ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

14 novembro 2010

Quando não estou ...



Tem sua beleza não estar. Poucas vezes consigo isso, culpa do meu signo, Virgem, sempre preocupado com tudo, se concentrando em nada e sem perder os segundos no relógio. Nem ioga deu certo para mim. Simplesmente porque me recuso em não estar. Sempre estou. 

Mas na quinta, não estive. Tinha um trabalho para fazer, um teste. Por erros alheios, passei horas esperando. Foi um dia gelado. Passei fome, frio, fiquei cansada, não tinha nem lugar para sentar e como essas sensações não chegam sozinhas, também tive uma mini-crise, o famoso que faço aqui e por que me submeto a isso. Quando chegou a hora do meu teste, eu não estava mais lá, não conseguia pensar, a duras penas lembrava do texto. Só queria ir embora. E por isso mesmo me limitei a fazer o que me pediam, sem pensar. E ficou bom. Quase ótimo, até me chamaram para ver depois de gravar. Aquela era eu, quase eu, a minha eu no suposto nirvana, quando não estou presa a pensamentos inúteis.

Hoje me aborreci e pensei que a noite ia ser longa, então decidi beber uma caipirinha. Como não bebo, qualquer coisa tem um efeito triplicado em mim. E de novo a mesma coisa. Não me aborreci tanto, porque não estava aqui, minha mente estava anestesiada. Eu sei que estar inconsciente não tem nada de glorioso. Mas esse estado mental de ''não estar''  te permite não perceber tudo e não perceber tudo te dá uma certa paz, as coisas não tem importância.

Talvez um dia eu vá para o Tibete e me isole, tentando chegar nesse estado de não-consciência. A realidade é que a mente é como um supermercado, cheio de prateleiras, coisas que nem usamos nem vamos usar. E perdemos tempo, energia e ocupamos o espaço com tudo isso, que só causa stress. Eu penso em tudo e em nada, assim ocupo os espaços e as brechas mentais. Mas isso tem sido muito cansativo. Tenho que achar um jeito logo de esvaziar as minhas prateleiras, para não estar mais em nada. Assim com a mente livre, talvez eu possa viver melhor.

Iara De Dupont

5 comentários:

Poeta Da Colina disse...

Há quem não entenda a necessidade de dar um passo para o lado e deixar o mundo passar.

Poeta Da Colina disse...

Há quem não entenda a necessidade de dar um passo para o lado e deixar o mundo passar.

Elaine Regina disse...

É, Iara... mente, não-mente, estar, não estar...

Curioso esse seu texto, eu me vi um pouco nele... às vezes, tenho vontade de ir morar numa ilha deserta (enquanto você quer ir para o Tibete...). Sei lá, esse mundo em que vivemos é muito estranho, né, amiga?

E, sim, de fato, a nossa mente é um amontoado de lixo, de pensamentos inúteis que não servem para absolutamente nada. A meditação busca justamente dar qualidade à nossa mente, deixá-la tranquila, mai limpa e mais pura também (é que sou praticante... rsrsrs)

Bju!

Anônimo disse...

Você é muito depressiva e negativa... se cuida menina!!!

André45 disse...

Interessante seu blog, encorajador sua atitude de expressar algo tão pessoal e profundo. Coisar da net, coisas da vida. Vou ler mais seus, pois me confortou. Muita sorte e proteção dos anjos para ti.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...