ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

27 março 2011

Não é tatuagem


É engraçado como as famílias erram nas etiquetas. Um dia conversando com minhas primas, meu tio disse: 

-A Iara vai ser a primeira em casar, porque fala demais!

Pois é. Por algum motivo, desde criança nunca quis casar. Nunca tive Barbie noiva, nem olhei as revistas. Alguma coisa me dizia que essa ideia não era para mim.

Assim como as meninas sonham com príncipes, eu sonhava com liberdade. Sempre me sentia mais próxima da bruxa da história, independente, cercada de bichos, do que a princesa bobona, fraca, sem vontade, esperando alguém decidir por ela.

Meu tio errou suas previsões. No dia do casamento da sua filha, mais nova do que eu, perguntei a uma tia se ela estava grávida, já que parecia bem redondinha. Minha tia surtou, disse que eu não podia ir pela vida pensando mal dos outros e que pedisse perdão a Deus, porque senão eu acabaria sendo a primeira das primas em engravidar e casar correndo.

Minha tia também errou as previsões. De dez primas, menores que eu, todas já casaram e engravidaram.

Meu tio e minha tia erraram porque foram bestas. Nenhum ser humano se parece a outro e ninguém determina os caminhos da vida alheia.

O problema foi que na época eu era jovem demais pra responder todas essas besteiras, mas hoje me sinto tranquila, sei quem sou. Sei que não penso me casar, nem hoje, nem amanhã, não me incomoda mais as perguntas ofensivas, se não me casei por que não quis ou por que não gosto de homem. Ah, eu adoro homem! Mas não preciso casar pra isso. Não preciso viver a dois para ser feliz, não preciso me vestir de branco para me sentir digna. Não preciso de juras eternas de amor nem promessas para sentir que a vida vale a pena. Casamento para mim só se for com meu grande amor, comigo mesma. É com a minha vida que eu me comprometi e jurei me acompanhar nos dias bons e ruins. Nem a morte vai me separar de mim.

Não casar é uma decisão minha, gosto muito de homens, mas não tanto para esquecer quem sou e me transformar no outro. Homem pra mim, na minha vida é acessório, não uma tatuagem.


Iara De Dupont

2 comentários:

Poeta da Colina disse...

Acho que estar com alguém deve ser sempre liberdade. Qualquer coisa que influencia no seu caminho já não vale a pena.

Amanda disse...

Hum não sei se isso vale a apena uma vida sem ninguem pra compartilhar, acho que casar foi a melhor coisa que fiz na minha vida, e se não fosse pelo meu marido aguentar minhas crises de SP e depressao nossa achoq eu hj não estaria bem

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...