ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

21 novembro 2012

Esquadrão da Moda: chega de periguetes! (mas eu sou uma)





Coisas estranhas acontecem em lugares estranhos, como televisão. E de repente algumas coisas surpreendem.

Um programa no SBT ''Esquadrão da moda'' recebe e-mails de pessoas que estão cansadas do look de alguém da família ou uma amiga, então o programa seleciona a pessoa, vai lá e coloca na mão dela 10 mil reais para renovar o guarda-roupa, é a cópia de um programa americano.
Mas agora dizem nos bastidores que os anunciantes deram um puxão de orelha na direção e produção, por causa da seleção das pessoas que estão participando. Os anunciantes acham as moças escolhidas ''periguetes demais'' e não falavam da questão comportamental que envolve essa palavra, até porque essa discussão é longa, não, falaram mesmo da roupa que as mulheres estavam usando no programa. Mas isso não neutraliza o machismo dos anunciantes, que querem seu nome ligado apenas ao que eles consideram ''mulheres sérias que se vestem mal, mas não como prostitutas ''.

A ideia do programa não é essa? Mudar a pessoa, dar uma mãozinha de gato no visual dela? Pois é, mas o pessoal que coloca a grana está achando as participantes muito vulgares.

Ah, esses conservadores! De repente alguém esbarra em um copo de água ou alimenta esses gremlins depois da meia-noite e eles aparecem com essas conversas do século XIX.

Por algum motivo, não sei qual, brasileiras são piriguetes mesmo. Não sei da onde vem, mas é a única mulher que fica a vontade com tão pouca roupa, nunca vi coisa igual. São exibidas, gostam de se vestir provocantes e se sentirem sexys. Por mim tá bom, não sou parâmetro, sempre tive um gosto para me vestir meio estilo amish, coberta da cabeça aos pés, deve ser coisa de outras vidas, mas sempre fui assim mesmo, se pudesse me vestia como freira do século XVII. Mas tenho amigas e elas adoram uma blusa decotada, uma saia curta, um salto alto.

Cada lugar tem seu jeito e na maioria deles só Deus explica. Esse programa do Esquadrão funciona bem nos Estados Unidos porque as americanas são mais desencanadas, o que acho melhor, elas não tem problema nenhum em ir ao supermercado vestindo pijamas, mas aqui ainda somos provincianos, ficamos naquela base ''do que o outro vai pensar'', ainda as pessoas se arrumam mais para os outros do que para si mesma.

É a nossa cafonice do dia dia, coisa que herdamos da corte portuguesa, em vez do pessoal aqui ficar usando as roupas mais leves ficava copiando aquele bando de pessoas desocupadas da corte usando roupas europeias. Isso é meio que uma praga na America Latina, a maioria dos países herdou isso de copiar o estilo europeu, como se o clima fosse o mesmo.

Mas sabe como é, o anunciante mandou e assim será feito. Eu acho um absurdo, sei que as pessoas podem melhorar, quase sempre os conselhos são acertados, mas a brasileira tem esse estilo meio periguete de ser, isso vem de alguma parte da nossa cultura que eu desconheço.

Eu não me visto como piriguete, mas isso é porque sou uma alma medieval, prefiro mesmo me vestir como freira do século XVII, mas quando vejo essas meninas vestidas dessa maneira periguete sempre penso que são muito corajosas, porque precisa ser uma mulher valente para sair assim a rua, em um país violento, misógino, machista, onde os homens acreditam que as mulheres são objetos e o ''não'' quer dizer ''sim''. Existe tanta violência que as vezes eu admiro essa maneira de vestir, porque mulheres são livres para se vestirem da maneira que quiserem, sem que isso signifique nenhum convite a nada, mas os homens não sabem disso, ignoram os direitos da mulher e conforme a roupa eles acham que é um convite a violência. É assustador pensar que é assim no XXI, mas infelizmente ainda é, mesmo a sociedade reconhecendo os direitos da mulher, as pessoas ainda julgam ela pelo o que veste, tem roupa de ''senhora séria'' e tem roupa de ''mulher perdida'',como se isso fosse possível ou aceitável julgar uma mulher pela roupa que veste.

Acho uma pena que esse programa do ''Esquadrão'' mude, vai ficar conservador. Agora não sei onde vão achar meninas francesas para dar um jeito no seu visual, porque brasileira é daquele jeito mesmo, feliz e colorida para se vestir, vão ter que procurar estrangeiras.

