ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

23 março 2013

Unilever ensinando o que dizer (também não sei de nada)


Eu também não sei de nada....
Se minhas teorias estiverem erradas e caso eu não seja eterna, então um dia eu vou morrer. Mas com este tempo aqui na Terra já decorei as frases necessárias para ter uma boa transição a qualquer outro mundo.
Chegando lá, onde dizem que os anjos cantam, eu falo meu nome, CPF e RG, mais nada além disso. Se Deus ou algum anjo vier me perguntar eu só posso responder ''Eu não sei de nada''.

Assim lavo minhas mãos, não me responsabilizo e não assumo nada. Caso Deus ou alguma força divina estivesse irritado com esse comportamento o mundo já teria explodido.
Mas isso não tira ninguém do sério. A Unilever mandou tirar do mercado seu suco Ades, porque continha produtos químicos de limpeza e consumidores ao beber o suco passaram mal e foram internados. O que a empresa fez?Disse que não sabia de nada, ''mas estava apurando''.
Não tem ideia de como produtos químicos caíram no suco, então eles são feitos na mesma fábrica? Não sabem dizer, a assessoria disse que qualquer informação será passada a polícia, que investiga, não aos consumidores que foram lesados, esses nem existem para a empresa, se quiserem explodir a empresa agradece.

Já ontem a polícia encontrou uma pequena fábrica de roupa com escravos bolivianos. Não acharam os responsáveis, então procuraram a empresa Gep, que compra as roupas dessa fábrica, para sua loja Cori, a empresa disse que não sabia de nada, não tinha a menor ideia de que os bolivianos recebiam quatro reais para costurar uma roupa que chega ao mercado custando quatrocentos reais. Ninguém sabia de nada e para não ficar só por isso a empresa Gep rapidamente mandou um comunicado a imprensa dizendo que ''repudia o trabalho escravo e tudo será apurado''.

É, tem que ser apurado mesmo, porque já começou a temporada outono-inverno e a empresa não pode ficar sem escravos, caso contrário não vão ter tempo de encher as lojas com suas roupas cafonas.

As empresas, coitadinhas, não sabem de nada, vem agindo sempre dentro da lei e sentem repulsa por sucos feitos em galpões de produtos de limpeza ou escravos bolivianos.
A Gep nunca se perguntou porque uma empresa terceirizada era tão barata e cobrava apenas dez reais por roupa cortada e costurada, eles devem ter achado que era uma empresa de caridade de freiras, que passavam o dia costurando roupas felizes para as ovelhas do Padre Marcelo.

E a Unilever? Eu sempre bato nessa tecla, tanto essa empresa como a Procter e Gamble, são campeões de uso de animais em laboratórios para produtos de limpeza e cosméticos, são empresas que cruzam todos os limites da ética e não aceitam negociar, vão continuar torturando e matando muitos animais, então com essa lógica, por que vão se importar com consumidores que beberam veneno?Eles que se fodam! A única preocupação da Unilever agora é não ser atingida na imagem e continuar vendendo seus lixos, não era suco de maça com soja? Pois é, não era não.
Já a Gep deve estar desesperada, procurando outra ordem de freiras para fazer a caridade de costurar roupas por apenas dez reais cada uma.

Mas ninguém sabia de nada! É, ninguém sabe mesmo porra nenhuma, não é do interesse de ninguém saber de nada. Nem o caixa do supermercado ontem soube me dizer se vendem cola para madeira. Não sabe porque o supermercado não é dele e ele está se lixando para o dono, porque é explorado e maltratado pelo sistema, então que se dane mesmo.

Imagino os alienígenas que monitoram este planeta, devem estar mudos, se perguntando porque nesta merda de planeta ninguém sabe nada.
Bom, eu não sei porque ninguém sabe de  nada, mas já aprendi, se me perguntarem eu respondo também ''Não sei de nada''.

Iara De Dupont

Nenhum comentário:

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...