ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

25 setembro 2012

Vladimir Herzog :a justiça ainda não foi feita




Vladimir Herzog,ainda esperando a justiça,onde quer que ele esteja


No Brasil somos os super-meigos,assim fica chato bater o martelo na mesa,preferimos todos felizes.
Uma vez minha tia,falando da minha prima que tinha literamente colocado fogo na caixa d´água disse-Tua prima só quer ver todos felizes,fez isso pelo bem de todos.
`Fez isso ´significava na época roubar a mim e ao meu irmão,mas enfim,ela queria ver todos felizes.
No Brasil isso vale para tudo,medidas mornas para manter todos os envolvidos em alguma questão tranqüilos,o país quer ver todos felizes,evitando assim as punições.
Essa semana a justiça retificou o registro de óbito do jornalista Vladimir Herzog,que foi morto durante a ditadura em 1975 e tinha sido declarado como suicídio,com umas toscas fotos apresentadas a imprensa.
Como Vladimir era judeu isso envolveu muitas coisas,os judeus tem a tradição de enterrar os suicidas nos cantos do cemitério,em uma ala afastada,mas graças a intervenção de um rabino isso não aconteceu com Vladimir,mas o rabino teve que enfrentar os militares e a família sofreu muito com tudo isso.
Vladimir era diretor de jornalismo da Tv Cultura.Foi levado pelos militares para um interrogatório,apesar de como todos não ter nenhuma acusação pesando contra ele.Foi barbaramente torturado e morreu.
Depois apareceram as fotos dele pendurado na cela,como se tivesse cometido suicídio.
E agora,depois de uma longa batalha judicial,a justiça aceitou mudar o óbito e registrar que ele morreu por maus tratos durante sua prisão.
Isso é bem Brasil,uma mudança morna no óbito,para acalmar a família e dar uma explicação aos meios de comunicação,que estão de olho nessa Comissão da Verdade.
Entendo a postura da família e acredito que eles tem que lutar pelo o que eles acham correto em relação a memória do pai,mas o país merecia muito mais do que uma mudança no óbito,merecia o nome dos culpados,quem deu a ordem e se ainda estivessem vivos mereciam ser arrastados pra cadeia.
Justiça seria punir os militares,agora só mudar o óbito de uma pessoa inocente pode aliviar a dor da família,mas não honra o país,pelo contrário,continua envergonhando a muitos ver como os militares são protegidos pelo sistema.
Mudaram o óbito dizendo que ele morreu pelos maus tratos?Então que acrescentem o nome dos torturadores,quem maltratou ele até ele morrer.
Porque deixar escrito assim `maus tratos ´tira o peso do que realmente aconteceu ali.
Foi a Comissão da Verdade,instaurada pela Presidente  Dilma que conseguiu essa mudança no óbito,mas é muito pouco perto do que deveria ser realmente feito,é como dizer que a pessoa foi assassinada e omitir o nome do assassino.
Não vamos andar pra frente se continuamos em um sistema que cobre as costas dos militares e seus assassinatos.O dano que eles causaram a este pais é infinito e ainda existem 3.500 famílias que desconhecem o paradeiro dos seus filhos.
Recentemente um avó argentina do movimento Avós da praça de Maio,disse em uma entrevista que trinta mil pessoas desapareceram na Argentina durante a ditadura,entre elas quinhentas crianças,das quais pelo menos cento e três já foram identificadas graças as campanhas e os exames de DNA,mas a avó lamenta os avanços tão lentos e diz- `É possível pensar hoje que talvez se consigam reunir todas essas crianças roubadas dos pais com suas famílias verdadeiras,mas sei que vou morrer sem ver um militar ser punido por isso ´.
Isso dói e ainda nem estamos falando do Brasil,já que a Argentina e Chile estão anos luz de nós,porque tem conseguido mais coisas em relação a ditadura,conseguiram abrir arquivos e recentemente em Chile conseguiram exumar o corpo do presidente chileno Salvador Allende que tinha sido morto pelos militares,que também insistiam em suicídio.A pericia comprovou que ele realmente se matou,mas não precisa ser bruxo para saber das conseqüências caso a pericia tivesse confirmado que ele foi assassinado.O Chile está em um momento tenso e com estudantes fazendo protestos,qualquer coisa que levantasse essa questão poderia levar o país a beira de um colapso.
E aqui fica papelzinho pra lá,papelzinho pra cá e não acontece nada.
Fico feliz pela família Herzog que conseguiu vencer outra batalha,mas também fico envergonhada de viver em um país que ignora um passado obscuro e tenebroso e deixa tantas famílias sem respostas.
Como nação merecemos mais do que um óbito modificado,merecemos os nomes dos assassinos e que sejam punidos.Papéis não mudam nossa história,só quando a justiça for feita que vamos poder escrever um novo capítulo.Até lá somos um país que escondem as vítimas e protege os assassinos.



2 comentários:

COISAS DA NEFASTA disse...

vc podia botar um daqueles trecos de curtir ou gostei por aqui porque a gente lê todos com cerveja, mas não é todos que a gente quer tipo, comentar alguma coisa, tem texto que a gente concorda, em numero, grau e não tem o que falar, daí uma mãozinha pra cima ou um "x" em gostei ja seria uma boa rs...táh, confesso, tow querendo adiantar meu lado, preciso botar quase duas semanas e meia de leitura em dia kkkkkkkkkkk...acabei comentando kk

COISAS DA NEFASTA disse...

heym vc bem que podia colocar por aqui aquelas mãozinhas de curtir, ou caixinhas de gostei, essas coisas rs, tem hora que a gente lê o texto concorda em gênero, numero e identidade com a coisa e não tem o que comentar a mais sobre isso...uma caixinha dessas faz a gente opinar sem delongas desnecessárias como estas kkkk...tá, tow tentando me favorecer kk, 2 1/2 sem ler seus post's e literalmente correndo contra o meu tempo pra me atualizar por aqui kkk...eu era feliz quando estava no nivel de acordar e apenas esperar o proximo post kkkkkk.kbei comentando kkk

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...