ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

06 novembro 2012

Estou ansiosa porque o mundo vai acabar ou é normal ser assim?




Saindo de uma festa em uma madrugada, quase amanhecendo, uma amiga me disse olhando para a lua:
-Fico pensando no que a lua deve fazer na gente, se é capaz de mexer o mar e subir a maré imagina o que deve fazer no ser humano.

A verdade é que não estamos apenas a mercê da lua, mas de todos os fenômenos da natureza. E agora com tantas mudanças eu fico pensando de que maneira tudo isso me afeta fisicamente e emocionalmente.

Tem dias que  acordo e acredito mesmo que o mundo vai acabar e acho a ideia ótima, mas em outros dias me sinto deprimida não com o fim do mundo, mas com algumas mudanças que vem acontecendo.

Elas existem desde que o mundo é mundo, mas antes as pessoas não tinham tanta informação, não sabiam que países estavam sendo invadidos pelo mar ou castigados pela seca, ficavam longe de tantas informações e não sabiam as consequências da fúria da natureza.

No México tem muitas teorias sobre a influência da natureza no corpo humano, até porque os mexicanos levaram ao limite a ideia de construir em cima do lado mais imprevisível da natureza, a água. Toda a Cidade do México está construída sobre canais, tudo ali era rio e virou rua. Por isso tantos terremotos, tantas mexidas de terra. O tempo que passei lá eu vivia enjoada, me sentia em alto mar, mudava a alimentação, a água, até que alguém me disse que eram mudanças que meu corpo sentia, de uma maneira ou outra eu sentia as vibrações da água.

E li que um psicólogo disse que 28% da população mundial está sofrendo de ataque de ansiedade pré-fim de mundo. Não sei se estão todos ansiosos pelo fim do mundo, ou pelas mudanças climáticas, os movimentos da água, acho que tudo isso coloca o corpo humano em alerta, como se a terra não existisse debaixo dos pés.

Ao contrário de outros fins de ano não me sinto deprimida, mas sim muito, muito ansiosa. Tenho meu termômetro, a comida. Sei bem quando minha ansiedade dispara e nos últimos tempos me sinto mais ansiosa do que nunca.

Uma amiga diz que nada disso faz diferença, finalmente se o mundo for acabar não posso mudar nada, nem ficar parada esperando acabar, então para que sofrer?

Mas desejo no fundo do meu coração que este ano acabe rápido, pelo menos até agora, a menos de dois meses do fim do ano, não tenho nada para comemorar, foi um ano que ficará na memória como um ano que eu preferia não ter vivido.

Longo, tenso, eterno, rápido, agonizante, triste, depressivo, ansioso, infeliz, sozinho, cheio de dúvidas e dias curtos com noites longas.
Quero sair logo deste ano e de toda essa ansiedade que sinto, como se o mundo se mexesse e eu não pudesse fazer nada.

Quando os astrólogos diziam que o ano novo é bom para renovar energias eu não acreditava, mas agora acredito.
Tenho inveja de quem não sente nada, já conversei com muitas pessoas e grande parte nem sabe do que eu estou falando, não sentem ansiedade, nem mudanças estranhas acontecendo no planeta.

O que for não tenho controle sobre isso e só me resta segurar minha ansiedade. Mudanças acontecem o tempo inteiro e talvez só agora alguns percebam que não estamos sozinhos e a natureza não está esperando o ser humano decidir tudo. Alguma coisa debaixo de nossos pés se mexe e muda tudo, agita nossa alma, causa um desconforto no corpo e um aperto no coração.

Pode ser o fim do mundo, o começo da outra era, mudanças na natureza, pode ser muitas coisas, mas eu sou só uma e tenho uma enorme dificuldade em lidar com tanta ansiedade e tristeza ao mesmo tempo.

De todos os anos da minha vida acho que 2012 será o único ano no meu calendário que não me senti eu, parece que só estou seguindo a corrente, sem fazer nada. Mas o que eu poderia fazer diante de tantas coisas? Nada. Ainda sou uma formiga diante da lua, do sol, dos planetas, da água. Ainda sou quem está aqui neste planeta de passagem, os elementos da natureza são eternos, eu não, meu tempo aqui é curto.

Iara De Dupont

3 comentários:

Flor de Maracujá disse...

Eu pensei que era somente eu que pensava assim... Que otimo que o mundo vai acabar rsrs... Entao, nós realmente sentimos e nos transformamos com toda essa mudança no mundo. Procure sobre crianças indigo ou crianças cristal que vai falar sobre isso. Estava lendo essa semana tbm sobre oque acontece com a sintonia do planeta quando acontece um furacao em algum lugar dele:

http://somostodosum.ig.com.br/conteudo/c.asp?id=12507

Você deveria se sentir previlegiada por sentir o planeta se transformando e nao com inveja de quem nao sente. Pense... Você realmente esta sintonizada com a natureza e o cosmos... Não esta aqui a deriva.
Sabe eu nao queria que o mundo acabasse, mas gostaria muito que acontecesse uma separação, do joio do trigo. Dos bons e dos maus. Dos que querem evoluir e dos que nao estao nem ai pra nada...

Esses "sintomas" que vc esta sentindo, fazem parte da evolução Cristica, do seu despertar divino... Olha esse post: http://www.facebook.com/photo.php?fbid=370916989656121&set=pb.206807786067043.-2207520000.1352221268&type=3&theater

É isso que eu sinto... Tbm acho que algo esta acontecendo...

Beijos!!!

Poeta da Colina disse...

A alma sempre precisa de um marco para deixar as coisas para trás. Seja um fim do mundo, seja um fim de ano, que seja para o melhor.

Fernanda disse...

Eu também já implorei a Deus para colocar fim em tudo (ainda que fosse em mim, acredite...). Mas acho que de tanto levar marretadas dessa vida, ver injustiças acontecendo comigo (principalmente no âmbito profissional, e pior, coisas que não estavam ao meu alcance mudar)eu comecei a testar quase um mantra: "vai dar certo, eu sou forte", coisas do tipo... Não sei quanto a você, mas acredito muito em Deus, e mesmo em horas de falta de fé, eu ainda me apegava a Ele, já que me sentia só em meio à multidão... e aos poucos as coisas foram se encaixando, Ele me ajudando. Mas uma coisa é certa: nada na minha vida é fácil, eu não tenho "peixadas" para nada, tudo que consegui e consigo foi com luta, suor e até lágrimas... Isso fez de mim uma pessoa muito ansiosa e cheguei a um ponto que não consegui controlar e tive que recorrer à ajuda médica, terapia e medicamentos... enfim, a cada ano que chega ao fim, peço a Deus por um novo melhor, ainda que a chegada de um novo ano me cause mais ansiedade ainda... Complicada essa vida... mas acredito que haverá solução.... os justos não podem ficar só assistindo injustiças e sofrendo por elas... Bjs!!! Fê

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...