ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

29 novembro 2011

Tem alguma coisa que interesse as mulheres além do benhê?





Venci  minha resistência e entrei lá para o twitter, para interagir com o mundo. Até tento, mas não resisto às vezes e mando mensagens  que não deveria mandar.
Tem gente  que aparece por lá falando das mulheres, relacionamentos, amores, sexo, amores e mais amores.

Bom, não estou no centro do mundo, mas não consigo acreditar que uma mulher pense tanto nisso, que exista tanto material para ser escrito e blogs inteiros sobre os relacionamentos femininos.


Começo a desconfiar que meu cérebro tem alguma composição diferente. Gosto de perfumes, tenho uma foto autografada do Benicio Del Toro e leio sobre cosméticos. Mas minha vida amorosa não é o centro do meu conflito. Não é minha Faixa de Gaza.


Tudo bem, minha vida amorosa foi uma merda até que me cansei e resolvi ter outros interesses, mas mesmo assim esse impulso não é tão grande em mim.

Tem uma psicanalista, Regina Navarro, muito boa na área dela, que escreve sobre relacionamentos, todos os dias ela responde e-mails, parece ser uma ótima terapeuta, mas eu não entendo metade dos emails que as mulheres mandam, explicando como o centro do mundo delas é o benhê.
Só de ler eu me sinto sufocada. Quando as coisas não dão certo não adianta insistir, nem manter as boas intenções, o negócio é pegar suas malas e TCHAU  BENHÊ!

Já fui assim, fiquei anos em relacionamentos apenas porque queria fazer dar certo, cumprir meu papel de fêmea compreensiva. Mas graças a Deus percebi a tempo que me foi dada uma vida e não recebi a ordem divina de cuidar da vida de outra pessoa, o benhê.


Mudar o foco, tirar essa importância do relacionamento seria uma maneira melhor de ter boas relações.Vamos ser claras, os homens não tem o mesmo interesse nos relacionamentos que as mulheres, então por que perder tanto tempo e energia tentando mudar isso?


Excesso de tempo, excesso de instinto maternal, excesso de complexo de fêmea pode tudo? Não tem problema, o mundo está lá fora e está caindo. Se engajar em ONGS de defesa dos animais, do ambiente, do que for, exige a mesma energia, paixão e amor que dedicamos ao relacionamento, mas tem uma grande vantagem. Em uma relacionamento vamos investir e receber migalhas em troca, quando recebemos e acabar cansadas, drenadas, infelizes e pedindo ajuda virtual a uma terapeuta de relacionamentos.


Já em troca dedicar essa paixão e esse amor ao planeta pode pelo menos nos garantir uma melhor existência. Só quem não conhece não sabe, mas animais agradecem quem ajuda deles, mudando a tua vida. Esse amor vale a pena, o outro é questão de tempo dar errado.


Iara De Dupont

Nenhum comentário:

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...