ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

14 dezembro 2012

A diferença entre um covarde e um filho da p...




Segundo os maias muitas coisas vão mudar, em um suposto novo começo de era, a partir do dia 21/12, uma nova perspectiva vai surgir e as pessoas vão deixar muitas coisas de lado. Eu não acredito nisso, simplesmente porque evoluir não é um bom negócio para ninguém. Avançar espiritualmente exigiria coisas que poucas pessoas têm vontade de fazer, como por exemplo regular seu consumo de tudo, já que a matéria prima está acabando e esse consumo desenfreado ajuda a destruir mais ainda. Quem está disposto a abdicar das coisas que conquista?

Se mudanças acontecerem eu gostaria muito de ver o ser humano de uma maneira mais clara, que ele pudesse dizer em alto e bom tom ''Eu sou um bom filho da puta''. Não são todos assim, tem gente neste mundo que tem coração nobre e alma limpa, mas são minoria, a maioria nasce distorcida, com a essência contaminada. Mas saem por aí pagando de gatinhos e negando sua essência, por isso se mudanças vão acontecer torço por essa, uma que nos mostre a todos quem é quem, assim ficaria mais fácil para o mundo.

Não existe nenhum perigo que a  pessoa ao assumir sua filha da putice fique  isolada, pelo contrário, eles são tantos que se protegeriam e acabariam fundando países e provavelmente dominando uns dois continentes.

Me tira do sério essa mania de fazer filhas da putice e depois colocar um sorriso meigo, negando tudo, como se todas as pessoas tivessem dois anos de idade e não sacassem com quem estão lidando.
Tenho uma prima, na verdade tenho várias, que não vale nada. Deu pé em todo mundo, eu inclusive, mas como o mundo é deles, ela roubou até a mãe e hoje mora na praia, levando uma vida de madame, fumando maconha o dia inteiro. Quando eu percebi que tinha sido roubada eu procurei a mãe dela, ainda na minha ingenuidade não sabia que ser bandido se aprende e a mãe dessa moça foi ótima professora. Então contei o que tinha acontecido e a mãe dela disse  ''Isso não é verdade, a única coisa que minha filha quer no mundo é ver todos felizes''.

Achei durante um bom tempo que a mãe da moça era louca, tão louca como a filha, mas acabei por ironia do destino encontrando pessoas ligadas a minha prima e todas tem a mesma versão dela, uma menina fofa, meiga, super doce que se desdobra para fazer todos felizes. Inclusive no aniversário dela em um bar, o marido ofereceu comprar um bolo, mas ela não quis, resolveu fazer brownies de chocolate,e colocou o nome dos convidados,em um por um. Imagina que uma pessoa que faz brownies é capaz de mentir para advogados ou falsificar assinaturas? Isso não existe, onde tem mel não tem filha da putice.

Fazer o quê? Com o tempo me conformei, ela sempre conseguiu escapar da justiça dos homens e de Deus, paciência.
Por isso queria nesse começo de novo mundo que as pessoas pudessem dizer claramente quem são, que não gastem mais açúcar em dizer o que não são.
Pouco tempo atrás cruzei com alguém que falava horrores de mim. Em geral não encano com isso, pelo contrário, agradeço a publicidade grátis, mas em um dia ruim fui lá e falei para a pessoa que já estava de saco cheio do que ela andava dizendo. Rapidamente a pessoa se desculpou e disse que jamais teve a intenção de falar mal de mim, pelo contrário, queria me ajudar dando dicas, porque ela é super do bem e fica mal quando vê alguém que não está como ela, de bem com a vida.

Ora, santa paciência e quem está de bem com a vida fica falando da vida alheia? Não sou tão idiota assim, até respeitaria a pessoa se ela confirmasse que falou mal e falou porque é assim, uma boa filha da puta, mas dando uma de santinha eu não acredito em uma palavra.
Eu não estou em todos os aspectos de bem com a vida e nem por isso tenho tempo de sair falando mal dos outros, vigiando o que eles dizem ou não.

Nunca achei que fosse chegar a esse ponto, mas os filhos da puta não me irritam, me cansam, estou de saco cheio de tantas hipocrisias e dessa mania eterna que eles tem de querer parecer que são anjos caídos do céu.

Filho da puta para ser de respeito tem que ser a pessoa que assume o que é. Quem se esconde atrás do mel, do açúcar, das mentiras, não é um filho da puta, é um covarde, do tamanho de uma formiga, um aprendiz de malandro se achando o dono do pedaço. Mas os covardes não percebem isso e ficam dando pequenos golpes, até que (às vezes acontece) chega a justiça divina e coloca um bom filho da puta na frente deles. Então eles percebem a diferença entre um covarde e um bom filho da puta.

Iara De Dupont

2 comentários:

MiIly Costa disse...

HAhahaha eta Deus ate tu entrou na indignação rsrs, Iara esse mundo é feito de filhos da puta e de covardes, quem se difere disso é que é o errado, quando li a parte da sua prima eu pensei em algumas pessoas que conheço, alguns familiares que tenho, lembrei do meu tio que passou a perna nos imoveis da família e vendo e ficou com a grana e ainda vendeu pra minha mãe a casa que por direito era dela e ainda disse que preferia vender pra ela porque ela era irmã e tinha 3 filhas e precisava garantir o futuro das sobrinhas... Olha que bom rapaz que ele é gente...

G.R. Roots disse...

Se filho da puta voasse, a gente não veria o sol.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...