ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

23 fevereiro 2013

Quero entrar na caixinha ( Michelle Obama entrou)!



Michelle Obama e a franja da discórdia

Não parece ter missão mais difícil no mundo do que assumir o que se é. Não só fisicamente, mas emocionalmente, espiritualmente, até profissionalmente. Tudo está em caixinhas e temos que entrar nelas, quando não dá aperta tudo, o corpo, a alma e o tempo começa a ser perdido, tentando entrar nas caixinhas.

É duro demais se assumir porque implica perdas e riscos desconhecidos. Tem coisas que não saem, não dão certo, por mais que a gente tente. A essência, o que vem da nossa alma ninguém segura e ao não poder colocar aquilo lá em uma caixa com etiqueta a vida começa a ficar apertada, cinza, nervosa, desesperada.

De todas as caixas que a sociedade me disponibilizou não entrei até agora em nenhuma, apesar dos meus esforços de Hércules. E muito me entristece ver que o tempo passa e não consigo entrar nas caixinhas, reduzindo assim minhas chances de uma vida normal.

Mas o que é uma vida normal? Uma vida como todos, como muitos, como os outros. Não acordo revolucionária todos os dias, tem dias que eu só queria ser normal e ver no dia dia coisas a serem feitas, não sentir que essas obrigações são como bolas de ferro nos meus pés.

As caixinhas dançam na minha frente, minha mãe desesperada pela minha vida tenta trazer outras, sugerir mais algumas, eu tento, às vezes até por ela, mas não consigo me encaixotar. Não consigo chegar ao corpo que dizem ideal, não consigo pensar o que dizem ser certo, não consigo namorar rapazes que todos dizem ser o melhor para mim e não consigo trabalhar em coisas que me sufoquem, apesar de todos me garantirem que as pessoas fazem isso todos os dias e não morrem.

Mas eu não vivo em um mundo onde as pessoas possam assumir facilmente quem são, pelo contrário, a regra do jogo é clara, quem mentir e souber disfarçar leva mais, não importa da onde venha.

E Michelle Obama, esposa do presidente dos Estados Unidos Barack Obama, disse que entrou uma crise de meia idade, 49 anos e queria fazer uma revolução na sua vida, mas como não pode fazer nada, já que como primeira dama sua vida é bem limitada, resolveu cortar uma franja, mais radical impossível.

E organizações que protestam contra essa mania das mulheres de alisarem seus cabelos reclamou, disse que se ela queria fazer uma coisa radical ou uma revolução deveria ter aceito seus cabelos como são, cacheados, sem esse alisamento perfeito.

Como dizer que eles não tem razão? O que ela fez de radical a mantém no sistema, criando uma imagem falsa, caso fosse ela mesma aceitaria seu cabelo natural. Mas Michelle sabe muito bem como a maioria, a caixinha é mais segura do que se aceitar.

Mas quem não sabe o preço de tentar ser o que se é?Muitos acham que só os gays pagam essa conta, mas todos nós também pagamos, também sabemos o preço do que pensamos, do que tentamos conquistar, do que sentimos no fundo da alma. Não tem nada que um ser humano pense ou fale que não tenha preço.

Pra mim entrar nas caixinhas seria ter um pouco de paz espiritual, artigo em falta na minha vida, queria entrar ali e ser feliz um pouco, do lado de fora a vida pode ser muito tensa e árida, eu só queria pensar e ter a aparência que todos dizem ser o certo e sentir as mesmas coisas e achar incrível o que todos acham incrível.

É inacreditável que depois de décadas minha alma ainda me cause um desconforto, nem sempre ela se ajusta a pele, às vezes sobra, às vezes aperta. Parece que o tempo passa e não consigo nem entrar na caixinha nem adequar minha alma ao mundo. E o fio da navalha não é um bom lugar pra viver.

Iara De Dupont

Nenhum comentário:

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...