ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

03 maio 2013

Deborah Secco: tenho muito que aprender com você




Déborah Secco: poderosa porque não perde tempo sofrendo
Tudo que leve uma pessoa a melhorar e deixar de sofrer eu apoio. Porque, talvez, em uma conta, 99% do nosso sofrimento é em vão e desnecessário. Eu tenho levado muito tempo para resolver essa questão, venho de famílias dramáticas,com tendência a fazer de qualquer questão uma ópera. Vem da ignorância essa maneira de viver, quando as pessoas não sabem bem separar e digerir as coisas, sofrem de uma maneira brutal.

E talvez por isso, por ainda estar separando o que é real ou não, me surpreendo com algumas pessoas e sua rapidez em se recuperar ou mudar a página. Sinto inveja mesmo, se pudesse mudar algumas coisas em mim mudaria, e essa seria uma delas, virar a página, antes de que meu sangue comece a pingar nas palavras que estão escritas ali.

Vi em algum portal que a atriz Deborah Secco se separou do marido, o jogador de futebol, Roger, há duas semanas, bom, pelo menos a assessoria dela confirmou a separação há menos de quinze dias. E hoje tanto Déborah como Roger já parecem que estão namorando outras pessoas, Déborah pelo menos já confirmou e disse que o seu recente romance com um cantor ''está bom''.

Ah, que inveja que me deu! Nunca me casei, nem tenho planos, mas me conhecendo sei que mesmo se tivesse que passar por um divórcio não ia conseguir estar namorando alguém em duas semanas. Eu ainda ia estar arrastando correntes pela casa, chorando e me perguntando o que deu errado. Ia correr para fazer algum tratamento esotérico, tentando equilibrar minha energia e pintaria a casa de azul.


Não consigo pensar nisso, de tão medieval que posso ser às vezes. Fico pensando, como é possível estar beijando alguém, jurando amor eterno e uns meses depois fazer a mesma coisa com outra pessoa?


Meu tempo de luto de um amor é mais longo que o das celebridades. Mesmo que o casamento fosse uma merda, que eu descobrisse que o cara é um idiota, mesmo assim não consigo me imaginar apaixonada por outro em duas semanas.
Para mim toda a vez que o amor não dá certo preciso de um longo período de luto.

Não critico Débora, sou fã da moça, não sei quanto tempo ela arrastou o casamento, nem quanto tempo ele queimou tudo o que sentia, mas eu sou mais lenta, tenho inveja mesmo de pessoas que não precisam de tempos de luto e começam logo rapidamente outra relação.
Tenho visto isso em todas as partes, mas nasci no século passado, fiquei meio antiquada. Acho que no fim de um relacionamento ninguém tem que ficar de luto uma década, mas sair logo pra namorar outros e outras eu acho ainda meio precipitado.

Se eu namorasse alguém que fizesse isso e ao terminar comigo começasse a namorar outra eu ia pensar que ele mentiu o tempo inteiro, que não é maduro e não sabe ficar sozinho, ou que sente tanto minha falta que logo arranjou outra. Mas nenhuma alternativa me deixaria feliz, todas iam me deixar com a pulga atrás da orelha.


Mas de repente estou aqui falando e falando e já sou imune a isso, talvez já possa viver nessa freqüência e nem percebi! O último fim de namoro foi tão traumático e meu luto tão longo que acho que já estou curada, não acredito que possa passar pelo mesmo sofrimento, porque aprendi demais e hoje sei que nada seria igual.

Não defendo o luto, pelo contrário, as pessoas tem que fazer o que sentem vontade de fazer, mas como em tudo na vida acredito no período de cicatrização, o tempo que se leva em recuperar um coração quebrado.
Um amigo me disse que o tamanho do estrago no fim do amor corresponde ao tamanho do amor dado, da entrega. Deve ser isso, no meu caso pelo menos, comigo não tem essa de gotinhas de amor, comigo é tudo, então na hora do final, também perco tudo, por isso dói tanto. Talvez a inteligência que me falta é a que sobra nas celebridades, elas não entregam todo o seu amor, por isso sempre conseguem sair bem na foto e ainda por cima namorar muito. É, deve ser isso que está faltando na minha vida.

Iara De Dupont 


4 comentários:

Anônimo disse...

Querida Iara,
Talvez com voce acontecesse o mesmo que com a Debora se estivesse em um casamento onde so voce luta e o carrega nas costas,sendo assim a sensacao de liberdade e alivio por se livrar de um fardo que a propria pessoa se impos a faz partir pra outra rapido.Nao sou de ficar feliz por termino de casamento de ninguem,mas como gosto da Debora,fico muito feliz por ela,ela merece.
Bjs
Cris

Anônimo disse...

ah, bem, na verdade eu acho que a coisa toda entre ele e ela já vem se arrastando há um bom tempo, não é de hoje a crise... E ela e esse novo namorado já são conhecidos de longa data. Acho que ela não está loucamente amando, acho que ela está dando uma chance pra esse amigo que de repente quis ser algo mais... Ainda deve gostar do Roger, mas chegou à conclusão de que não dá mais. Eu também a admiro, acho que ela lutou até onde deu, não foi algo imaturo ou irresponsável.
Mariana

Iara Sindrominha disse...

Infelizmente no coração a gente não manda!Também gosto da Déborah e fiquei com pena mesmo quando casou com o Roger,porque todo mundo avisou que ele era terrível,até a ex-namorada Adriane Galisteu,que quase casou com ele,disse que o era mulherengo demais.Mas ainda bem que tudo isso já é passado pra Déborah,porque casamento com mulherengo não é casamento,é calvário...

Carolina disse...

Realmente, um monte de gente avisou, tb me lembro da Adriane Galisteu avisando. Mas acho que, como muitas mulheres, a Débora achou que com ela fosse ser diferente.
Acho que ela deve ter aguentado tanto durante o casamento, que qd terminou de vez, só sentiu alívio e por isso já estava pronta para recomeçar. Os dois tiveram várias indas e vindas, acho que por mais que a gente goste, desgasta, o sentimento e o encatamento vão acabando aos poucos.
Bjos,
Carol

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...