ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

21 julho 2012

Pior do que um americano louco é a polícia brasileira!





Até a Madonna  gosta de armas!


A tragédia da globalização é que ficamos assistindo o que acontece na casa do vizinho em vez de fazer faxina na nossa.
Um americano entra em um cinema e mata 12 pessoas.Já vimos esse filme antes e ainda vamos ver mais.É um problema cultural deles, um país de alma bélica, adoram guerras e tem orgulho de poder comprar armas em supermercados.
Para variar entrou em uma seção de um filme super violento,Batman, bem como os americanos amam.Nunca vi ninguém entrar em algum filme sobre Buda e mandar bala na audiência,parece que precisa mesmo de um filme terrível para se entusiasmar e matar todo mundo.
Os americanos agora levantam esse debate de ter ou não armas,mas no fundo discutem isso para parecer que são conscientes,mas eles mesmos não querem deixar suas armas nem seus filmes violentos.
Se eu ainda fosse humanista ficaria chateada com essa tragédia,mas não sou mais e estou mais preocupada com o que acontece no Brasil do que em um cinema americano, a famosa tragédia anunciada.
Os jornais brasileiros dedicaram horas e linhas a tragédia americana.E a tragédia brasileira?A polícia de São Paulo está abrindo o champanhe,com essa confusão dos americanos os brasileiros vão esquecer as recentes mortes em blitz que aconteceram aqui em São Paulo e a imprensa vai dar uma folga.
Tem tragédia pior do que essa, um país que não tem uma polícia preparada? Tem coisa  pior do que um cidadão não poder confiar na polícia e morrer de medo deles?
São Paulo é um estado entregue a políticos higienistas que mandam executar mesmo, sem perguntar, qualquer pergunta eles preferem fazer a família do falecido,antes não, eles só atiram.
Um publicitário em São Paulo não parou o carro na blitz e foi executado. Bom, eu conheço gente que não pára o carro em blitz, porque com essas conexões suspeitas entre polícia e bandidos nunca se sabe se é uma blitz oficial ou um seqüestro relâmpago,com bandidos usando carros e roupas de policiais.
Isso aconteceu várias vezes, então o cidadão vê a polícia e não sabe mais o que fazer, pára o carro e se arrisca a ser seqüestrado ou continua e morre fuzilado?
O assunto já foi para o vinagre,agora para os meios a tragédia americana parece mais interessante.
E quem se importa com a polícia de São Paulo? Todos sabem do número alto de execuções em periferia, neste caso do publicitário a coisa veio a tona porque foi em região nobre com uma pessoa classe média, mas quem mora em periferia sabe que isso acontece todos os dias.
Os americanos tem jovens nervosos com o dedo no gatilho e nós brasileiros,que temos uma polícia nervosa com o dedo no gatilho?
Nós pagamos essa polícia sinistra e violenta,que sai atirando e depois planta droga no carro da vítima como se isso justificasse a execução.Foi nosso voto que colocou em São Paulo uma administração de princípios nazistas e violenta ,o governador e suas idéias perturbadas  não chegaram ao poder por telepatia,as pessoas votaram nele.
Nem isso sabemos escolher.Nos Estados Unidos eles pagam as conseqüências de uma cultura violenta, de filmes, séries,todas propagando cada vez mais violência e nós aqui no Brasil?
Pagamos o fato de não saber votar, de não poder contar com uma polícia preparada e de um cidadão ser executado apenas porque a polícia tem ordens para atirar.
Morreram 12 pessoas no cinema americano? Em São Paulo morrem 22 jovens por dia em circunstâncias sinistras.
Mas isso é tão comum que não nos fascina, o que queremos saber são os detalhes da chacina americana, essa sim parece coisa de cinema.Já a nossa polícia é uma realidade, que preferimos esquecer assistindo a tragédia do vizinho.





Um comentário:

Poeta da Colina disse...

A revolução segue não televisionada, e o tiro que passa pela janela não é nossa preocupação é de outros. Como se esses outros não pudessem ser nós mesmos. Eis a sociedade.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...