ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

05 julho 2012

Os mexicanos riem, os brasileiros comemoram e os dois estão na pior


Só damos risada, já que a cara de palhaço ninguém tira de nós
Assunto chato é assunto chato, então é melhor evitar.E quando esse assunto atinge nossos bolsos? A gente faz piada e depois comemora.
Praga de países pobres é a piada, adoram fazer piada com tudo.Primeiro é a piada, depois a farra, a festa, o grito.
Quase eleito, ainda não, porque vão recontar os votos, o candidato a presidência do México, Enrique Peña Nieto foi meses atrás a uma feira de livros.Perguntaram para ele quais eram seus três livros favoritos.Fazendo justiça a qualidade dos políticos de países de terceiro mundo ele se enrolou e não soube dizer.
Virou piada nacional.Horas foram dedicadas em programas de radio e televisão.Todas as piadas foram ditas.
Mas antes de ser candidato a presidência, ele foi governador do Estado do México e se envolveu em alguns escândalos, um deles, terrível, quando comerciantes de uma área pediram algumas mudança, já que trabalhavam nas ruas. Foram fazer uma passeata pacífica, mas o governador não gostou e mandou a policia descer o sarrafo neles, em um episódio vergonhoso, sangrento e assustador, que terminou com pessoas mortas, torturadas, estupradas e nenhum policial foi punido ou afastado.
Disso os mexicanos não falam, o assunto foi para a gaveta.Tema chato, longo, penoso, vergonhoso, então ele some.
Já aqui no Brasil quando não tem a piada tem a festa, como a de hoje com o jogo do Corinthians e o Boca. De tarde fui ao supermercado e estava lotado, pessoas na fila comprando cervejas e batatinhas. A cidade quase parada e agora todos surtando, já que o Corinthians ganhou.
Não critico futebol porque não conheço, não entendo e não assisto.O que me chama a atenção é o silêncio que damos a coisas importantes e o barulho que fazemos com coisas que não são tão importantes.
Para os torcedores é fundamental sim.Mas e amanhã ? Fora os investidores no time, dirigentes, jogadores, ninguém ganha um centavo com isso e a vida de nenhum torcedor vai melhorar com ou sem taça.
Mas quem se importa com isso ? Eu me pergunto, quanto o torcedor gasta em impostos na sua inocente cerveja ?
E quem vai ao Estádio ? Tem bom transporte público até lá ? É seguro ? Quem vai de carro tem onde estacionar ou fica na mão de flanelinhas suspeitos ? O preço do ingressso é justo ?
Muitos dizem que jogos são o ópio do povo, que o governo adora porque desvia a atenção de coisas importantes.
Estamos aqui, comemorando a vitória do Corinthians, no meio de grandes escândalos de corrupção, de impostos altos e de uma não tão discreta inflação.
A cerveja de ontem não custa o mesmo que a de hoje.Isso não merece a atenção, mas o jogo sim. A energia  é gasta em apoiar o time, gastar o pouco que se tem em ir até lá, sofrer, gritar, mas os nossos direitos não tem a menor importância e ninguém sairia de casa para lutar por eles.
Para um jogo pessoas se organizam, fazem caravanas e provam a força da união.Na hora da exploração somos todos seres individuais, desconectados uns dos outros e os direitos são um problema de cada um, não de todos.
Os mexicanos fizeram tanta piada com um candidato que não lê que agora ele virou o presidente deles, ou seja, parece que o presidente vai rir por último.
Já no Brasil gostamos tanto de comemorar, somos tão fanáticos de futebol, que não estamos preocupados com mais nada, queremos nos divertir.Os políticos agradecem, os mexicanos deram muita risada e nós brasileiros comemoramos tudo, por isso somos terceiro mundo e somos dois países na merda.







Um comentário:

Anônimo disse...

Hoje vi pela televisão um torcedor eufórico tomar a frente do cinegrafista e dizer: " - Minha namorada me trocou por um idiota mas eu não me importo, porque o Corinthians é campeão!"

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...