ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

24 fevereiro 2013

Apesar de tudo vou honrar minha alma




A juventude faz muitos terem suas orelhas furadas, tudo o que entra sai. Eu fui assim, a única coisa que me salvou foi uma memória excepcional, assim lembro tudo o que foi dito mesmo sem entender na época o significado da frase que me diziam.

Em um ensaio de uma peça, uma diretora, Dora, me dava instruções. Eu devia estar bem perdida, não entendia muito bem o que era dito e repetia o erro. Então ela levantou e me disse:
- Vá lá fora e em cinco minutos decida quem você quer honrar nesta vida, ou o que.

Não entendi, mas fingi entender. Era uma peça sobre mentiras que parecem verdades e o contrário, conclui que deveria ser alguma coisa ligada a isso.

Dias depois voltei ao assunto com a diretora e ela me explicou melhor, me disse:
-Em um momento da vida temos que decidir o que vamos honrar, não tem como estar nos dois lados, apenas um vai merecer a nossa vida.

Achei tudo metafórico demais, mas  guardei na gaveta essas frases.
E nos últimos dias algumas coisas mudaram na minha vida,apareceu um rumo diferente e que me causa uma enorme tristeza, amassa minha alma todos os dias como se fosse farinha de pão. E não sei como essa frase da diretora voltou a minha cabeça.

Muitas vezes a vida leva a outras coisas e esquecemos o que devemos honrar. Eu tive que mudar meu caminho, mas não tenho porque honrar esse novo destino. Posso e pretendo passar com toda a dignidade possível e rezando para que os dias se transforme em horas e tudo acabe rapidamente, mas não é como isso que minha conta está pendente, não devo nada a ninguém neste mundo,nem a nada.

O que eu devo honrar até a morte é o que acredito, o talento que Deus me deu, seja ela qual for, é a isso que devo meu caminho. Passar a vida fazendo isso ou aquilo, muitos podem, mas honrar o talento dado é coisa de poucos. Até porque não é o caminho mais simples, pelo contrário, exige o mesmo que uma guerra no inverno, quem não morre no caminho de uma coisa, morre de outra, poucos sobrevivem.

Não condeno, nem julgo quem optou por outro caminho, abandonando o seu talento, mas eu não tenho na alma essa escolha. Desde muito garota decidi que era isso e seria assim até o último dia.

No que dependa de mim Deus não vai se arrepender um segundo do dom que me deu, não serei a escolha que ele vai lamentar. Mesmo porque não acredito que nesta vida alguma coisa possa valer mais a pena do que honrar o que se é.

Diante da mudança repentina, eu aceitei, a duras penas, mas aceitei. Estou ali em corpo e mente, mas minha alma não, calo os gritos dela e me aguento, mas jurei a ela no pé da cruz que ela será honrada, nem que leve mil anos. Porque o que sou não se vende, nem se ajusta ao que querem, não pertence a este mundo, não será cortado e congelado em milhões de pedaços.

Tem gente que decide na vida honrar os pais, os filhos, o país, a sua bandeira. Cada um sabe no fundo do seu coração a quem tem que honrar ou a que.

Eu cometi muitos erros, o principal deles foi esse, esquecer que antes de muitas coisas momentâneas, antes de prazeres fugazes e armadilhas mundanas, eu devo honrar o que me foi dado, antes da minha vontade de sair correndo, está a vontade divina de me fazer ficar e cumprir o acordo, porque no fim é isso mesmo, cada um recebe um talento e tem que cumprir com sua parte.

É uma escolha de cada um, assim como algumas coisas não tem lugar na alma de alguém, na minha não tem espaço para uma vida distante, que me afaste do que recebi. É um dever cumprir com isso, honrar o que recebi, não voltar para casa, seja ela qual for, sem ter aplicado meu talento nesta vida. É mais do que uma questão de honra pra mim, é a única maneira que conheço de viver.

Nunca soube o que queria que escrevessem na minha lápide, mas nestes últimos dias venho pensando nisso e gostaria que estivesse escrito que eu honrei o que Deus me deu. Porque eu sei, como ele sabe, como o caminho tem sido longo, seco, árido, gelado, congelado, eterno, espinhoso, tortuoso, traiçoeiro, profundamente infeliz. Mas faz tempo que eu esqueci que deveria honrar, fazer minha parte. Entrego tudo ao caminho não escolhido, menos minha promessa, tatuada na minha alma, podem colocar os desvios que quiserem, minha alma caminha em apenas uma direção, honrar o que foi dado, porque só isso me consola, me protege, me guia, a certeza de que posso atravessar um campo minado, sem que nada aconteça, guiada pela tênue luz que me mostra que só quem segue sua alma e honra seu talento consegue encontrar um melhor lugar no universo, é a minha sensação de saber que tenho que honrar que me mantém de pé.

Iara De Dupont

Um comentário:

Carolina disse...

Lindo o texto! "Taí" uma questão que vou pensar: quem ou o que eu honro? Obrigada pela reflexão.
Bjos,
Carol

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...