ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

23 abril 2013

Qualquer canalha tem seu discurso de ''coitadinho de mim ''...






Uma das coisas que me tiram do sério são as explicações que saem das pessoas que fazem besteira.
Tenho uma amiga que estava na faculdade, quando sua vida já bagunçada passou pela pior fase que alguém pode passar. O namorado terminou com ela e no espaço de seis meses seu melhor amigo, seu pai e seu irmão faleceram. Mesmo assim ela se formou, apesar de ter bolsa de estudo e ter tido que estudar o dobro para não perder.

Tempo depois encontrei um professor dela e conversando comentei com ele que nunca entendi como ela conseguiu estudar no meio do caos que vivia. Ele me disse que não sabia de nada, nenhum professor tinha sido informado do que estava acontecendo na vida dela.
Tudo bem, ela é uma pessoa incrível mesmo, excepcional, fora do comum, mas representa muitos, pessoas que diante de uma tragédia conseguem levar sua vida sem sair chorando pelos cantos, fazendo besteira e se justificando.

Por outro lado uma das minhas primas passou por uma perda familiar e corria o risco de perder o último ano da faculdade. Mas ela bebia demais e fumava maconha, o que deixava pouco tempo para estudar. Tem gente que vai dizer que cada um reage a uma tragédia de maneira diferente, concordo, mas então que assuma as conseqüências  e ela já bebia e fumava antes da tragédia. Minha prima não assumiu, escreveu cartas  a todos os coordenadores do curso e teve a cara de pau de visitar todos os professores, um por um, a todos contou a tragédia que estava passando, chorou, pediu,implorou clemência. E as pessoas comovidas deixaram ela terminar o ano e não cobraram notas boas. O curioso da história é que nenhum professor abriu o expediente dela, caso contrário teriam visto que ela tinha mais de seis anos empurrando a faculdade, era reprovada direto, faltava as provas e tudo isso antes de passar por uma tragédia.

Já se passaram pelo menos uns vinte anos da tragédia que a prima sofreu, mesmo assim até hoje ela conta a história quando precisa comover alguém para arrancar alguma coisa.
Foi ai que eu percebi que pessoas ruins são ruins e ponto. Historinha disso ou daquilo não mudam nada, por isso estou exausta de gente que apronta horrores e depois chega inventando traumas e tragédias.


A questão que eu levanto é a seguinte, existe alguém no mundo que não tenha nenhum trauma? Tem alguém que nunca tenha visto ou passado por uma tragédia? Até onde sei não, nisso somos todos iguais, as coisas ruins podem ter acontecido em intensidades diferentes, mas ninguém está imune a elas, nem consegue passar pela vida sem ter um trauma.

Então somos um planeta de seis bilhões de traumatizados e por que só alguns saem aprontando em nome disso? Não importa o que, se a pessoa jogou uma bomba, matou alguém, lá vem história de ter sido rejeitado por alguém, de ter sofrido perseguição, de ter uma mãe louca, enfim, história não falta.

Meu blog de vez em quando é educativo, então vou dar uma dica, quem quiser aprontar que não esqueça o discurso de coitadinho, de que sofreu horrores com o sistema e só matou ou roubou, porque mamãe saiu com o vizinho. Qualquer besteira dita justifica o pior crime cometido. Cansei desse blá blá dos bandidos que aprontam, que fazem só coisas ruins, depois fazem colocam a cara de besta e começam a dizer que sofreram muito na infância.

De qualquer jeito vou fazer meu discurso e deixar guardado, assim se eventualmente eu ofender alguém, eu vou logo dizendo que sou uma traumatizada mesmo, que desde pequena me perseguem pelo meu peso e eu não fiz nada de propósito! Ah, gente traumatizada é assim, não segura seus instintos, qualquer coisa a sociedade que pague por isso.

Iara De Dupont


Nenhum comentário:

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...