ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

12 setembro 2012

Roberto Justus mostra seu objeto preferido (a mulher)

Roberto Justus e Ticiane Pinheiro
Tem gente que diz que ignorância é uma bênção. Em alguns caso imagino que sim, como por exemplo os nuggets, é melhor mesmo não saber como são feitos.
Mas em um muitas coisas ignorância é uma prisão mental, que limita qualquer movimento.
Eu cometi muitos erros em relacionamentos e não entendia porque sempre era a mesma coisa. Procurei psicólogos, terapeutas, psicanalistas, qualquer coisa que me ajudasse a parar o trem que era minha vida amorosa.
E só consegui ser livre, cortar todas as cordas,quando comecei a estudar mais seriamente o feminismo.

A minha ideia de machismo era aquela bem básica, machistas são homens ignorantes, que batem e matam as mulheres. Como eu sempre namorava homens cultos e sensíveis me achava fora desse radar de violência, já que eles nem gritavam, falavam tudo baixinho.

Pois é, mas estudando percebi o que se chama de machismo invisível, aquele velado, que dá tapas com luva de pelica, amassa, humilha, tortura, mas tudo tão discretamente e tão bem feito que você não percebe que está sendo triturada psicologicamente.

E hoje de tarde vi uma coisa que apertou meu coração, ver uma mulher mergulhada na mais profunda ignorância me deixa sempre muito triste.


Liguei a televisão e estava lá Ana Hickman entrevistando Roberto Justus, peguei o final da entrevista, onde ela pergunta o que ele mais admira na mulher, mesmo sendo a pergunta ampla, ele foi rápido - O bumbum perfeito.

Ana perguntou o que ele não gosta e ele respondeu - Os pés são feios, pé de modelo né?
Em seguida entra sua mulher Ticiane Pinheiro, dando uns pulinhos, sorrindo em um minúsculo vestido e ele mostra os braços dela e diz:

- Olha que braço bem torneado!

Depois mostra as pernas dela e diz:

 - Já mandei o personal trainer dela engrossar essa coxa.

Ela resmunga, faz biquinho, mas fica quieta.

Fiquei horrorizada de ver um homem dizendo na frente da esposa em rede nacional que já mandou seu personal engrossar as coxas dela, como se fosse um animal em exposição.

Eles tem seis anos de casados e uma filha, mas Ticiane não teve nenhuma qualidade importante para ser lembrada, apenas a bunda perfeita. Os defeitos também não mereceram nenhuma menção, apenas os pés feios.

Me senti enojada. Se meu namorado fizesse isso e nem precisava ser em um programa, podia falar de mim assim na intimidade, tudo acabaria ali, porque não sou um produto, não sou um objeto, não sou uma boneca inflável, não sou uma bunda.

Ticiane na casa de Roberto é apenas parte da decoração, mas como ele é nobre e boa pessoa aceitou ela, mesmo com os pés feios.
E ela lá, no alto da sua ignorância, achando que ele só falava aquilo porque ama ela loucamente, porque está apaixonado.
Meus namorados também falaram do meu peso como um defeito e eu também achei que era por amor que eles diziam isso, na minha inocência não via o machismo e a loucura de querer controlar meu corpo e me tratar como brinquedo.

Ticiane pelo menos é jovem, vai ter tempo para acordar, até porque sendo tratada como gado em exposição não deverá ter vida longa na estante de Roberto, ela tem 34 anos,em 6 vai ter 40, o tempo máximo para essas mulheres objetos e logo ela será trocada por uma de 25.

E Ticiane não tem culpa, no dia do seu casamento sua mãe Hêlo Pinheiro, disse emocionada a Roberto - Te entrego a menininha e faça dela uma mulher.

Ela foi entregue como um objeto e qualquer produto tem sua garantia. E Ticiane pode sofrer quando acabar, mas vai perceber que é livre e talvez até sinta vergonha dos dias que foi maltratada em rede nacional.

Um dia  ela vai crescer como todas e perceber que é um ser humano, uma mulher completa, com qualidades e defeitos, não uma boneca dançando em um vestido caro.

Iara De Dupont 



4 comentários:

Anônimo disse...

Iara, vc pega cada cena na TV! Por favor, me avise qdo achar estas pérolas! Entao ele já mandou engrossar as pernas. Isto é um aviso! :D Olha, a violência que é feita baixinho, sem gritos nem pancadas, chama-se violência psicológica e mtas vezes é mais danosa q a V.física . Ela poda, mina e fragiliza a pessoa, de maneira que esta tem sua auto-confiança e estima destruída, tornando-se assim mais vulnerável até às agressões físicas e sexuais

Anônimo disse...

Continuo gostando dos seus textos. Bj Lu.

Nina disse...

Que percepção a sua! Vi essa entrevista no youtube e achei ela uma mulher muito triste... De verdade! Com medo até de falar alguma coisa e ele não gostar. Não sei se ela realmente o ama e vice-versa. Mas me pareceu que ela só está ali pelo conforto que o dinheiro pode pagar. Espero estar errada e que ela desperte logo desse mundinho que não me agrada em nada. =/
bjo!

cecilia Chrivas disse...

Não é de se estranhar que um homem como o Justus pense assim! Ele é a personificação da linha marchista, um velho milionário que paga caro para viver rodeado de mulheres jovens e fúteis! Nada mais justo para o Justus.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...