ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

19 janeiro 2011

Sinais


Muito se fala nos sinais, que estão por toda a parte. Mas são tão pequenos ou rápidos que nunca são interpretados com sinais.

No fim de uma grande amizade dei por lembrar de vários momentos que passei com a pessoa. E quanto mais lembrava e lamentava o fim da amizade, mas via nas minhas lembranças todos esses sinais. Por que não percebi na época quem era? Porque tinha a questão humana, as pessoas não são nem fazem sempre o que se espera delas, então você aceita o ser humano como ele é, e às vezes faz coisas estranhas que separadas não significam nada, mas juntas revelam.

Amizade que começa em mesa de boteco na discussão não tem mesmo como acabar bem. Velho ditado que ronda por aí  ''O que começa mal, mal termina''. Amizades são almas que se reencontram, acredito e se elas se reencontraram no meio de uma discussão, com certeza se deviam alguma coisa.

Mas quando tudo esta indo bem, não se vê os sinais nem se pensa neles. Foi um tempo que eu dei, por questões de trabalho. E nesse tempo percebi e comecei a lembrar e sentir que tinha alguma coisa errada.
Às vezes pensamos em um inferno astral, culpamos os dias, gritamos de noite, mas não percebemos que uma pessoa entrou na tua vida e subitamente tudo foi danificado. Mas como achar que é culpa dessa pessoa se é a única que te consola, não te abandona e dá provas constantes de amizade?

O coração engana mesmo. A alma é mais esperta e sabe, mas não tem a força do coração.
Deveria estar muito chateada com o fim dessa amizade. Na verdade não estou, estou pé da vida comigo, por não ter lido tantos sinais, por não ter percebido o momento que deixei entrar na minha vida alguém que virou ela de cabeça pra baixo, no sentido ruim.

Seria que eu devia alguma coisa a essa pessoa de outra vida? Se for assim, que se considere pago, porque paguei cada segundo dessa amizade errada. Sai pior pessoa do que entrei. Agora penso nos sinais sempre.

Iara De Dupont

2 comentários:

Thiago Quintella de Mattos disse...

Brilhante crônica. E quando nos reconhecemos em experiências alheias, mas tão nossas, como o fim de uma amizade. Temos o suposto conslo de que isso, realmente, acontece com todos, e que procuramos, as respostas. Sinais que apareciam nem sei se tão pequenos, mas que relevavamos serem detalhes.

Ana Broken Gurl disse...

Oi Iara!!
Você deu uma passadinha lá em casa www.brokengurls.blogspot.com e fez uma pergunta, eu demorei (sorry!) mas respondi, dá uma passadinha lá porque tem novos posts.

Muito bacana seu blog!!

Abs,
Ana Paula

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...