ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

22 maio 2013

Dança do passinho: o país que não sabe andar pra frente



Dança do passinho: tem coisa pior do que talento ignorado?
Tem gente que acredita que eu critico o Brasil, mas isso não é bem isso. Eu nasci aqui, moro e sou apaixonada pelo meu país, mas me sinto frustrada por ver tanto potencial jogado no lixo por uma administração corrupta. Sou diretamente afetada como cidadã por toda essa corrupção e abandono e isso me enche de tristeza.

Ao contrário de muitos lugares, acredito que a mentalidade no Brasil é plástica, flexível, o brasileiro é por natureza curioso e aberto a mudanças. É só acompanhar as novelas. No mundo inteiro se usa o mesmo formato, no Brasil as novelas mudam constantemente, se quebram moldes o tempo inteiro e o brasileiro adora, acompanhada, compra briga, discute, mas aceita de bom grado as propostas e permanece interessado em ver todas as mudanças.

Outros países já são mais difíceis e de mentalidade mais fechada, alguns deles estão presos a superstições milenares e não conseguem andar pra frente, outros com sua mentalidade medieval não conseguem se livrar do passado para melhorar. Mas o Brasil está sempre disposto, é só ver o número enorme de partidos políticos, sempre tem alguém tentando alguma coisa, quando na maioria do mundo ainda são os mesmos partidos, com as mesmas propostas.

Levando em conta a quantidade de dinheiro arrecadado pelo governo é deprimente ver que nem um fração mínima é destinada a melhorar a estrutura do país. Sempre penso que se vão roubar, paciência, que roubem (isso vai contra minha ética, mas o que eu posso fazer?) mas que tenham a decência de colocar uma parte disso nos projetos que estão parados. Se a cada dez milhões de reais desviados, um milhão chegasse ao seu destino, talvez seríamos um país melhor.

Por isso sinto muito quem se ofende com meu blog, mas não eu critico, apenas escrevo sobre o que me causa tanta frustração e sobre os brasileiros que se recusam a crescer, não são mais crianças, são adultos e vendo o sistema político que temos é mais do que hora de ir atrás dos seus direitos.

Sábado passado vi no programa do Luciano Huck o concurso do ''passinho''. É quando eu vejo isso que tenho vontade de mudar de país, de tão triste que fico.
Para que um menino ganhe esse concurso ele precisa treinar, inventar um passinho e mostrar toda sua ginga.

Eu tive a sorte, o privilégio de estudar dança, apesar de não ter nenhum talento pra isso. E cansei de ver professores juntando turmas de sessenta crianças para escolher uma para alguma companhia importante. Isso acontece porque dança não é questão de gostar ou não, precisa de um corpo excepcional, elástico, flexível e com resistência a dor. E isso não se acha em qualquer lugar.

Por isso fiquei deprimida vendo os meninos dançando o passinho. Era um grupo que só de bater o olho dá para ver que tem um potencial enorme, são rápidos, flexíveis e ainda por cima criativos.
E uma criança dessas fica horas treinando em casa, em frente a um espelho, vai ao concurso e depois? Depois porra nenhuma, porque não existe nada no Brasil.

Se o governo percebesse e tivesse vontade política de investir, em menos de vinte anos o Brasil poderia ser um dos pólos mais importantes de dança do planeta. É questão apenas de abrir escolas, colocar acompanhamento e dar um futuro a esses meninos, que começam dançando, depois viram coreógrafos e acabam criando e dirigindo seus espetáculos.

E tudo isso custa um terço do dinheiro desviado, das loucura babilônicas de Copa e eventos, mas poderia mudar o rumo deste país. Dança é cultura, o problema é achar talentos, coisa que aqui sobra.

E vendo aqueles meninos se mexendo, magros, ágeis, fico pensando em todo o dinheiro perdido, porque para muitos que alegam que cultura não dá dinheiro, não é assim,bem administrada rende milhões, ou alguém acha que o Ballet Bolshoi se apresenta pelo mundo inteiro de graça?
E o Cirque Du Soliel? É uma empresa, uma multinacional, que depende de muitos talentos.

Se alguém no governo reparasse nisso todo mundo sairia ganhando, esses meninos teria seu futuro garantido, o país ganharia prestígio internacional e o político que tivesse comprado essa questão viraria um herói. Não é questão de caridade, é questão de saber fazer negócios. Investindo em arte, em dança, o retorno chegaria em menos de vinte anos.

Vem então minha crítica para o pessoal que fica revoltado comigo. Nós não exportamos nem investimos em cultura, porque somos de uma mentalidade imediatista, achando que não vale a pena investir em nada que não dê lucro imediato, imagina esperar vinte anos para receber algum benefício. Mas os vinte anos passam, querendo ou não, eles vão embora e nada foi feito.

E também não se investe nisso pela mentalidade jeca, de fazendinha, sabe qual é o orgulho de brasileiro e de governo brasileiro? Ser um dos maiores exportadores de comida do mundo, o governo brasileiro acha lindo ser o número um em mandar soja para fora do país. Porque somos assim, jecas, achando que estamos vivendo em uma fazenda e qual a maior alegria de quem tem uma fazendinha ou um sítio? É vender o que produz, a gente acha isso o máximo, o lucro mais incrível que se pode ter.

Ficamos sem ver o horizonte, achando que o capital humano não vale nada. Enquanto isso,meninos e meninas dão um show de habilidades em concursos de televisão, mas quando a gravação acaba, eles voltam ao ponto de ônibus, chegam em casa e continuam largados pelo Estado, sem futuro, sem ninguém investindo no talento que eles mostram, que eles têm. Ora, mas quem se importa com isso, se batemos recordes de exportação este ano de carne, soja e açúcar? É isso que move ao governo, é isso que eles pensam que todos nós somos, uns sacos de farinha, de batatas, que podem ser jogados a um canto e ninguém percebe que somos seres humanos, que talvez um dia, com muita sorte e alguma virada do destino possam virar cidadãos.

Iara De Dupont 

Um comentário:

Anônimo disse...

Iara,
Seu problema,o meu e o de algumas pessoas e que a gente pensa demais rsrs,mas enfim... Dizem que eu lambo as botas dos Americanos,lambo sim,porque merecem.Tem mil e um defeitos mas deperdicar talentos nao e um deles,tem centenas de brasileiros la que foram descobertos e tem casa,comida,estudo e algumas regalia por conta do talento,tem um garoto genio,que foi descoberto ha quase 10 anos,que recebeu casa,salario,bolsa e emprego para os pais,isso com 13 anos,fora os bolsistas de Harvard e outras universidades.Um dia me deram uma explicacao para o fato do Brasil ser como e,a colonizacao,nao gostei muito da explicacao masa chei plausivel,afinal as nacoes colonozadas nao vao pra frente como poderiam.

Bjs
Lia

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...