ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

28 dezembro 2010

O que é uma vida bem vivida?



Em véspera de ano novo chegou um e-mail de uma pessoa da família. O ano que vem ela vai celebrar o seu aniversário, uma data fundamental e diz que uma vida tão bem vivida merece ser comemorada. Não tenho nada contra comemorações, nem insanidade temporária. Mas como sempre, não pude deixar de pensar nisso, dado que conheço os bastidores da vida dessa pessoa. Foi uma péssima esposa, péssima mãe, péssima amiga, filha, tia, cunhada, nunca trabalhou, nunca contribuiu em nada para a humanidade e não me consta que tenha um bom coração.

Mas no alto da loucura dela, a vida dela foi bem vivida. Ah, sim, pensando nos pormenores, imagino que a vida das lesmas tenha mais utilidade, imagino que seria mais justo que essa comemoração fosse feita em um formigueiro, dado o caso que as formigas merecem mais ser parabenizadas que essa pessoa.


O que é uma vida bem vivida? Não sei. Não está no meu no meu manual de vida. Às vezes penso que a do Bill Gates é uma vida bem vivida ou a do Dalai Lama, mas não tenho certeza. O que sei é que não se pode ser ruim em tudo. Entendo uma mulher que é péssima esposa, mas não entendo porque não pode ser boa mãe. Entendo que não se trabalhe, mas não entendo porque não se pode ter um bom coração.


Ah, felizes esses tempos passados onde era preciso apenas estar vivo e fazer da sua vida o carnaval que tivesse vontade.

Hoje as coisas mudaram, somos mais do que nunca responsáveis por tantas coisas ruins neste planeta, hoje mais do que nunca é necessário pensar em todos, além de só pensar no próprio umbigo. O mesmo céu que me cobre, está cobrindo todas as cabeças do planeta e se alguém cai, como um dominó, vamos todos juntos.


Não respondi o convite, mas não vou a festa, porque não vejo o que celebrar. Como dizem os espíritas, desse mundo não se leva nada, mas pode se deixar muitas coisas, sejam concretas, sejam lembranças. Minha avó não deixou um centavo, mas deixou saudades e a lembrança do amor que teve pelos netos, pelas filhas. Foi uma vida bem vivida e nem por isso teve uma festança de parar a cidade. Essa aniversariante na sua cabeça acha que teve uma vida bem vivida, mas se amanhã ela morrer ninguém vai lembrar dela com amor, não deixou rastros de amor em nenhum lugar.

É, no fundo ela tem razão, acho que quando passamos pelo mundo como lesmas, pior que parasitas, é melhor comemorar, porque se sabe de antemão que não se deixa lembranças nem saudades, uma vida bem vivida pra ela, porque o resto de nós nem percebeu que ela existia.


Iara De Dupont

3 comentários:

Aline disse...

Fica um comentário meio sarcástico: esta pessoa teve uma vida bem vivida exatamente porque não se preocupou com mais ninguém, a não ser consigo mesma. Talvez este seja o grande defeito das pessoas que não padecem de síndrome de egoísmo: estamos sempre preocupados com o bem estar dos outros. Não será este um grande erro? De qualquer forma, acho que ainda prefiro uma vida mal vivida, já que não sei como mensurar a qualidade de minha vida e que não tenho intenção nenhuma de comemorar as desventuras de uma vida solitária.

Nira disse...

Querida, sempre estou por aqui, embora dificilmente comente. Mas de uma coisa você precisa saber: Pra pessoas egoístas uma vida bem vivida é aquela em que se viveu pensando apenas nas próprias necessidades e pouco se lixando para o próximo, para o mundo ou para o que quer que seja. Pra gente assim, a coisa mais importante que existe são eles mesmos, então...

Poisdron disse...

Ual, quero morrer seu amigo! rsrs
Acho incrível como você consegue ir longe, seu texto foi muito bom! E sobre pessoas assim, não acredito que tenha vivido bem, mesmo tendo o que quer. Nada como amigos, pessoas, ajudar, a bondade, as pequenas coisas. São estas que fazem da vida, uma vida.

Grande abraço!

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...