ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

21 abril 2011

O que é uma alma sem verniz


De vez em quando vem uma pergunta no email, ou algum amigo faz ela:

-Sabe o seu blog ?

Sei .

-Por que expor daquele jeito?

É verdade, por que me expor? E por que as pessoas vivem como elas vivem? O que é exposição? Se eu estivesse nua em uma revista ou no meu Facebook não seria exposição, seria como dizem muitas, uma manifestação artística. Mas na hora que resolvo falar do caos que existe na alma humana, alguns pensam que é exposição. Já disse isso antes, blogs sobre alegria, alegria, tem aos montes e as pessoas são livres de circular nos que quiserem.


Essa pergunta veio por algum post de um relacionamento, por que expor isso? Não disse o nome dele, me daria nojo.


Mas  considero exposição abrir a casa, tirar a roupa e falar sobre planos futuros. O que falo aqui não considero exposição, considero a constatação da confusão que é ser uma pessoa neste mundo.

Quanto mais esmalte eu vejo, mais mentiras eu leio, mais vontade louca tenho de escrever, de procurar alguma coisa real, um motivo verdadeiro. Digo que meu blog é para almas sem verniz, porque essas almas são abertas, puras, o verniz não está ali. 


Quem conhece verniz sabe, é uma substância tóxica, pesada, usada para esconder, proteger e dar brilho a uma superfície. A minha alma não tem verniz, nem nada a esconder, nem quer se proteger, se tiver brilho será por si, jamais por uma camada de verniz.
As pessoas se esforçam cada dia mais, fazem de tudo, para parecer qualquer coisa que não seja humana. Só importam metas alcançadas, objetivos e frieza. Quem se controla pode controlar o mundo.

Eu nasci de cabeça pra baixo e faço o movimento contrário. Quero cada dia mais escrever sobre o que está debaixo da pele, não o que cobre ela. A minha condição humana me atormenta e direciona meus dias, por isso só falo nisso.


Talvez o mundo acabe um dia e fiquem alguns blogs. Gostaria de pensar que meu blog e mais alguns serão o único rastro humano, a única coisa que possa confundir os cientistas do futuro, diante de tanta perfeição no mundo e precisão, aparecem blogs assim, como o meu, falando de sentimentos e da pouca adaptação a este lugar.


Ah, ficaria feliz demais com isso. Saber que não escrevi a história, mas até o último segundo estive convicta dos meus limites humanos. Gosto de pensar nisso, que alguns blogs serão a única coisa que o futuro vai ter para provar que existiram pessoas que iam além do verniz, das mentiras, das armadilhas, das armações, das maldades. Gente mesmo, sem photoshop mental.

Iara De Dupont

4 comentários:

Vanessa Souza Moraes disse...

Um brinde às pessoas sem photoshop!

Francisco Casa Nova disse...

hj tentei sobreviver, cheguei em casa deitei levantei sorri e tentei respirar o vento me encheu os pulmões e a tosse veio veia da arte da arte que inventa tormentas ao sólido do olho humano sem matizes vida após vida e com medo e sem e daí sem graça de ser vivo constante normal absurdamente normal. gosto de pessoas que gostam da arte, que produzem a arte, gostei daqui, aqui tem cheiro...

abs,to seguindo!

Poeta da Colina disse...

Por que se esconder? Se a alma é o que temos de mais sincero, de mais real.

Vivemos em um mundo satisfeito com as aparências.

Jacqueline disse...

Nossa gostei demais do seu post mas as vezes sinto vergonha de expor meus sentimentos pois algumas pessoas da minha cidade descobriram omeu blog e já vi até deboches , infelizmente não resisto a tanta ignorância e fico mais quieta ou controlo minhas palavras quando vou falar de algo mais íntimo!

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...