ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

25 dezembro 2010

Retrospectivas


Não sendo do clube dos otimistas posso falar tranquilamente que simplesmente odeio retrospectivas. É como se tivéssemos uma segunda oportunidade de ver a besteira que foi feita. Não entendo porque colocar tantas imagens, tantos vídeos, de situações vividas e que ainda podem doer. O problema da retrospectiva é que quase nunca leva a uma mudança de atitude, nem das pessoas nem dos governantes. Como nasci em São Paulo desde o meu primeiro ano de vida vejo retrospectivas com imagens de enchentes e nem por isso as coisas mudam e melhoram.

É a coisa que eu mais odeio em fim de ano, esses programas com o que aconteceu de ruim. E agora, pra piorar meu frágil e insuportável humor, está aquela coisa de retrospectiva da década. Só isso seria suficiente para que eu sumisse no meu edredom até o fim do carnaval, data que também abomino. Outra década sem aparentes melhoras em nada, não me orgulho de ser uma pessoa, não vejo avanços significativos. Mas tem o Ipad! É verdade! A que pontos chegamos! Vamos fechar uma década com um brinquedo novo, para sermos mais escravos ainda. De resto não há progressos que me encham de alegria. Tinha certeza que ia ser um grande fechamento quando foi anunciado a proibição de testes em animais na área da cosmetologia. Era um acordo para ser cumprido em 2009, mas com algumas liminares se estendeu até 2010. Infelizmente vamos entrar em 2011 com muitas liminares ainda. Empresas como Procter-Gamble, Unilever, tem suas próprias regras e defendem a unhas e dentes o direito de fazerem testes em animais pensando na segurança do consumidor e contam com o apoio de uma grande empresa brasileira, a única em fazer testes em animais, aquela da rotina, do dia, da Amazônia e das boas intenções.

Fechamos uma década com esse pensamento geral, cada um quer saber do seu, as empresas querem ganhar mais e mais , dane-se os animais, a água, a natureza, o que importa são as regras dessas empresas e nossos desejos de consumo.

Não, eu não ganhei um Ipad de Natal. Pelo contrário, Papai Noel deixou embaixo da árvore um pouco mais de consciência, de pessimismo, de tristeza por ver os rumos das coisas e não chegaram os presentes que eu pedi, eu escrevi na minha cartinha que queria que fosse cumprido o trato de não fazerem mais testes em animais e um pouco de esperança para que 2011 não fosse tão assustador. Não chegaram meus presentes. Nem a esperança chegou, apesar de ter revirado as meias.

Iara De Dupont

5 comentários:

Escritor em treinamento disse...

Gostava de retrospectivas... mostravam-me sempre um ano que pouco conhecia: tragédias mais trágicas, avanços expressivos, obituário dos famosos e a criação de uma saudade por aqueles que, em vida, nenhum impacto antes tiveram sobre a minha vida. Era uma farsa muito divertida e proveitosa para fugir do tédio - talvez os dias não tenham sido todos iguais!

Ironicamente o ano velho parecia-me novo, inédito, sob o escopo do jornalismo imparcial de primeira da nossa querida televisão brasileira.

Hoje, estou viciado naquela coisa tola de ter pensamentos próprios. Por mais que me apresentem uma visão colorida do ano com determinados pontos fracos e fortes, coisas a melhorar e outras a continuar, sou propriétario de uma visão bastante minha e incorruptível.

Tomei posse de meu tempo, esse ano que passou, bem ou mal, foi meu! Despeço-me dele como colega de serviço, tivemos nosso tempo, mas acabou. Se eu puder lhe dar algum conselho, pretenções à parte, seria justamente esse: cuidar apenas do ano que é nosso. Pensar nos nosso planos passados, nossos projetos, que, sim em um caso e outro envolveram o todo (não estou pregando tanto o individualismo, veja bem!), mas lembrando de reconhecer que nem tudo esteve sob nosso controle.

Fazer balanço do ano da humanidade é muito pesaroso...

Poisdron disse...

Devemos fazer assim o tempo todo. Não gostamos de retrospectiva, então vamos ter dias melhores, é simples. Um novo dia, novas esperanças, eu sou otimista, devemos ser, pois se não formos melhores a cada dia é porque fazemos retrospectivas diárias.

Seu texto me fez refletir sobre isto, afinal não precisamos reviver o passado, o nosso presente é o que o próprio nome diz, e este presente não precisamos pedir no Natal, temos conosco sempre, vamos aproveitar.

Abraços!

Macabéia disse...

ola me identifiquei muito com você e seu blog!
=)
também tenho sindrome do pânico,compartilho dos mesmos questionamentos e crises pessoais...apenas não sou vegetariana rss

Anônimo disse...

Comungamos (salvo seja!...) das mesmas ideias. Menos de uma, que respeito e que já me deu algumas dores de cabeça, já que a minha filha também segue o mesmo caminho: vegetarianismo!

Natália disse...

Ei, obrigada pelo comentário (foi o primeiro, vou lembrar pra sempre hihi). Curti o blog e 'sua história'. Eu entendo o que é síndrome do pânico e como é não se adaptar as coisas facilmente. Fico feliz por você conseguir enfrentar isso e provavelmente a palavra escrita te ajudou nessa.
Enfim, feliz 2011
e que as tragédias sejam simplesmente uma aprendizagem
e as coisas boas, ah... essas ficarão

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...