ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

22 junho 2013

Dilma: não me peça para dar o que eu não recebi...

Presidente Dilma: hoje descobri que não sou amada
No calor da emoção é difícil avaliar o discurso da Presidente Dilma. Eu não sou especialista em política, sou apenas uma cidadã, que vejo o que acontece, mas não sei julgar ainda todas as entrelinhas do seu discurso.
Em um país que acorda de ressaca, ainda meio sem acreditar em tudo que vem acontecendo, vivemos na última semana emoções muito fortes. Nos últimos dias eu gelei quando rumores sobre um golpe começaram a circular pela internet.

De uma coisa eu não duvido no mundo: do poder dos militares. Infelizmente conheço bem e sei que sozinhos são capazes de tudo, mas aliados a bancadas religiosas e líderes fanáticos como Bolsonaro e Marcos Feliciano são capazes de levar este país ao pior dos infernos.
Não gostei nem entendi tudo o que Dilma disse, porque não deu datas, nem apresentou projetos, falou apenas vagamente sobre o que pensa fazer e isso pode ser anestésico.

Mas ela foi sóbria e fez uma coisa importante, mostrou a cara no meio do caos. E não subestimou ninguém, não saiu dizendo que esses protestos são apenas ''confusão da oposição'', pelo menos isso ela não disse, aceitou que o país está cansado de tantos abusos.
Tenho a maior vontade de colaborar para que mudanças aconteçam, mas ela pediu uma coisa que eu não posso fazer no momento, gostaria muito, mas isso exige uma dose de amor que eu não tenho.

Ela pediu que todos os brasileiros lembrassem que sempre foram tratados com carinho quando foram a Copas em outros países e agora que é nossa vez de receber pudéssemos tratar todos os que chegam com o mesmo carinho que um dia tiveram por nós, mostrando toda nossa hospitalidade e generosidade.
Eu preciso responder a ela, é uma resposta sincera de um coração machucado:

Presidente, eu nunca estive em nenhuma Copa do mundo, nunca tive recursos para viajar ao África ou Espanha apenas para ver um jogo de futebol, então não sei desse carinho que a senhora diz que tiveram por nós.
E o Brasil é minha casa, mas eu não convidei ninguém, não sai organizando festas de milhões, não me uni a uma entidade corrupta como a Fifa, não vendi material de construção nem vou ganhar com isso. Foi a senhora que convidou, então agora se vire com os estrangeiros.

E com quem carinho vou tratar eles, se eu não conheço esse carinho? Tenho sido muito abusada e judiada pelo sistema, o Brasil que a senhora quer que trate com carinho só apanha do governo. Que carinho vou dar a um estrangeiro se meu país nunca me tratou com carinho?


Nunca recebi amor nem respeito quando precisei, em um ônibus, em uma fila se hospital público ou na hora de resolver alguma burocracia. Ninguém me amou nesses momentos nem me tratou com carinho.
Eu só apanhei deste sistema e agora a senhora quer que eu pague de gatinha? Não posso, não tenho amor nem carinho pra dar a estrangeiro nenhum.
A senhora quer de mim hospitalidade com os outros, e o Brasil? Foi generoso comigo, que sou sua filha? Eu fui tratada e sou como se fosse a enteada da madrasta má, este chão nunca me amou como se ama uma filha.
E a senhora vai trazer estrangeiros para dar emprego? E o meu? Eu não tenho um bom emprego, a senhora sabe disso? E sou filha desta bandeira, não sou enteada, nem agregada.

Mas os estrangeiros não têm culpa disso! É, não têm, mas eu não convidei ninguém, eu assumo minhas condições, não quero dar pinta do que não sou. A senhora que se vire,convide todos aí em Brasília e trate com bastante carinho, esse mesmo que me negam.
Querem meu amor depois de anos que passei apanhando e sabe Deus quantos me faltam ainda? Querem minha hospitalidade quando todos os dias o Brasil me empurra pra fora?
Não tenho esse amor pra dar.

E o dia que reclamei na rua a polícia não me tratou com carinho. A senhora fala tanto de carinho, por que eles não me trataram bem?
No momento só tenho no meu sangue desejos reais de conquistar minha cidadania, mas meu coração está fechado. Carinho não vou dar porque não recebi. E os convidados são seus, não meus.

Amor é uma lição, a gente aprende, mas este país nunca me amou e hoje sei disso. Nem educação eu posso garantir, porque o governo não me deu. Fiquei assim, mal educada e mal amada. E não sei tratar ninguém com carinho.

Não me peça Presidente, nunca mais, nunca mais, nunca mais, que eu dê uma coisa que eu não recebi de vocês. Quando eu saí as ruas e disse chega, eu realmente quis dizer isso, chega!
Carinho só vou dar o dia que eu receber de vocês pelo menos respeito. E espero que esse dia não esteja tão longe, porque viver assim no tapa, sem amor, sem respeito, nenhum cidadão merece.


Iara de Dupont 

3 comentários:

Anônimo disse...

Ola Iara,
Eu moro for a do Brasil ha 5 anos por motive de trabalho,estou acompanhando os protestos e tentando entender o desenrolar dos fatos. Por um lado fico triste com o quebra-quebra,por outro vejo um governo assustado,bom né,já que se achavam acima do bem e do mal. Nao entendi porque nao pararam ainda. Se em um ano nao houver mudancas significativas,eu nao gostaria de estar no lugar da presidente na epoca da copa,vai ser tenso. Ela disse que vai investir,fazer e acontecer,se pode mesmo fazer isso,porque ja nao fez? Sabemos que nao depende so dela,o congresso e uma mafia. Eu gostaria muito de ver o povo se manifestar contra tudo que nao os representa,cada abuso,impostos exorbitantes,leis e medidas provisorias ridiculas,mamata dos deputados,eleicao do presidente da camara e senado,enfim,quem sabe isso e o comeco da mudanca,mas o perigo ronda mesmo,voce esta certa.
Bjs

Cris

Iara Sindrominha disse...

Pois é,Cris,as coisas estão confusas,mas ontem falei com um amigo americano,jornalista e ele me contou uma história que não corresponde a verdade.No Rio e em São Paulo grupos de no máximo 20 pessoas saíram depredando tudo,isso no meio de 300 mil pacifícas como foi no Rio,mas as emissoras lá fora estão mostrando os depredadores como se fossem a massa toda...até a Globo dedicou a eles cinco minutos,como se eles fossem o protesto.
De uma coisa tudo isso serviu,o governo percebeu que não somos mais um povo submisso e estamos sensíveis demais,ou eles mudam alguma coisa,ou as coisas mudam.E Dilma sabe disso,eu confio nela no aspecto de sua personalidade,ela é sóbria,não é de impulsos,qualquer erro dela ou omissão seria terrível para seu partido,sua imagem e sua carreira.É como dizem,presidente no Brasil quer ser amado no mundo,hoje ela não arriscaria perder isso.Mas se vai sair do papel os projetos que precisamos?Não sei,por mim se saísse uma reforma tributária e leis mais duras para punir a corrupção eu já me dava por satisfeita né?Mas vamos ver onde vai dar e tomara que o dia que você voltar encontre um país melhor..
bj

Anônimo disse...

Assim espero.
Bjs
cris

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...