ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

31 outubro 2012

O dia das bruxas e a gaveta que eu abri



Nem sempre lembrar é viver de novo
Deve ser culpa das gavetas. Mas de vez em quando, com espaços de décadas, eu resolvo limpar um pouco elas. Perco mais tempo lendo do que limpando. E no fim fico com dó de jogar algumas coisas foras e parece que deu no mesmo, continua cheia.

E acabo chegando sempre a mesma conclusão, agradeço aliviada quem saiu da minha vida, só iria piorar ela se tivessem ficado, mas também tem casos que eu lamento terem terminado.

Essa sensação de ''podia ter dado certo'' às vezes me persegue. Principalmente quando penso em uma pessoa. Nunca foi o cara perfeito, mas podia ter dado certo, simplesmente porque meus piores defeitos passavam batidos para ele e os piores dele não me incomodavam. Acho que isso é o segredo do sucesso.

E não deu porque ele não quis, eu tentei até o último minuto, mas ele dizia que estávamos em freqüência diferentes, eu queria um namoro legal, sério e ele ainda queria curtir, só nisso destoávamos, no resto a gente se dava muito bem.


Minha mãe diz que ele deve lamentar mais do que eu, porque foi ele que saiu perdendo. Às vezes acho que ela tem razão. As pessoas acreditam que a curtição é o máximo, mas um dia percebem que tudo é igual, a conversa das paqueras é a mesma, as expectativas, os rolos, não muda nada. É tão igual que me surpreende como algumas pessoas que vivem nisso há anos não tenham morrido de preguiça.


Um amigo me disse que é o instinto de conquista do homem que faz muitos serem mulherengos, mas eu acredito que todos nos cansamos dos nossos instintos um dia ou talvez sou eu que tenho preguiça de conversa mole e paquera furada.


O homem vai a um bar e paquera uma garota, como são de rápidas as coisas hoje em dia existe uma possibilidade enorme da paquera terminar na cama e no dia seguinte cada um segue seu caminho, às vezes nem é no dia seguinte, a coisa termina horas depois. Então talvez ele faça isso uma vez por semana, nas sextas ou sábados, seriam quatro vezes por mês, 48 vezes por ano.


Putz, que sono que me dá. Ter que repetir a mesma conversa durante 48 vezes por ano, apenas para satisfazer o espírito da conquista.


E esse que eu gostava nem era tão mulherengo assim, mas ficou meio traumatizado por uma relação anterior e não quis mais saber de namoros sérios.

Uma pena mesmo.A gente teria dado certo.

Mas devo estar lembrando dele hoje porque é noite de bruxas, Halloween. Diz a lenda que essa noite tudo se mistura, os vivos e os mortos, por isso as pessoas vestem fantasias, assim ninguém sabe quem é vivo ou quem é morto.


Acho que ele ainda está vivo para mim e lamento mais a sua ausência do que quero aceitar. Mas tudo na vida é sintonia e não estávamos na mesma sintonia de futuro, se eu quisesse só curtição estaria com ele até hoje, mas infelizmente minha natureza nunca permitiu essa flexibilidade de pensamento e perdi alguns amores no caminho por isso, por não aceitar esse jogo de relacionamentos abertos e cada um curtindo pelo seu lado e de vez em quando curtindo juntos.


Minha avó dizia que a gente tem que se arrepender do que fez, não do que deixou de fazer, é melhor pedir desculpas do que ficar na dúvida.


Não me arrependo da decisão que tomei, de não seguir com um cara que só queria curtir, mas lamento o preço que paguei.


E tem gente que diz que adoraria saber o que acontece nos laboratórios da NASA, eu queria mesmo saber o que acontecia na cabeça dele e o que ele realmente pensava sobre o que estava acontecendo.

Quando começo a divagar com isso um amigo logo me lembra uma certeza do coração humano, quando alguém vai embora é porque não gosta e ponto final, não tem mais argumentos.
É verdade, quando alguém não nos quer é porque não gosta.

Hoje é o dia das bruxas, esse momento onde tudo se mistura e nada parece real. O que já morreu parece vivo e o que está vivo parece morto. Por isso lembrei dele. E ainda no fundo da minha alma espero que ele lembre de mim, nem que seja para lamentar o que não deu certo, mas eu não sei dizer se o que sinto por ele está vivo ou está morto. É o dia das bruxas mesmo.


Iara De Dupont


Um comentário:

Penny Lane disse...

Seu amigo está certo quando diz que quando alguém vai embora, é porque não gosta e ponto.Eu nunca namorei, já me relacionei por pouquíssimo tempo, mas senti na pele esta frase.

Se você terminou porque achou que não era aquilo que queria, ótimo.Isso aí se chama respeito por si mesma.Se ele lamenta ou não, o problema é dele.Bobo é ele que deixou de ter um relacionamento legal com uma pessoa adorável,que gostava de verdade dele, e pra quê, no fim das contas? Para curtir? Tenho sono de pessoas assim, sério...

Eu sinceramente não entendo esta palavra "curtir".Não julgo quem o faz, mas acho sem graça e enjoativo.Enfim, cada pessoa com sua cabeça...

Procure não ficar remoendo este sentimento.É chato? É.Saber que poderia ter dado certo , mas graças àquele alguém não deu, é chato demais! mas se não tem mais jeito, exorciza logo.

Com certeza uma hora aparece um cara legal que vai saber curtir a vida AO SEU LADO ;D ( frase clichêzona, mas se tiver que acontecer, vai acontecer!)

bjs

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...