce e fácil de lidar.

Acabei trabalhando com ele e foi uma época surpreendente, pelo menos para ele. Eu não era única que via o incrível que ele era e oportunidades iam aparecendo aos pés dele. E além de bom no que fazia era disciplinado, apaixonado pelo que fazia, dedicado, disposto a trabalhar sem se queixar.

E conseguiu um contrato com uma emissora e logo de cara virou o protagonista. A novela foi ao ar, mas não deu em nada para a carreira dele, como se fosse invisível. Ninguém entendeu o que tinha acontecido, mas antes de que isso piorasse chamaram ele para outra novela, em outra emissora, isso em um país que só tinha duas emissoras. E lá foi ele, com melhores promessas. Fez a novela e não deu em nada novamente.

Quando eu falo ''dar em alguma coisa '' é no sentido da televisão, a pessoa faz, fica conhecida e isso empurra seus projetos para a frente, mas no caso dele não acontecia isso, parece que as pessoas ''não viam'' ele.
Eu já era amiga dele desde antes, mas vi com assombro tudo isso. Como uma pessoa como ele não deu certo na televisão?

Um dia ele me ligou e me perguntou se eu conhecia alguma bruxa, vidente, alguém que pudesse dar uma luz. Eu não conhecia, mas acabei procurando junto com ele e chegamos a uma. Ela fez uma leitura de cartas, leu umas coisas lá e disse que o problema era que o meu amigo era bonito, mas era mulherengo, então deve ter ferido os sentimentos de alguém no meio do caminho e essa mulher ''amarrou '' ele profissionalmente.

A vidente mandou ele tomar uns banhos e umas coisas assim. Mas não mudou nada, só piorou, chegou ao ponto dele largar tudo e mudar de carreira.

E ele era guerreiro, lutou mesmo. Quando cismou com isso de que era ''amarração'' virou a cidade atrás de uma solução. E ainda namorava uma estrela de televisão milionária, que comprou a briga com ele e bancou toda essa procura, eu ficava sabendo que eles tinham ido a tal cidade atrás de uma vidente, uma época foram até o Peru, depois Guatemala procurando entender porque a carreira dele estava
''emperrada''. E ninguém soube responder.

Eu não falei mais nada. Achei chato tocar no assunto, nunca mais perguntei porque mudou de carreira, fiquei quieta, até porque desde que eu comecei no teatro a coisa que mais vi até hoje foi gente desistindo, justamente pela dificuldade em se estabelecer.

Um dia desses encontrei sua irmã e perguntei pra ela como ele estava, me disse que tudo bem. Eu comentei com ela que sempre me perguntei o que levou ele a largar tudo e ela me respondeu que ele estava cansado, não achava solução, não via a luz e um dia sonhou com avó, uma figura muito forte, porque a mãe tinha morrido muito cedo e eles foram criados pela avó. No sonho dele a avó disse que estamos onde temos que estar e vamos viver apenas aquilo que viemos viver. Ele entendeu que teria que fazer sua parte, mas o resto não estaria nas mãos dele, se estava escrito que ele não ia viver como ator, então não seria assim.

Não pude mais falar com ele sobre isso, porque nunca mais vi ele e não acho que seria conversa de telefone ou e-mail, mas penso um dia encontrar ele e conversar sobre isso.

Achou o consolo que precisava para tomar suas decisões e optou por outro caminho. Se tiver que viver essa parte de ser ator, ele vai viver, porque em si não mudou nada, a formação e o amor que ele sente pela carreira continuam aí, ele só desviou um pouco o caminho, mas fez isso para sobreviver.

Nos últimos dias e cheia de decisões para tomar venho pensando nele e na avó. Será que ela tem razão? Que só vamos viver aqui o que viemos viver? Será que é verdade? Me pergunto se é possível achar a resposta ou um consolo no sonho? E se ele tivesse insistido? Eu não consigo concluir nada....

Se eu escuto alguém dizer sobre células e perguntas que não encontram sua resposta, eu nem presto atenção, mas se alguém fala sobre esses mistérios, pra onde vai nossa vida, da onde vem, eu fico dias pensando se a pessoa tem razão ou o que ela quis dizer.

Às vezes isso me atormenta, penso se vale a pena lutar por algumas coisas ou largar elas, já que não sei se estão na minha história. E como saber o que temos que largar ou não?Não tenho a menor ideia.

Penso nisso, mas no fundo tenho essa certeza, vou viver apenas aquilo que tenha que viver, apesar dos meus esforços, para bem ou para mal. Acho que despegar deve ser o segredo, largar mão e entender que mesmo com tudo que a gente faz e procura, as coisas são assim, chega as nossas mãos apenas aquilo que é nosso.


Iara De Dupont 

2 comentários:

Anônimo disse...

Esse texto me tocou profundamente. Me formei há quase um ano e ainda não consegui trabalho, continuo no mesmo trabalho de antes, mas correndo atrás pra ver se consigo outra coisa.

Tem dias que estou mais tranquila, mas ás vezes me sinto fracassada e não entendo por que até agora não tive uma oportunidade.

Fico pensando também que meu destino pode ser outro e eu fico insistindo e sofrendo com isso.

SUZANA disse...

Eu tambem tenho a impressao que é inutil lutar contra quando não é para dar certo,me formei em tecnica em estetica sou ótima massagista e ouvinte mas quase nao trabalho sempre vou para frente e acaba acontecendo algo e tudo muda novamente mas nao vou desistir tao cedo.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...