ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

20 julho 2012

Rosane Collor prova a teoria do tempo que leva tudo embora



Rosane Collor: adianta estar morrendo de ódio?
Semana passada a Rosane Collor deu uma entrevista ao Fantástico.Com problemas de pensão e ameaças do seu ex-marido,o ex-Presidente Fernando Collor, ela queria claramente mostrar o poder que ainda tem,a atenção que ainda chama,então se ele não ceder as questões que ela quer, outra entrevista com denúncias sérias pode rolar.
O que me chamou a atenção foi que para evitar fazer denúncias políticas, ela recorreu a um assunto que fascina as pessoas e daria audiência,daria a impressão que ela realmente foi honesta e falou sobre o ex-marido.
Foi logo falando das cerimônias que eles faziam, especialmente ele,de rituais de magia negra que envolviam o sacrifício de animais, bois, galinhas. Ela garantiu ter participado de alguns,mas quem era bom nisso era ele,até dormia uns dias nos lugares dos rituais para fortalecer o pedido.
Bom, ela não disse nada demais.Magia negra sempre esteve ligada ao poder, pelo menos em rumores.Mesmo assim ela pensou em se salvar de futuras critícas e logo mencionou Jesus,para não deixar dúvidas que ela é do bem.

Achei triste ver como o tempo derruba até nossos melhores sentimentos.O que ela fez ou não com ele não tem a menor importância para o país hoje,vinte anos depois não significa nada saber se ele matava ou não animais nos seus rituais.
Até duvido de denúncias políticas, se elas teriam alguma força, não sei se mudaria alguma coisa.
O tempo é assim, varre tudo e as coisas ficam parecendo minúsculas.Anos atrás seria uma denúncia séria de um ex-primeira dama em relação ao seu marido,um presidente odiado e tirado do poder no auge da democracia.Hoje o que ela disse parece coisa de casal que acabou mal a relação e ela sofre como muitas a perseguição do ex.

Tudo é levado pelo tempo, tudo vira pó.Tenho o que eu vivi,bom ou ruim,mas a opinião que eu possa ter sobre meus ex hoje não significa nada, nem para eles.
Preocupa saber que Collor segue no poder,mas ele não seria nem o primeiro nem o último lá dentro a se valer de macumbas para conseguir algumas coisas.
E essas macumbas funcionam? Acredito que não, caso contrário ele estaria até hoje na Presidência.
Deprimente demais ver uma pessoa falando assim do seu ex.Em caso de processo,de revisão de pensão, de medida preventiva para ele não chegar perto e tal, esse argumento de magia negra nem entra no processo, não tem significado nenhum.

Mas o que vale para ela vale para todos nós.As coisas tem seu tempero na hora, no seu tempo,quem reclamar, vai ali na hora, quer sair,sai,mas vinte anos depois não fica nem um rastro para contar a história e tudo parece tão distante que não faz sentido.
Somos o que vivemos ali, na hora.O depois só serve se alguém quiser contar uma história besta para os netos ou tiver bala na agulha para ir a um programa empalhado de televisão no domingo a noite.De um jeito ou de outro é história morta e quem se importa com isso?


Iara De Dupont





Um comentário:

Anônimo disse...

Você não está falando como uma escritora, Iara! Um escritor não pode ser indiferente ao valor da sua própria experiência. É a justamente a literatura o que transforma os sentimentos fugazes e particulares em lição de vida universal.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...