ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

03 abril 2012

Para escrever besteira basta estar vivo!




Pelo menos uma vez por semana aparece um novo livro   sobre traição. Por que os homens traem? Por que a mulheres traem?
Psicólogos, psicanalistas, psiquiatras, sociólogos, antropólogos e místicos , todos querem desvendar o mistério. Quem desvendar ganha um prêmio, já que resolveria um problema enorme que atormenta a humanidade.

Na minha humilde opinião acredito naquele ditado que diz: Para morrer basta estar vivo.

Para trair, errar, mentir, tentar de novo, enganar, basta estar vivo. Não digo que todos são traidores em potencial, mas a natureza humana é, ela vive em ciclos misteriosos que nem nós entendemos.

Cada dia as pessoas tem mais noção de que estão presas  a  leis e  impostos. São obrigadas a controlar seus impulsos, ser educadas, manter a hipocrisia no limite do suportável, evitar comidas gordurosas, cigarro, drogas e bebidas. Mas a natureza humana não obedece comandos e é curiosa, sempre pagando para ver.


Um dia também achei lindo o eterno na palavra. Achava possível, viável, quase palpável. Quem eu quis, eu quis para sempre. Mas eu era novinha, cheia de idéias e sem nenhum conhecimento da vida. Era de espírito fiel e leal. Usava o mesmo perfume, acreditava nas mesmas coisas.

Mas depois de tanta dor e golpes na parede, onde vi os calendários caírem na minha frente, entendi que sou volúvel, sou mutável e tudo isso apenas porque estou viva. 
Não posso mais jurar o eterno a ninguém, porque não sei se amanhã serei a mesma de hoje. Nem compro mais o mesmo perfume, pelo contrário, agora coleciono e uso conforme meus humores.

A natureza humana é um rio, não tem linha definida, tem que dar a volta as pedras, descer, encontrar, se perder. Os amores são isso, são parte desse caminho, nem sempre resistem a longa jornada.


É possível ser fiel a alguém? Não sei. Imagino que para muitos isso seja possível. Para mim não. Não sou mais fiel nem a mim. O que jurei ao pé da cruz não vale mais, já mudei de ideia. Eu seria capaz de trair? Não sei. Nunca trai e jurei nunca fazer isso, mas todos os meus juramentos foram reciclados.


A natureza humana é inquieta, o mundo é enorme e a sensação de estar preso a uma realidade tediosa assombra a muitos. Trair é uma péssima ideia, magoa a todos os envolvidos, mas quem nunca foi magoado? Ora, até parece que nos importamos tanto assim com os outros! A essência humana é egoísta, imediatista e quer viver  o agora.


Para trair e ser traído basta estar vivo. Quem nunca foi traído por um amigo? A traição é nojenta, mas está ali, nas colunas da alma humana.


Querer saber porque as pessoas traem é como querer saber porque elas estão vivas. O ser humano é  imprevisível, cheio de vontades, de momentos suicidas e de segundos patéticos. Boas idéias não vem com a mesma freqüência das péssimas idéias.


Dá pra ser fiel? Nessa vida dá pra ser muitas coisas, o problema é que não sabemos qual. Todos se surpreendem com suas decisões. É possível viver sem trair, é possível acreditar nisso, mas é impossível acreditar que o outro vive debaixo da mesma  ideia.


Para sofrer, para viver, para amar e ser abandonado, basta estar vivo. Esse pessoal que escreve esses livros já devia saber disso, o ser humano não tem receita e vive nos seus próprios códigos de conduta. E quais seriam esses? Mistério, isso ninguém nunca vai saber....


Iara De Dupont

Um comentário:

Poeta da Colina disse...

Humanos, sempre a procura de certezas....

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...