ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

08 março 2013

O mal sempre vence (porque o bem é burro)




O mal sempre vence, porque o bem não tem inteligência
Dentro das coisas que escutei minha vida inteira uma foi fundamental, a famosa frase: A luta do bem e do mal.
Volto sempre ao mesmo ponto porque nos últimos anos venho lentamente perdendo essa batalha, até que hoje tudo foi escrito e confirmei que não perdi a batalha, mas morri na guerra.

Para mim era tudo muito simples, faça coisas boas e coisas ruins não te acontecerão, caso aconteçam, você será defendido por uma legião de anjos que protegem pessoas boas.

Eu achei que isso era verdade suprema, lei da vida. Mas a realidade é que só existe um meio de combater o mal, é com a inteligência. Não pensei nisso, não fui avisada e caminhei pela vida achando que por ser uma boa pessoa e não fazer coisas erradas estaria naturalmente protegida de tudo.

No México tem uma frase que diz: Fulano ou Beltrano é tão bom quanto um pão, um pão de Deus.

Um dia uma pessoa me disse- Você já se perguntou o que as pessoas fazem com um pão? Elas comem no café da manhã.

Essa era toda a charada, se você é bom vira comida de tubarão no café da manhã.

Do mal que entrou na minha vida só posso dizer, fui burra. E isso acontece com pessoas burras, elas se fodem. Não se vence o mal com incensos de rosas e quando falo em mal, penso em tudo que pode ser, a única maneira de vencer é sendo mais inteligente, mas eu não fui.
Por isso as vilãs de novela são tão amadas, porque são infinitamente mais inteligentes que as sonsas das mocinhas.

Quem acha que pode vencer coisas ruins apenas rezando ou sendo bom, eu ainda tenho a decência de avisar, se prepare, porque todas essas coisas fazem o mal dar risada. É a inteligência que te mostra o caminho de saída, quando existe, o que não foi meu caso.

Mas o que pode ser o mal? Cada um sabe, porque todos tem na sua vida a presença do mal em alguma coisa, menos quem é péssima pessoa, essas sim são inteligentes o suficiente para manter o mal longe de casa.

Ah, então o mundo não é dos bonzinhos nem dos ruins, é do inteligentes, dos que sabem ser mais rápidos que uma raposa e mais ferozes que um tigre. É isso mesmo.

Se sento agora para chorar na calçada não sei pelo o que chorar, pelo mal feito ou pela minha burrice que não percebeu a tempo que estava na mira. E ainda consegui ser mais burra ainda, escolhi aliados, sem perceber que não eram aliados e eu também estava na mira deles.

Uma vez conheci uma pessoa incrível, mas por uma tragédia pessoal se guiava pelo ódio, pela raiva, pelo desejo de vingança. Eu, mais pura que água cristalina, fiquei horrorizada e fui embora e agora ao abrir os olhos percebo que estou cercada de pessoas que salivam ódio, nascem e crescem na maldade, mas é tarde demais pra correr.

Porque eu sempre digo o ditado dos astecas: Diante do inevitável, só resta uma coisa: o inevitável.

Não sei o mais adequado para fazer no momento, cruzar a sala e cumprimentar o vencedor? É uma realidade, ele ganhou, plantou o mal, gerou o mal e ganhou, é quase uma soma matemática perfeita.


Falei para um amigo sobre isso e ele me disse- Caso o mal pudesse ser vencido, não teria já sido? Porque ele existe desde que o mundo é mundo e se sobreviveu até hoje é porque é mais inteligente que o bem.


Outra charada! O ''bem '' pode ser qualquer coisa, menos inteligente, ele acha que se garante por si, apenas porque é bom. Mas o mal sabe da burrice do bem, por isso existe tanta gente má no mundo.


Nunca tive espírito de competição, mas sei cumprimentar o adversário e reconhecer que não foi o bem que me levou a lona, mas minha burrice. Ser uma boa pessoa sem inteligência, como foi meu caso, é como ser um pedaço de carne sangrando em alto mar, é questão de tempo os tubarões te comerem vivo.



Iara De Dupont

5 comentários:

Benvinda Imoveis disse...

Gostei muito dos dizeres! nunca vou esquecer dessas palavras, mesmo sendo protestante praticante.

Elza bueno neto disse...

O problema está no fato de não conseguirmos fazer o mal se fizermos venceremos mas fazer o mal prejudicar outrem para chegar num objetivo q talvez não seja nem importané simplesmente pelo fato de ter q vencer. Pq ter q vencer? Se o objetivo não é importante não temos q vencer nada.

Unknown disse...

Arrasou!

Anônimo disse...

Nossa, explicou o que tenho pensado ultimamente. Texto maravilhoso!

Arthur Lincoln disse...

Gostei da mensagem, realmente faz sentido. Mas gostaria de enfatizar que existe o bem humano e o bem vindo de Deus. O bem humano é aquele que é executado por interesse, barganha, etc... mas existe o bem que vem de Deus, que derrota a mentira, o engano, a preguiça... e devemos fazer o bem que vem de Deus, não o bem que sai de nosso coração. Nosso coração é enganoso, perverso e mal e mesmo que tentamos fazer o que é bom, cairemos sempre na imperfeição e não conseguiremos ser totalmente amável. Mas quando amamos com o amor de Deus e fazemos o bem com a bondade de Deus, aí sim, alcançamos a justiça de Deus e mesmo que demore, o final sempre será bom. Afinal como termina é que se conta. Aqui na terra tudo é passageiro. Tem gente que troca uma eternidade por 70 ou 80 anos de vida. Um dia tudo vai acabar nesse mundo e restará apenas a eternidade, onde o juízo do Deus eterno reinará trazendo de uma vez por todas o bem através do amor perfeito!!!

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...