ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

19 abril 2013

Brasília virou ninho de demônios




Não adianta esperar o demônio assim, não é a roupa que ele usa...

                             
Essa é a roupa favorita dele, todo fofo, aos berros chamando os outros de ''demônios''
Em janeiro de 2003 aconteceu uma coisa muito engraçada, o então presidente dos Estados Unidos, George Bush disse  ''Ou você está comigo ou está contra mim'', mensagem direcionada a todos os países que não quisessem apoiar os americanos na guerra que eles iam entrar.


É uma frase que tem sua origem na Bíblia ''
Quem não é comigo é contra mim; e quem comigo não ajunta, espalha'' - Mateus 12:30.


Mas foi colocada em um contexto patético na boca de um presidente infantilizado, cretino e patético. Ficou tão fora de lugar que virou gozação no mundo inteiro, até os americanos se divertiram com essa frase.
Eu dei muita risada, parecia uma frase perdida para uma situação tão séria. Fui preconceituosa, eu achava que Bush não passava de um babaca, típico texano, preocupado com sua cerveja e seus cavalos. Achava ele um jeca, alguém que queria governar um país como se governa um sítio.

E dez anos se passaram disso. E hoje impressionantemente as coisas pioraram e chegaram a um grau que fazem a frase de Bush parecer coisa de profissional.

O Brasil, este país que de um jeito ou outro tenta se manter de pé, vem escrevendo uma frase nas pedras, fazendo dela uma guia, o marco zero de qualquer diálogo. Nos últimos dias assisti a entrevistas que deputados deram na televisão, em diferentes canais.

A frase que mais sai da boca deles e já começa a ser tatuada no inconsciente do brasileiro é  ''Se você não está comigo é porque está com o demônio''.
Uma frase um bilhão de vezes pior do que a de Bush, que pelo menos mantinha a loucura no aspecto terrenal, já os nobres deputados estão levando ao quadrado a loucura, por que alguém pode saber quem é o demônio ou não?

Eu fui batizada católica e me ensinaram que o demônio tem rabo e chifres. Fui pela vida tranquila, porque quando ele aparecesse eu ia saber e assim me defender. Mas ele não usa essa roupa, ele se veste como qualquer pessoa e pode ser teu melhor amigo, namorado, familiar, pode comer pizza com você na mesa e você não adivinha que ele está acabando com tua vida. Eu já encontrei ele algumas vezes na vida, posso garantir que seu poder de acabar com uma vida é devastador, mas nunca vi ele de chifres, pelo contrário, um usava até a mesma marca de tênis que eu usava.

Nenhum conhecido meu encontrou o diabo de chifres e rabo, mas o diabo que anda como todos nós, nos mesmos lugares, bom, aí todo mundo tem uma história terrível para contar.

Colocar a imagem do demônio na mesa para iniciar uma discussão ou fechar ela cria um diálogo de malucos e uma conversa que jamais deveria envolver os direitos de todos, até porque não existe política pública direcionada a lidar com essa questão, os demônios.

Bush levou os americanos a uma guerra e a uma recessão, apenas porque estava movido pelas suas loucuras e ambições. O Brasil começa a entrar em águas turvas, onde figuras do imaginário começam a ser trazidas a discussão, como se fossem pessoas reais e tivessem algum interesse em discutir os direitos de todos. Se realmente existe esse demônio de chifres, então vamos ter que conversar no Congresso sobre o Saci-Pererê e outras lendas na hora de falar de nossos direitos. Meu nome Iara vem de uma lenda, talvez isso me garanta a propriedade de todos os rios do Brasil.

Minha avó era cheia de superstições e garantiam que se você olhasse bem a pessoa de noite, caminhando longe, você poderia ver o rabo se arrastando pela rua, caso ela fosse um demônio. O que eu aprendi na vida e lamento que ela não está aqui para dividir isso é que os demônios realmente existem, mas eles se vestem de gente e gritam, berram, fazem questão de apontar o dedo ao outro, chamando todos de ''demônios''.

Sempre que alguém faz isso ligo meu sinal de alerta. Brasília foi invadida por eles e agora para garantir sua inocência estão dizendo que os outros são os demônios, não eles. Mas faz parte do discurso deles, talvez minha avó tivesse razão, eles gritam para distrair a todos e esconder o rabo que se arrasta no chão.

Iara De Dupont 

4 comentários:

Anônimo disse...

Ola Iara!
Acompanho seu blog e amo.
Sou evangelica ha mais de 20 anos.Conheco pessoas super diferentes entre si que compartilham minhas crencas,e te garanto que no minimo 70% sao flexiveis,equilibradas,amam o conhecimento,a troca de ideias,convivem bem com outros tipos de credos e crencas. Pelo que vejo e vivo,acredito que a religiao nao forma os fanaticos,psicopatas e sociopatas,eles se agregam a religiao porque gostam de dominar,usam a religiao e muitas vezes se escondem atras dela,chamam seu fanatismo e egocentrismo de fe e fazem um enorme estrago para todos,nao so para os que nao sao da mesma religiao.Muitos tem sua religiao e fazem parte de um grupo que nao querem impor sua fe a ninguem,que acreditam no estado laico,na liberdade e no direito do outro.E uma pena essa minoria parecer tao grande,justamente porque gritam e esbravejam,maculam a maioria que procura viver decentemente e conseguem atrais antipatia e desprezo por todos nos.

Abracos.

Cristina Dutra.

Iara Sindrominha disse...

Oi,Cristina,tudo bem?
Fico feliz que goste do meu blog e te agradeço a gentileza de mandar um email colocando seu ponto de vista de maneira tão delicada!Muito obrigado!Beijo

Anônimo disse...

Ola!!
Eu que agradeco,estarei sempre por aqui,lendo e refletindo sobre tudo o que voce escreve.Gosto da maneira como voce expoe suas ideias.Visito o blog todos os dias,comento pouco,mas vou comentar mais,quem sabe algum comentario te enriqueca de alguma forma como voce tem nos enriquecido.
Bjs

Cristina

Iara Sindrominha disse...

Você não tem ideia Cristina de como os comentários enriquecem...e isso que a grande maioria eu não publico,porque as vezes são relatos pessoais e eu fico sem saber se posso ou não publicar...mas eles são fundamentais,por diversos motivos,o primeiro é que me acrescentam informação,todo mundo tem um ponto de vista diferente e isso sempre ajuda,me mandam links super interessantes,e levantam pontos que eu nunca teria pensado sozinha.E o mais importante é que tem dias que na correira a gente cansa,fica meio desanimada,ai chega um comentário legal e aquilo dá mais pilha...muitas vezes escrevo coisas muito pessoais e me mandam comentários contando histórias parecidas a minha,é um consolo para a alma isso,porque as vezes o sofrimento maior está em pensar que só nós passamos por aquela situação e de repente vemos que não,que tem gente que sabe do que estamos falando...enfim,pra mim sem comentários não tem blog...se sinta a vontade para comentar quando quiser,será sempre bem vinda!Bj

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...