ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

22 maio 2013

Sou muito bonita para escrever (alguém quer me dar mesada?)



A inglesa mimimimi:nem é tão bonita assim
Tem dias que eu relevo os mimimimi alheios, até porque eu também sou a rainha do mimimimi quando eu quero.
Hoje me mandaram um link  com a notícia de uma britânica que deixou o emprego por ser bonita demais e por isso mesmo era perseguida pelos homens e odiada pelas mulheres.

Achei mimimimimi demais,porque beleza nunca foi critério para uma mulher ser acossada. Isso em uma cultura machista não faz a menor diferença, a mulher é perseguida sempre, por um motivo ou outro.

A moça inglesa largou seu emprego de 30 mil dólares ao ano, para morar com os pais que dão a ela  uma mesada de 5 mil dólares, o equivalente a dez mil reais para seus gastos com roupas e suas contas. Mas não tá bom? Se eu juntar tudo o que meus pais me deram na vida não chego a essa soma.

Ah, então, a moça não conhece a vida real,lá vou eu contar pra ela. A vida real é bem pior do que isso, mulheres no mundo inteiro saem para trabalhar e são molestadas em transporte público, chegam ao trabalho e muitas são perseguidas pelos chefes, mas elas não podem largar o emprego porque seus filhos dependem disso para comer, então elas seguram o choro e continuam.

Eu sou atriz e já vi muitas em programas e comerciais serem tratadas como objetos, mas não podiam responder, caso contrário nunca mais conseguiriam empregos e ficavam lá paradas, escutando coisas terríveis e não se pode esquecer de uma parte triste da profissão, em muitas cenas de amor vários atores se aproveitam, conheço muitos que são cavalheiros, mas a grande maioria não é e aproveita qualquer cena para enfiar a mão mesmo, isso com o aval do diretor, já vi atriz chorando e implorando para parar e o diretor colocando pilha e autorizando o ator a fazer a cena da maneira mais realista possível.

Já tive amigas em empresas que perderam promoções por se recusar a dormir com o chefe e depois serem vítimas de fofocas internas.
Também tive amigas estupradas em festas de empresa e coisas assim, a lista é bem longa. Mas a inglesa tá de mimimi porque acha que isso só acontece com ela, a coitadinha perseguida. Alguém tem que avisar essa moça que os homens não são tão seletivos assim, não perseguem nem agridem apenas as belas, caso contrário como explicar a agressão que as mulheres de burca sofrem se até o rosto está escondido?

É inacreditável como as pessoas mergulham no seu ego e esquecem o mundo,essa moça não tem a menor ideia de onde vive nem da situação da mulher no planeta. No seu mundo rosa, perfeito, ela saiu para trabalhar e começaram a deixar bilhetes na sua mesa e ela saiu correndo, não pensou em procurar uma delegacia, fazer uma queixa, mas lembrou de ir a um programa de televisão para dizer o quanto é infeliz por ser perseguida pela sua beleza, quase celestial, quase um anjo.

Ora, minha querida, que mulher não sofre com isso? O outro dia eu estava em um ônibus e uma moça na rua fez o sinal. Desde que ela estava no ponto o motorista e o cobrador já estavam mexendo com ela, depois ela entrou no ônibus e eles continuaram conversando sobre a moça, como se ela não estivesse ali. Claramente a moça estava constrangida e aí? O que pode ser feito? Foi tão escancarado o assunto que uma senhora de idade se aproximou da moça e disse para ela ligar para a empresa e reportar o que estava acontecendo, imediatamente o cobrador disse:
- Pará com isso com vó! Que mulher não gosta de ser elogiada, a senhora já esqueceu?

E a inglesa acha que só pra ela tá difícil? Eu não sou o padrão de beleza, mas tenho bumbum grande, então sempre tenho que usar casacos longos e amarrar na cintura, exatamente como quando eu tinha doze anos de idade e faço isso para não entrar em briga, porque se escuto gracinha, eu devolvo no tapa.

Tem alguma mulher neste planeta que possa sair a rua sem se sentir agredida? Se tiver por favor me mande e-mail, quero conhecer.

E tem um lado pior, se as mulheres cansadas disso resolvessem parar de trabalhar e nunca mais sair a rua, como elas vão lidar com o machismo em casa? Sim, o namorado, o Romeu é fruto de uma educação machista, também vai soltar muitas pérolas em casa e ela vai fazer o que? Mais mimimimi?

Não digo que nenhuma mulher deva se acostumar a isso, pelo contrário, é fundamental lutar até o fim para mudar esse panorama,mas não podemos parar nossa vida e viver as custas dos outros apenas porque não sabemos lidar com a realidade.

Se meus pais pudessem me dar uma mesada de dez mil reais, eu seria pelo menos honesta, assumiria que não quero trabalhar mesmo, não ia sair dizendo que o mundo não entende que eu não trabalho porque não sei lidar com o machismo na rua.

Também acho uma preguiça viver em um mundo assim, também não gosto, fico com ódio no verão que não posso usar nada mais fresco pra evitar ouvir putarias na rua, odeio viver assim em um planeta onde temos que sair blindadas e lutar dez vezes mais do que um homem para poder sobressair, mas a realidade é essa agora,não adianta se jogar no chão e fazer mimimimi.

O machismo é uma doença das mais sérias que existem, limita a vida de todas as mulheres e aperta a garganta de todas, mas ficar em casa trancada vivendo do dinheiro dos pais não ajuda ninguém. É melhor investir a mesada em um curso de defesa pessoal, ler sobre feminismo, aprender, e como dizem por aí, cair pra dentro, porque a luta é longa e vai levar pelos menos uns séculos. Ainda temos muito o que fazer e resistir é a única coisa que resta para poder mudar essa visão machista do mundo.

Iara De Dupont 


3 comentários:

Annnnna disse...

Sério mesmo: eu saio na rua e ninguém mexe comigo, faça chuva ou faça sol. De verdade. Nem quando vou para academia de legging e regata, nem quando me arrumo e me sinto bonita, ninguém, nem homem nem mulher, olha para mim ou mexe comigo.

Daniela disse...

Ela é tão linda q parece o Michael Jackson (depois das plasticas, claro).

Musicista Feminista disse...

A merda da justificativa do elogio, sempre!
Quero ver se ele elogia a mulher em casa, a mãe, o cara que trabalha com ele.
Eu duvido de que ele algum dia perguntou a uma mulher se ela gostava de estranhos fazendo comentários sobre lea.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...