ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

21 outubro 2010

O lugar de cada um




Uma vez assisti um filme e no começo dizia - O problema do ser humano é que ele nunca percebe que está onde tem que estar .
Em filme a frase é boa mesmo. Mas aqui embaixo, na vida real, no caos diário me pergunto se ela se aplica. Realmente estamos todos onde temos que estar ?
A minha mãe diz o seguinte - Não olha pra vida alheia, olha para a tua. 
Mas como eu faria isso? Não olho a vida alheia porque meus olhos acompanham, mas sim porque vejo meu reflexo nas coisas, eu vejo o que os outros fazem para muitas vezes fazer igual. Mecanismo bobo, mas funciona, principalmente em lugares novos e desconhecidos.

E às vezes olhando me pergunto se todos se perguntam sobre os outros. Quantas vezes vemos outra vida e pensamos que poderia ser a nossa? Ou pior ainda, que lutamos pelo o que pessoa tem e nem por isso temos, mas ela tem. Chamar de inveja seria reduzir uma dúvida humana a um sentimento mesquinho.

Cada um no seu quadrado poderia ser uma ideia genial, se tivéssemos todos o mesmo sentido de justiça, se todos pudéssemos ver a vida alheia e pensar que o que cada um tem, ou o lugar que cada um está é justo.

Eu não sinto assim. Tento nem pensar. Mas isso me atormenta. Quase nunca tenho paz no meu quadrado, facilmente abalado por pessoas que estão melhor do que eu e não estudaram nem trabalharam para isso. Alguém me disse que é carma, cada um tem o seu. É, não duvido, essa é a base da loucura que vivemos hoje, cada um chegou a este planeta com uma noção particular de ética, de justiça, de sorte, de vida. E por isso ninguém se entende. Talvez seja isso mesmo, o lugar onde temos que estar, o quadrado que nos pertence, o carma estipulado, seja um lugar sem paz mesmo.

Iara De Dupont

3 comentários:

Anônimo disse...

Já teve a sensação de não fazer parte desse mundo??? Ver tanta gente podre, se acabando... não dá pra ficar indiferente a tudo isso e não poder fazer muita coisa pra que se mude e pior, sofrer com tudo isso. Angustia. A sensação é a mesma, gente que só faz o mal se "dar bem" na vida. É frustante.
Talvez seja um carma mesmo.
Grande beijo.

Escritor em treinamento disse...

Vi uma vez no Café Filosófico, programa da tv cultura bom para assistir naqueles momentos de pretenção máxima com a xícara de café em uma mão e o cigarro na outra, um historiador metido a filósofo falando das concepções de si do homem contemporâneo.

Foi bem interessante, um verdadeiro raio-x de todas nossas neuroses mais gritantes (o nome dele é Leandro Karnal, aliás) e, dentre as coisas ditas, ficou algo diretamente ligado com o desconforto detectado por seu texto - o "não-lugar ideal".

Já é notório que o que move o homem é esse impeto criador/destrutivo de querer adaptar o mundo a si (ao contrário do resto da natureza). Em algum momento da humanidade, e aqui provavelmente entra o consumismo como doutrina máxima, transferiu-se esse desejo de mudança para o desconforto: a constante necessidade de melhora, o ser doente, inapto - o lugar indevido.

Nunca ficaremos satisfeitos onde estamos, pois habitamos esse "não-lugar ideal" permedado pela falta e o desejo sempre renovado pelo o que o outro estiver produzindo.

Talvez seja possível viver apenas de si, criar uma falta própria e individual de algo único... mas isso só tornaria a busca ainda mais exaustiva. É muito mais cômodo desejar o que todos anseiam e ainda mais conveniente tirar do outro do que pensar na obtenção pelos meios legítimos.

Seja como for, vai sempre existir o desejo "...e ninguém quer matar o desejo." E claro, felizmente, o artista (e aqui pretenciosamente incluo a nós dois) vai ter o "quadrado" mais enfeitado e ontensivo, e, justo por isso, mais incômodo. Nosso desconforto é mais belo, pintado por um desejo mais sensível e pela grandiosa falta única.

Ousemos viver na potencialidade máxima de nosso ser! Ousemos sonhar (amar, desejar, criar...)!

Tatuagem disse...

Impossível não olhar pra vida alheia. Assim a gente aprende dos erros ou sucessos dos outros.

Abraço

Tatuagem

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...