ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

28 janeiro 2011

Escolhas alheias


Às vezes não precisamos de ninguém para nos colocar correntes, fazemos isso sozinhos. Não sei se é a visão latina das coisas, a herança paternalista, não sei.
Mas entramos em escolhas alheias e pagamos por isso.

O justo seria só pagar pelos nossos erros, mas nos envolvemos, seja no amor, seja na família. Acreditamos que o amor tem a ver com isso, com apoiar o outro. Mas o outro erra, faz escolhas ruins, mas fechamos os olhos pensando que ninguém é perfeito.


Mas o fato de ninguém ser perfeito não nos obriga a aceitar escolhas alheias. O melhor seria dizer:


- Vá e faça isso sozinho.

Tem como dizer isso sem explodir uma bomba? Sem escutar que você é egoísta, mesquinha , fria e calculista? Terminar ou balançar uma relação porque você não está de acordo com alguma coisa feita? 

Sim. E se não fizer não tem problema, a conta chega para os dois.

Já chegou para mim e não tenho nem como parcelar a escolha. É minha responsabilidade ter apoiado um comportamento errado, confundido com amor, misturado com admiração.

Confie e errei. Mas pelo menos aprendi o injusto que pode ser pagar uma escolha alheia. Aprendi que Deus me deu uma responsabilidade: eu. Não veio no pacote nem família nem amores. Posso amar, mas não posso pagar mais escolhas alheias, principalmente quando são tão erradas e me prejudicam.

Mesmo que eu tenha aprendido a lição, o relógio ainda me olha. Não sei até quando vou pagar por essas escolhas alheias.


Iara De Dupont

Um comentário:

Verônica Maria disse...

Belo texto. E cheio de verdade.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...