ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

28 julho 2011

Estrias não são feias, são marcas de guerra


As coisas parecem determinadas e ninguém questiona isso.Sempre me falaram que estrias são coisas horríveis. É uma coisa de outro mundo, um castigo divino.
Estrias são marcas que aparecem na pele quando ela se rompe na camada mais profunda, pode ser por engordar e emagrecer, gravidez ou genética.
Mas alguém determinou que isso era terrível. Modelos escondem com maquiagem e todo mundo nega ter.
Uma apresentadora quer engravidar e começou um tratamento pré-estrias, tentando fazer que elas não apareçam durante a gravidez, que nem chegou ainda.

Imagino o custo disso e sabe Deus se dói ou não. Mas qual o problema? Tudo nessa vida tem o ângulo que você olha.
Estrias são marcas na pele. Para a sociedade marcas terríveis, feias e repulsivas. Mas são marcas e marcas não tem nada de repulsivo, são apenas uma história que o corpo decidiu contar.

Eu tenho estrias, mas não vejo como castigo divino. Passei a vida inteira emagrecendo e engordando, submetendo meu corpo a todo tipo de dietas que apenas maltratavam ele, que fez de tudo para resistir. Estrias no meu caso são uma marca de todas as guerras que entrei e saí, às vezes, meio viva.
Torturei meu corpo durante anos, joguei químicos de cremes suspeitos, fiz dietas que devem ser usadas em prisões na Tailândia e privei o corpo de muitas coisas.
Poderia sair ilesa de tanto sofrimento? Não. Por isso as estrias estão ali, me lembram ao dias passados e as guerras sem sentido e estúpidas que entrei, por nada.
Mas nem sempre respeitei minhas marcas como se tivessem história.Sempre tive um ou outro namorado que odiava e me fazia lembrar disso.Então eu mergulhava em tratamentos horríveis, para tentar melhorar,chorava, me desesperava ,batia a cabeça na parede.
Meus profundos agradecimentos a todos esses namorados por terem saído da minha vida.Não tenho como agradecer isso.Eles foram embora e as estrias ficaram.Marcas da minha guerra pessoal e estúpida contra meu corpo.Fiquei aqui pensando na importância de respeitar o corpo e a própria história.
Tem quem não goste ? Deve ter.Paciência.Negar minhas estrias é negar minha história e se eu pudesse viver sem nenhum tipo de marcas, seja no corpo, seja na alma, não seria uma pessoa, seria uma boneca e bonecas não vivem.

Iara De Dupont (Sindrominha)

Um comentário:

Anônimo disse...

Muito obrigada. Você deixou meu dia mais feliz.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...