É alguma coisa no ar daqui. Não precisa ser periguete para se vestir, a pereguitice pode se manifestar de outras maneiras. Eu por exemplo, adoro perfume forte, não conheço coisa mais periguete do que isso. E morei uns tempos fora daqui e só lembrava do meu cabelo na hora de comprar o xampu, mas assim que coloquei os pés no Brasil fui invadida por uma sensação periguete e mesmo não usando muitos químicos, nem produtos, ainda assim sempre que passo em drogarias com muitos produtos para o cabelo não resisto dar uma olhada. Às vezes vou as Lojas Americanas comprar chocolate e chego lá e tem promoção desses produtos para o cabelo, rara vez resisto, se estão bem baratinhos eu compro, é meu lado periguete, me preocupo às vezes com meu cabelo como se ele tivesse vida própia.
Fazer o que ?É parte da essência, toda a brasileira tem seu lado periguete. E agora o programa vai ficar mais chato do que já era, porque vão querer dar conselhos de moda a pessoas que são ultra conservadoras, imagino que vão vestir a todas de burca.

Sempre que vejo alguém periguete me passa a mensagem que gosta de se divertir, de se arrumar, de ser vaidosa. Essa é a grande qualidade de todos os brasileiros, a gente gosta da farra, já gostava de pobre, imagina agora que somos todos ricos. A tendência é esse programa ir pro brejo, porque é melhor sair para se divertir do que perder o tempo com conselhos conservadores. Eu jamais renunciaria aos meus perfumes, é meu lado periguete, é isso que me diverte e finalmente estamos aqui pra isso.


Iara De Dupont

4 comentários:

Flor de Maracujá disse...

Minha irma e minha prima ja disseram varias vezes que as roupas que o esquadrao da moda ensinam a usar é um padrao americanizado...
Uma coisa que eu nao concordo é algumas pessoas que dizem que "aquela mulher é bonita pq se veste bem". Isso nao existe. A pessoa nasce feia ou bonita e depois quando cresce, estara bem ou mal arrumada...
O programa vai virar um programa evangelico. Ja era chato, vai ficar mais ainda!

Anônimo disse...

Engraçado é que é muito blazer, cardigan, calça de tecido grosso, roupa social, o que eu vejo é sempre um estilo muito executiva, tudo bem que também meio europeu.
Mas o que me choca mesmo é que as vezes a mulher/moça que está no programa é dona de casa, recepcionista, radialista, estudante.
E as roupas são sempre tipo sociais. Sóbrias, até os color block da parada é tipo socialzinho. Jeans e camiseta que é bom nada né. E a porra do salto? Caralho as vezes a diaba da mulher anda o dia inteiro e vai andar de salto cravejado na pedra, aff;

Fernanda disse...

Concordo em partes...o modo de se vestir não define caráter... mas me assusto quando vejo por exemplo, num frio de matar, mocinhas de top e shortinhos curtos... será que não sentem frio? E a "periguetice" para mim, é o modo de agir, sentar, conversar... eu não me acho periguete nem quando vistou um short com camiseta com decote, pois mesmo com esses trajes, tenho postura. Muito diferente de algumas mulheres que vestem terninhos, mas até o olhar é vulgar.
Ah, e só uma observação no post da "Flor de Maracujá": o conservadorismo que tende permear o programa, está longe de torná-lo evangélico... essa noção de que mulheres evangélicas se vestem cobertas da cabeça aos pés é coisa de gente desatualizada, ou que acredita nos "estereótipos" criados por novelas e afins. Mulheres evangélicas se vestem normalmente, jeans, decotes, vestidos acima do joelho (curtos!), shorts, biquínis, lingeries ousadas fazem parte dos seus guarda-roupas... pode acreditar. É o que mais vejo.

Fernanda.

Anônimo disse...

sim as roupas que escolhem são bonitas, mas temos que pensar no poder aquisitivo daquilo, não adianta vc comprar uma blusa básica no brás e uma básica da chanel, o tecido é diferente, o caimento é diferente, sem contar a pessoa que usa, em casa tenho um bom exemplar disso, eu preciso comprar coisas caras e tecidos bons para ficar mais ou menos, já minha linda e alta irmã, qualquer brás fica lindo nela, acho que é o estilo da pessoa, ela tem e eu não kkkkkk, a corpo dela é de modelo, rosto e cabelo, eu sou uma simples mortal kkkkk, tudo o que uso dela, fica estranho parecendo que comprei na barraca da feira, e pra ela fica super chique. Então se pegam pessoas no programa para ficar chique, é pq a roupa é boa, o cabeleireiro é bom, e a maquiagem tbm, mas não vamos acordar todos os dias, e fazer tudo isso para ficar dentro de casa limpando, cozinhando, e ai tem que sair correndo no mercado pq vc esqueceu de comprar sal, quem vai se produzir toda pra ir no mercadinho? então são coisas que valem só para quando vamos sair, fora isso não dá pra fazer nada kkkkk

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...