ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

26 abril 2013

Arthur Zanetti:desapegue e peça asilo aos americanos



Arthur Zanetti:defendendo uma bandeira que nunca o protegeu
Meus pais passaram pelos anos sessenta e se encheram de idéias.Uma delas é sobre bandeiras,a gente escolhe qual carregar e vai em frente.Ideologias não se vendem,não se compram,não se alugam. Cresci com isso bem claro,uma causa é o que define a pessoa.Também acreditava em morrer por algumas.
Mas tudo foi misturado,meus pais também passaram pela rigidez dos anos cinqüenta,então só juntaram as ideologias dos anos sessenta com a rigidez dos cinqüenta e deu onde tinha quer dar,na merda.
Rios de sangue depois eu descobri que qualquer ideologia é válida,enquanto for importante para nós e não for além do que consideramos importante.Também é necessário abrir os olhos,porque as pessoas se aproveitam das ideologias dos outros.
Podemos acreditar em qualquer coisa,desde que isso não nos custe a pele nem nos faça sofrer a toa.

E saiu na imprensa que o único campeão olímpico de ginástica,Arthur Zanetti veio a público e deu uma entrevista.Já falei disso várias vezes aqui no blog,a situação crítica da seleção olímpica de ginástica.No momento duas atletas de ponta,Jade Barbosa e Daniele Hipólito treinam de favor em um clube de Curitiba,como se fossem duas meninas de dez anos que nunca competiram pelo país.
Arthur diz que está pensando seriamente em competir por outro país,porque depois das Olimpíadas tinha certeza que sua situação ia melhorar,mas não mudou nada,continua treinando em uma escolinha sustentada por uma associação de pais,dividindo seu espaço com alunos,crianças que ao longo do dia são 300,descansando no meio do treino ali mesmo e o mais incrível,como não existe estrutura ele e os outros atletas comem quentinhas!
Um atleta de ponta,de medalha de ouro,não tem acesso a uma alimentação equilibrada nem uma cozinha para comer,tem que encarar um arroz com feijão e bife,como se isso fosse comida de atleta.E para não dizer que é pouco,ele ainda tem que terminar de comer e lavar seus talheres.Só faltou dizer que os atletas bebem água de bica.

Mas Arthur tem um sonho,competir pelo seu país,ganhar a medalha de ouro aqui no Brasil,nas próximas olimpíadas.
A ele eu só posso dizer-Desapega meu filho,vá viver sua vida em um lugar que te trate como você merece!
É um sonho mesmo,subir ao pódio pelo seu país,mas onde está o país?Ele resiste em pedir asilo a outro país,mudar de nacionalidade,mas o país não tem pudor nenhum em manter um atleta olímpico comendo quentinhas.Não tenho nada contra quentinhas,mas conheço a alimentação de atletas e não é essa.

Se eu fosse ele pedia asilo direto nos Estados Unidos,apenas pelos patrocinadores que eles são capazes de puxar.Todo atleta merece ter a grana que só a Nike,Gatorade,e empresas assim podem pagar.Mas qualquer coisa é melhor que o Brasil,eu estaria dormindo agora na porta das embaixadas da Suécia,Suíça, e Finlândia.Estaria mandando emails,cartas,qualquer coisa para defender outra bandeira que me garantisse uma vida de treinos digna.
Mas os atletas olímpicos estão sofrendo,deve ser terrível tanto esforço e ver que estão largados ao vento,por isso tem mais dificuldade em desapegar e pedir ajuda a outros países.

Isso acontece com muitos de nós,ficamos aferrados a uma idéia que vai nos consumindo por dentro,corroendo e não percebemos a importância de largar aquilo e começar por outro lado.
Arthur não merece o país que ele defende,já disse isso de todos os atletas olímpicos brasileiros.Tudo na vida é plantar,se ali não dá certo,então você procura outro canto,mas não pode ficar chupando o dedo o resto da vida.Bandeira boa é a que defende a gente.

Tenho uma amiga que sempre tentou conseguir um apoio do seu país,no seu trabalho de pesquisa ambiental.Não conseguiu,foi e pediu aos americanos,que abrigaram ela.Agora ela defende a bandeira americana e está certa,a gente tem que se cobrir com o que nos protege,não ficar ao relento na vida.

Subir ao pódio e defender uma bandeira que não te respeita não vale a pena,por mais frio que isso possa parecer.Arthur precisa para treinar um pouco de paz,precisa se concentrar e isso não se consegue em três anos de treino em um espaço cheio de gente e comendo mal.

Se Arthur conseguir sair do país,tomara que consiga e defender outra bandeira ele vai perceber uma grande verdade da vida,cada um tem que defender o seu,na hora do vamos ver ninguém responde pela gente,nem o país,nem as pessoas.Estamos todos ali sozinhos nos pódio,sabendo o que nos custou estar ali,então é bom pensar nisso e perceber que ele só tem a ele mesmo,principalmente agora na hora de pular do barco que está afundando.
Mas ele quer defender seu país!Pois é,já mudou de idéia,já percebeu que não se defende o que não nos defende.A única bandeira que ele deve defender é sua pele e dessa ninguém está cuidando.

Iara De Dupont (Sindrominha)


Um comentário:

Musicista Feminista disse...

Esporte no Brasil é futebol, e apenas o masculino. E ponto, o resto eles não querem nem saber. Ainda mais um homem praticando um esporte considerado feminino. Além da minoria de homens praticando o esporte, o patrocínio , que está mais pra esmola é insignificante.
Zanetti deveria ir pra Bulgária, EUA, Rússia, China, qualquer país onde a ginástica masculina e os outros atletas são mais valorizados.
Brasileiro só dá valor depois que perde as coisas...

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...