ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

10 maio 2013

Polícia americana e brasileira: é a mesma coisa


Tenho uma sensação estranha de que a polícia em nenhuma parte do mundo sabe lidar com o que está acontecendo agora no planeta.
Como sou naturalmente rebelde tenho a mania de generalizar e acreditar que nenhuma polícia é boa, nenhuma é de confiança, todas são corruptas e assustadoras. Sei que existem bons elementos, mas são questão de tempo, o sistema vai correndo a todos, não tem como durar lá dentro sendo neutro, ou a pessoa sai do sistema, ou acaba fazendo as mesmas besteiras que todos.

E chegamos naquele ponto da sociedade que não temos mais o que dizer e todas as alternativas para resolver problemas parecem inviáveis.

Esta semana uma moça fugiu de um cativeiro e pediu ajuda, isso aconteceu nos Estados Unidos, Cleveland. A polícia chegou e resgatou ela e mais duas moças, que foram mantidas em cativeiro durante dez anos, em uma casa, em um bairro cheio de pessoas e vizinhos.
Como isso aconteceu? Não sei. Mas a polícia foi duas vezes na casa do sequestrador, uma porque ele tinha esquecido uma criança no ônibus, como é motorista de ônibus escolar, foram perguntar o que tinha acontecido. Na outra uma vizinha disse que viu uma moça nua gritando no jardim, a polícia foi, fez umas perguntas e foi embora.

Parece um caso que aconteceu há pouco tempo, foi um dos últimos casos do programa da Oprah Winfrey. Uma vizinha escutava barulhos estranhos no porão de uma casa, chamou diversas vezes a polícia, que batia na porta e era recebida por um simpático casal e seus quatro filhos. Por algum motivo que não lembro, um dia um policial decidiu ir ao porão e achou uma criança de sete anos em uma jaula, como se fosse um animal. A criança estava tão judiada, em uma jaula que não podia ficar nem de pé nem sentada, tiveram que arrastar ela para fora no meio do ataque histérico que a criança estava passando.

A vizinha surtou e quis processar a polícia, por todas as vezes que ligou e ninguém fez nada. A polícia se defendeu dizendo que não pode ir quebrando portas na casa de ninguém sem mandados de busca e apreensão.

Aqui não estamos tão distantes disso. Eu liguei duas vezes para a polícia, por causa de uma vizinha que torturava seus filhos o dia inteiro. As duas vezes a polícia apareceu, conversou com ela e foi embora. Na terceira eu esperei o policial descer e fui falar com ele, disse que eu tinha ligado. Então ele me disse que não poderia fazer nada, que as crianças estavam bem cuidadas, alimentadas, tinham o carnê da vacina em dia e iam a escola. Eu falei que se mandassem essas crianças a um exame de corpo iam ver as surras que elas levavam. E o policial me deu um ótimo conselho, primeiro me disse que era melhor apanhar em casa do que em um abrigo, que eu não me preocupasse, a mãe tinha assumido ser nervosa, mas ia melhorar e o principal: ''Moça,cuide de sua vida''.

Fiquei ali na rua parada, sem acreditar naquilo. Quando meus pais souberam surtaram comigo, como eu me arrisquei denunciando uma vizinha? Eu sei quem é ela? E se ela fosse atrás de uma retaliação?Eu sei quem é o pai? E se for louco?

Qual a lição disso? Nunca faça uma denúncia? Nem anônima? Pra que fazer se a polícia brasileira é como a americana, não pode entrar na casa sem ordem de juiz? Pode dar uma olhada, mas além disso não pode.

No caso de denúncia com menores envolvidos eu sou a favor de entrar derrubando tudo, quebrando a casa se for preciso, até para ver o que está acontecendo. Mas isso não pode, seria perigoso para todos. Em teoria não se pode fazer, mas aqui acontece, a polícia brasileira faz isso, pelo menos na periferia, ela entra derrubado, ameaçando e quebrando tudo, tem denúncias arrepiantes do que eles são capazes de fazer, usando desculpas absurdas, às vezes procurando algum traficante acreditam que a família está acobertando o cara e saem espancando todo mundo, tem registros de roubos e estupros pela polícia, em invasões ilegais, que eles sempre justificam dizendo que era ''covil de bandido''.

Mas as pessoas tanto nos Estados Unidos como aqui no Brasil ficaram no meio do tiroteio, não adianta denunciar se a polícia não pode fazer nada, então o que se pode fazer?

Não sei. Os bandidos já sabem disso, eu me pergunto como alguém conseguiu manter três mulheres em um cativeiro durante dez anos e ninguém percebeu? Eu tenho um vizinho que tem um cachorro e as vezes ele fica sozinho e chora bem baixinho, mas eu escuto e pelo menos quatro andares nos separam. E a vizinha dessa casa que era cativeiro, nunca escutou nada além da vez que viu a menina gritando nua no jardim?

Será que ninguém está vendo nada ou está fingindo não ver? Não sei aqui, mas li que nos Estados Unidos se a pessoa faz uma denúncia falsa ela paga multa. Adiantava ligar se a polícia não ia resolver?
Essa união de não ligar porque a polícia não resolve e a polícia não poder entrar porque não tem ordem de juiz facilitou a vida de todos esses bandidos e deixou a sociedade mais frágil do que já está.

Não tem mais aquela desculpa de que cativeiros estão em lugares distantes e isolados, agora estão ao lado de todos nós, mas quando escutamos os gritos para quem vamos avisar? O sistema, as leis fracas, deixaram a todos em silêncio, a vítimas que passam por isso e quem escuta, o primeiro que gritar ou pedir ajuda, morre.

Iara De Dupont 

Nenhum comentário:

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...