ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

25 maio 2011

Solução para os crimes sexuais: castração química.


Qual a pior parte de ser mulher? Ou de tentar ser? A pior parte com certeza é ter que lidar com a ignorância alheia, ou nem tão alheia assim, familiar mesmo.

Uma pessoa hoje me comentou sobre o caso do diretor do FMI, a acusação de abuso sexual que fizeram contra ele. Então, essa pessoa lamentável, ignorante, que infelizmente faz parte da minha vida disse:
 -Pô, essa mulher que acusou ele devia ser bem ajeitadinha.

Ah, bom saber! Então ela pode ser estuprada, porque é bem ajeitadinha? Eu estava esperando esse monstro me dizer que tudo era culpa da mulher, que provocou o coitado do velhinho.

Por essas e por outras que acredito piamente na castração química . Não existe outra maneira de lidar com esses crimes sexuais, porque existem três tipos de homens no mundo, os inteligentes, que entendem o horror disso e apoiam a mulher, os monstros que cometem esses crimes e os imbecis que apoiam isso, que dizem que todos os homens são assim mesmo libidinosos e agressivos.

Cadeia para crimes sexuais só fortalece a ideia de que a mulher provocou e quem estuprou é um pobre diabo que não resistiu a tentação. O único jeito de mostrar o quanto tudo isso é inaceitável seria apoiando a castração química, que ao contrário do que as pessoas pensam não se corta nada, apenas são administrados remédios que tiram o desejo, o impulso sexual.

Eu apoio a castração química porque se uma pessoa não é capaz de lidar com seu impulso sexual não é justo que a mulher pague por isso.

Se você não pode dirigir por algum motivo, não consegue tirar a habilitação, então se a pessoa não controla um impulso desses, que seja medicada.

Porque o caminho para as mulheres ainda é longo. Falta muito para educar os homens, para poder varrer da mente masculina a ideia de que o estupro é culpa da mulher, culpa dela ser ajeitadinha. Mesmo condenando todos os estupradores a pena perpétua, mesmo assim falta muito para mostrar ao mundo que essa mentalidade de violência sexual é inaceitável.

Diante de tanta violência que as mulheres sofrem, acho até que a castração química não é tão ruim assim. Mas ela é urgente, porque sem medidas drásticas não se muda nada. Enquanto um homem não tiver medo de ser punido por isso vai continuar cometendo esses crimes e pior ainda, conta com o silêncio da sociedade.


Para  maiores informaçõecs sobre o que é castração química:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Castra%C3%A7%C3%A3o_qu%C3%ADmica



Iara De Dupont

3 comentários:

Misturação - Ana Karla disse...

Iara, perfeito.
Na verdade nem conhecia a castração química.
Tem que ser aplicada a esses monstros, pois é isso que eles são.
Bom dia querida!
Xeros

Escritor em treinamento disse...

É complicado, na medida em que (não sei se você vai concordar comigo) a violência sexual é muito mais uma questão de violência do que sexualidade. Inibir o impulso sexual não inibe a covardia de alguém que se afirma da forma mais sinistra possível sobre um outro ser humano. Só iria dificultar a ação, o sujeito teria de se valer de outros meios que não o próprio corpo para agir.

Funcionaria como punição moral, afinal isso atingiria o orgulho do criminoso, mas.. só isso. Por mim, a única solução quando o sujeito se mostra irrecuperável é a vigilância constante (prisão perpétua, talvez).

Anônimo disse...

eu costumava ser favorável a castração física mesmo, tipo guilhotina :)

crime sexual é uma coisa que me irrita demais, pq é mesmo uma ameaça constante na vida de qualquer mulher. crianças são estupradas, idosas são estupradas, mulheres jovens, mulheres belas, mulheres feias, mulheres de burca e de minissaia.

enquanto isso, os homens nem cogitam serem violentados, é muito disseminado esse entendimento de q vítima em potencial é a mulher "se ela não se cuidar, se ela se vestir assim ou assado, se ela sair em tal horário ou em tal lugar".

os homens só temem o estupro quando são presos. é o tal medo de "virar mulherzinha na cadeia". ah, claro... pq homem estuprado está desempenhando o papel de mulher.

enquanto isso, somos tolhidas da nossa liberdade de ir e vir. sair de noite? pegar taxi sozinha voltando de uma festa? ir pra casa de um amigo ou namorado? beber demais? nada disso é muito seguro.

ora, se todos nós tememos assaltos, assassinatos e outras violências, apenas as mulheres vivem sob o medo constante do estupro. e a sociedade não faz nada. não faz uma campanha sequer de conscientização sobre a violência contra a mulher.

desde a 'encoxada' no transporte público, passando pelo assédio sexual na escola/faculdade e no trabalho, a mulher não recebe o menor respaldo, sua palavra está sempre em xeque, sua moral está sempre sendo questionada, quando, na verdade, ela é a vítima!

se esse crime não é praticado dentro de casa (dizem ser o tipo de estupro mais comum, entre familiares), mas na rua, por um total desconhecido, ele envolve uma série de outras práticas delituosas q acabam sendo invisibilizadas, como se já fizessem parte do crime de estupro.

a mulher é constrangida, ameaçada, sequestrada (momentaneamente ou não), violentada (uma agressão física que vai muito além da lesão corporal, se aproxima mais a uma tortura mesmo), exposta a perigo de contágio de DSTs, abandonada ferida num local desconhecido, sem dinheiro, sem roupa, sem ter como se comunicar.

depois de tudo isso, ela ainda tem q tomar coquetel contra doenças venéreas, corre o risco de ficar grávida e ainda leva pra sempre danos psicológicos gravíssimos (tipo síndrome do pânico, ansiedade, depressão, etc)

a suposta "humilhação" de não ter ereções mediante o uso de remédios não chega nem perto disso. mas, enfim, acho a castração química um bom paliativo, sim.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...