ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

23 junho 2013

Fiz o melhor que pude....mesmo assim errei


Eu errei e fiquei com essa expressão
Na quinta-feira passada tive pouco tempo para tomar uma decisão. E hoje uns dias depois, recebi outra informação que mudou meu ponto de vista em relação a minha decisão.
Sou virginiana, nasci em setembro, me atormentar por decisões é uma característica do meu signo que eu faço muito bem.

Quando isso acontece tento lembrar de um psicólogo, médium, Luiz Gasparetto, de quem sou muito fã. Assisti uma palestra que ele deu falando sobre decisões e ele disse uma coisa que não esqueci, a gente toma as decisões que acha certas na hora, fazemos naquele momento o que pensamos ser o melhor, dentro do que sabemos.
Fora psicopatas e pessoas malucas, o resto do mundo age assim, tenta fazer o melhor que pode com o que sabe.

E não adianta olhar pra trás com a cabeça de hoje. Quando eu tomei a minha decisão na quinta, me pareceu o melhor a fazer, dentro da informação que eu tinha. Hoje não é mais o melhor, mas quem pode saber do passado?

Tantas coisas na minha vida teriam sido melhores se eu tivesse a cabeça que tenho hoje e o conhecimento, mas não tinha e não posso negociar nem mudar isso.
Os erros que cometi fiz pensando que eram acertos, me guiando pelo que achava saber, dentro do melhor que eu podia fazer.

E isso acontece com todos, inclusive com pais e mães, que fazem o melhor que podem, dentro do que sabem.
Ninguém erra por querer, a gente tenta fazer o melhor. Mas sei que não sou a única que se atormenta, apesar de saber que isso não muda nada.

Não justifico minhas decisões em um contexto urbano, mas a verdade é que estamos cada vez mais envolvidos em um ritmo maluco de vida e não temos tempo para nada, muito menos para avaliar as decisões que tomamos e que muitas vezes temos apenas minutos para decidir.

O outro dia aconteceu uma coisa engraçada, eu fiz uma pergunta a um amigo e pedi que ele consultasse com o travesseiro e ele me disse que agora suas consultas são com o volante do carro, quando está preso no trânsito, porque quando ele chega em casa está tão cansado que não tem mais pilha pra ficar pensando nas coisas antes de dormir.

Não adianta nada se punir pela decisão que foi pro lado errado. Ninguém, nem um médico tem um panorama inteiro antes de tomar uma decisão.
Tento achar consolo nisso, fiz o que achei melhor no momento com o que eu sabia, ou acreditava saber.

Mas eu errei! Sim, e não tinha como saber, isso foi há três dias e só hoje recebi outra informação. Não fiz nem tomei nenhuma decisão por maldade, mas o tempo é assim, se mexe de um jeito que parece que podemos mudar ele, falamos de ontem como se fosse possível ele virar o amanhã.

E não vira, é apenas ontem, que quando cresce e fica gigante parece que corroí o que encontra pela frente.
No fundo é apenas um exercício de humildade, ficar em frente ao espelho e dizer ''Fiz o melhor que pude com o que sabia''.

Se eu errei ou não, paciência. Ontem eu sabia menos do que sei hoje e minha decisão foi tomada com o ontem, não com o agora. No seu tempo foi a melhor decisão que tomei. Mas estava errada! É, mas as coisas são assim, um jogo de erros para finalmente um dia acertar.

Iara De Dupont

Nenhum comentário:

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...